F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Entendendo Mateus 24

Compartilhe

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1696
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 38
Pontos de participação : 4088
Data de inscrição : 27/12/2008

Entendendo Mateus 24

Mensagem por Jefté em Qua 14 Jul 2010, 00:08

.
Por: Jefté

Estudando Mateus 24 e a sua localização profética


Que seja p/ a Glória de Jesus, amém!

A abominação da desolação de que falou o profeta Daniel, e também em Mateus 24 não se cumpriram no ano 70 depois de Cristo.
Não houve abominação da desolação, houve apenas destruição.
A abominação da desolação ainda vai se cumprir quando o "príncipe que há de vir" (anticristo) firmar um acordo com Israel (por isso os judeus hoje tem a posse de Jerusalém).
E esse concerto será justamente p/ a edificação do Templo dos judeus.
O único lugar hoje em Jerusalém que ainda não pertence aos judeus é o Monte do Templo - local em que o templo era edificado, pois nesse lugar existem duas mesquitas sagradas p/ os muculmanos.
Por isso, o pacto de Daniel 9:27 diz que "ele fará um concerto c/ muitos", esses muitos são justamente judeus e árabes - pois os árabes têm a posse do local do templo, e os judeus possuem Jerusalém.
Quando for firmado esse acordo, então será aberto o caminho p/ se retirar as Mesquitas (sem dano) pois será mediante o acordo, p/ que os judeus procedam c/ a edificação do Templo p/ realizarem os sacrifícios do Velho Testamento - o sacrifício contínuo.
Após esse acordo, inicia-se a última semana de Daniel 9, os últimos 7 anos dessa geração.
Na metade desses 7 anos, será quebrado o acordo (Dan. 9:27) e tirarão o sacrifício estabelecendo a abominação da desolação (Dan. 11:31)
Essa abominação da desolação é literalmente o que está escrito em II Tessalonicessens 2:4 - "O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus."

Ou seja, o anticristo após tirar o contínuo sacrifício, profanará o santuário assentando-se como Deus no Templo de Deus. (Mat. 24:15)
Por isso, Mateus 24:15 Jesus disse: "Quando pois virdes que a abominação da desolação de que falou o profeta Daniel está no lugar santo (templo), quem lê entenda.
Então quem estiver na judeia fuja p/ os montes....
Porque haverá grande tribulação como nunca houve desde o princípio nem tampouco há de haver. (Mat. 24:21)


---------------

Para quem foi a profecia de Mateus 24 ?

Bom, sobre o fato de considerar q/ as palavras de Jesus foram dirigidas aos apóstolos, eu digo: O evangelho foi dirigido aos apóstolos, pois eram eles os que deveriam ouvir de Cristo e nos repassar.
E em Mateus 24 Jesus tem bons exemplos disso, quando Jesus diz: "Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor." (verso 42)
Ou esse:
"Por isso, estai vós apercebidos também; porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis." (verso 44)
Ora, isso foi dito diretamente aos apóstolos - no entanto é referente à vinda do Senhor.

E sobre a destruição de Jerusalém no ano 70 d.C. todo mundo se esquece que Deus determinou sobre Jerusalem (cidade santa) 70 semanas.
E ela é santa somente nas 70 semanas.
69 dessas semanas se cumpriram até a morte do Messias.
O véu do templo se rasgou pela providência divina, dando a entender que ali findaram-se as 69 semanas iniciais (7 + 62) e a cidade não mais seria santa, pois seu Rei já havia sido rejeitado pelos judeus.
E tanto o templo como a cidade não representavam mais nada p/ Deus.
Justamente porque Deus determinou sobre Jerusalém e os judeus 70 semanas.
Então, após a morte de Cristo, Jerusalém só passará a ser santa novamente por 7 anos (1 semana) e isso só ocorrerá, conforme diz Daniel 9:27 - "E ele fará um concerto c/ muitos por 1 semana, na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares".


Ora, ele fará um concerto c/ muitos. Esse é o príncipe que há de vir, e que os judeus mundo afora ansiosos o esperam: o Messias dos judeus - um descendente de Davi, exímio conhecedor da Torá. (o que estou dizendo não é minha estória, mas a história dos judeus hoje.

Então, se estudarmos o verso de Daniel 9:27 quando diz: e ele fará um concerto c/ muitos por 1 semana e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares...
Eu pergunto: Aonde os judeus fazem seus sacrifícios e oferta de manjares?
Acaso eles estão a fazer isso hoje?? Não!
E por que?? Por causa de Cristo??
Não! Porque não têm o seu Templo.

Mas é a palavra de Deus que diz que será feito o concerto pelo príncipe que há de vir, e que ele fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares.

Também diz Daniel 11:31 - "E sairão a ele uns braços, que profanarão o santuário e a fortaleza, e tirarão o contínuo sacrifício, estabelecendo a abominação desoladora."
Então, isso não aconteceu no ano 70, ou seja, a profanação do santuário, nem tampouco aconteceu o que o apóstolo Paulo diz em Tessalonissenses: "O qual se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou se adora, de sorte que se assentará como Deus no Templo de Deus querendo parecer Deus."

Então, essa é a palavra de Deus! E acontecerá, pois ninguém pode ir contra ela.
Por isso Israel se tornou nação em 1948.
Por esse mesmo motivo Jerusalém oriental (onde ficava o Templo) foi conquistada na guerra dos 6 dias em 1967.
E por isso mesmo, o local do templo ainda não é dos judeus (e sim dos árabes), e só mediante o acordo que será feito por alguém muita "sabedoria e eficácia e astúcia" é que abrirá o caminho p/ essa proeza.
Ao ser firmado esse acordo e liberado o caminho p/ os judeus voltarem aos seus sacrifícios, os judeus vão considerar esse príncipe como o seu Messias.
E irão recebê-lo de coração aberto! (Jo. 5:43)
Após 3 anos e meio vem a abominação da desolação - ou seja, o domínio total do príncipe deste mundo sobre tudo e todos.
Vem a marca da besta, ou seja, a Grande Tribulação por quarenta e dois meses. (Apc. 13:5 - Apc. 11:2 - Apc. 13:7)


-------------------------

Que época seria as profecias de Daniel? e Abominação da desolação?

Olá, gostaria de complementar mais alguma coisa.
Bom, em relação a Daniel, vejamos o que diz: "E ele disse: Vai, Daniel, porque estas palavras estão fechadas e seladas até ao tempo do fim."
(Dan. 12:9)
"Entende, filho do homem, porque esta visão acontecerá no fim do tempo."
(Dan. 8:17b)
"E disse: Eis que te farei saber o que há de acontecer no último tempo da ira; pois isso pertence ao tempo determinado do fim."
(Dan. 8:19)


-------------------------

E a Grande Tribulação?

Na época da Grande Tribulação, tocar-se-ão 7 trombetas, com efeitos semelhantes às pragas no Egito; 1ª trombeta - a terra queimada em sua 3ª parte; 2ª trombeta - o mar em sangue em sua 3ª parte; 3ª Trombeta - rios e fontes d´água envenenados em sua 3ª parte; 4ª Trombeta - o sol, a lua e as estrelas escurecidos em sua 3ª parte; 5ª Trombeta - gafanhotos c/ poder de escorpiões atormentando p/ 5 meses todos os que não tem o sinal de Deus; 6ª Trombeta - a 3ª parte dos homens morta pelo fogo, fumo e enxofre.
Essas coisas aconteceram simutaneamente ao domínio do anticristo em toda a terra - por isso mesmo o Senhor declarou: nunca houve tribulação como essa desde o princípio do mundo nem tampouco há de haver (Mat. 24:21).
Veja, que em Mateus 24 verso 21 Jesus disse que nunca houve tribulação como a que há de vir.
Isso jamais ocorreu em 70 d.C.
O que houve lá foi uma guerra e a destruição da cidade.
Mas quantas cidades e guerras já não houveram no mundo???
Por exemplo, a 2ª guerra mundial - nunca houve no mundo tanta morte e assolação como ela, porém não chega aos pés da grande tribulação que está por vir.
E voltando ao assunto, após a 6ª trombeta em que a 3ª parte dos homens será morta, toca-se a 7ª trombeta p/ a volta gloriosa de Cristo sobre as núvens do céu com poder e grande glória.

E assim como a contagem da primeira semana iniciou-se c/ a ordem do rei da Pérsia e findou-se (as 7 + 62 semanas) exatamente na morte do Messias. Assim será também a última semana, que iniciará c/ o próprio anticristo ou seu predecessor firmando o pacto e há de terminar c/ o retorno glórioso de Cristo em glória sobre as nuvens do céus.
E todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele, sim, amém! (Apc. 1:7)

Por isso diz: "Guarda bem o que tens para que ninguém tome a sua coroa." (Apc. 3:11)

Por isso diz: "Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida." (Apc. 12:10)


-------------------------

Qual é a geração, em Mateus 24, que não haveria de passar sem que tudo acontecesse?

- Há um equívoco na maneira de entender qual geração Cristo aponta, e que não haveria de passar sem que todas aqueles coisas se cumprissem.
Por exemplo: aquela geração viu muitos falsos Cristos e falsos profetas vindo em nome de Cristo e enganando a muitos??? (Mat. 24:5)
Resposta: Não pode ser, pois naquela época ( até 70 d.C.), Cristo ainda estava por ser anunciado no mundo; e como viriam falsos Cristos em Seu nome? Se Seu Nome nem houvera sido conhecido e anunciado? - pois ali estava começando a espalhar o evangelho.
Outra coisa também é que vários apóstolos (inclusive Pedro e Paulo tenham sido martires sob Nero nos anos 64 a 68 d.C.
Outos sinais que Jesus aponta no começo de Mateus 24 (e que "a geração" havia de ver, é: "Haverá fomes e pestes e terremotos em vários lugares (Mat. 24:7) e diz - "Mas isso é o princípio de dores. (Mat. 24:8 )
Ora, naquela época não estava havendo os marcantes sinais que o Senhor descreveu: fomes, pestes e terremotos em vários lugares - isso é um literal retrato de hoje.
Não aconteceu no período de 33 d.C (quando Jesus foi crucificado) nem nos anos seguintes até a destruição de Jerusalém (ano 70 d.C.).
Repito: isso não aconteceu jamais naquela época.
Não houve princípio de dores.

Podemos acompanhar pelo próprio livro de Atos: não se fala de pestes pelo mundo, nem de guerras, nem tampouco terremotos (houve apenas um período de fome nos dias do imperador Cláudio César (At. 11:28)

Ora, após a ressurreição de Cristo houve apenas 37 anos até a destruição de Jerusalém; e todos aqueles sinais do início do capítulo de Mateus 24, como por exemplo:
Viram muitos em meu nome dizendo: eu sou o Cristo. (isso nem poderia ocorrer na época, pois era principio do evangelho e nem a ordem de Cristo de pregar o evangelho por todo o mundo havia se cumprido - e como poderia vir falsos Cristos (em nome de Cristo?) se nem sequer Cristo tinha sido anunciado???
E fomes e pestes e terremotos em vários lugares - (tampouco isso pôde haver, como na verdade não houve - e na história não há registros disso.
E nação se levantando contra nação e reino contra reino - (tampouco houve chances ou espaço para isso, pois o império romano era império de ferro, e a qualquer inssurreição, o império sufocava pois mantinha total domínio através da famosa PAX ROMANA, ou seja, paz por imposição da espada
.


----------------

Bom, só pra complementar e esclarecer o assunto:

Quando Jesus diz: "Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam." (Mat. 24:34)

Ele não disse que "não passaria a geração dos apóstos ou Seus contemporâneos (ou seja, contemporãneos de Cristo) sem que todas aquelas coisas se cumprissem!
Mas o Senhor disse que não passaria a geração que presenciasse todos aqueles sinais preditos por Ele.
Não seria presenciar apenas fome;
não seria apenas pestes; não seria apenas terremotos em vários lugares; e não seria apenas guerras, e nações contra nações e reino contra reino; e não seria somentes falsos Cristos e falsos profetas vindo em Seu nome; mas seriam todos esses sinais abundantemente se cumprindo conjuntamente pelo mundo (como diz: e haverá fomes e pestes e terremotos em vários lugares - Mat. 24:7b).

Então: é a geração que presenciasse esses sinais todos é justamente a que não passaria sem que tudo se cumprisse.

É como por exemplo: Noé; creio que o sinal marcante de que o dilúvio estava prestes a vir e acontecer era justamente a construção da Arca.
E podemos dizer, que a geração de Noé que viu e soube que Noé estava construindo um Arca p/ um "suposto" dilúvio é a que não passaria sem que o dilúvio viesse - assim também, a geração que estiver por passar e presenciar todos esses sinais ditos por Cristo em Mateus 24 - é a que enfrentará tudo o que o Senhor predisse - ou seja, a nossa geração.
Pois tudo o que foi dito (inclusive a possibilidade da edificação do templo em Jerusalém pois hoje ela existe c/ os judeus de posse dela.
Inclusive se eles quisessem construir o templo na base da força e da guerra, eles o fariam pois possuem até armas nucleares e tirariam os árabes não c/ muito esforço, pois possuem um dos exércitos mais bem treinados e equipados do mundo, com tecnologia de ponta. Porém não o fazem, porque a Escritura diz que será mediante o acordo.
E hoje, fomes, e pestes e terremotos e guerras e falsos Cristos e falsos profetas:
Eu pergunto, acaso falta algum dos fatores mencionados acima p/ se cumprir em nossa época????

Pois se não falta - então, essa geração é que não passará sem que todas aquelas coisas se cumpram!!!
É o que creio! É o que prego!
É o que espero, pois foi isso que Cristo disse! Amém!


A paz de Cristo, aos irmãos!



    Data/hora atual: Qui 23 Nov 2017, 12:45