F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


ERROS de MARIA

Compartilhe
avatar
Norberto
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR

Status : "Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )" (Oséias 6.3)
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 4295
Cidade/Estado : .
Religião : .
Igreja : .
País : .
Mensagens Curtidas : 154
Pontos de participação : 17339
Data de inscrição : 17/11/2008

ERROS de MARIA

Mensagem por Norberto em Qui 16 Maio 2013, 11:47

.
ERROS DE MARIA

As Escrituras não encobrem os erros dos personagens sacros, e nossa intenção nesta mensagem é revelar a verdade dos erros de alguns desses personagens bíblicos, em especial, os erros cometidos por MARIA.

Por que resolvi tratar desde assunto? Porque muitas pessoas que troco idéias sobre doutrinas bíblicas, sempre insistem no dogma de Maria mediadora e intercessora.

Quando conhecemos a verdade, não podemos nos calar, por isso fiz uma pequena pesquisa bíblica entorno de Maria e constatei muitos erros cometidos por ela que a desqualificam como mediadora e intercessora.

Antes menciono alguns personagens bíblicos que cometeram muitos erros, que ficaram registrados na Bíblia, e, em seguida aponto os erros de Maria que as Escrituras não encobrem. Mas, atenção: não tenha preguiça de ler os textos bíblicos, pois são aprova da verdade e o único meio de refutar as mentiras do diabo.

Lúcifer – anjo perfeito que se subverteu contra Deus em rebelião.

Adão – primeiro homem criado inocente que desobedeceu a Deus.

Noé – escolhido para construir a arca contra o dilúvio, mas embriagou-se irresponsavelmente perante seus filhos.

Abraão – cheio de fé e obediência, mais cometeu vários erros na sua jornada de fé.

Isaque – imitou o pai Abraão no mesmo erro.

Jacó – seu nome diz tudo – suplantador.

Jose – exemplo de pureza e paciência, mas teve no seu currículo, a arrogância, prepotência e vacilo na fé.

Moises – resignado, mas achou que podia defender o povo hebreu com suas próprias mãos e perdeu a paciência no meio do deserto.

Davi – segundo coração de Deus, mas revelou a fragilidade humana num duplo pecado de adultério e homicídio de um inocente.

Salomão – recebeu de Deus o dom da sabedoria, riqueza e gloria, mas se rendeu aos ídolos de suas muitas mulheres.

Pedro – destemido e briguento, mais se acovardou em publicar sua afinidade com Cristo, e se revelou ciumento, disseminador de contenta e herege.

Paulo – um verdadeiro apologista da verdade, mas que teve que conviver com um "espinho" por toda vida, para não se ensoberbecer.

Fechamos a lista mencionando por ultima, a pessoa de Maria. Não é nossa intenção diminuir a bem-aventurada Maria, nem desconhecer a sua importância no contexto bíblico. Mas, também não podemos nos omitir, em permitir que digam dela, além do que diz o texto da Bíblia.

Relembramos ainda o que a Escritura neste particular menciona: "mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema." (Gálatas 1.8,9); “

Maria e os erros cometidos por ela que a igreja de Roma esconde dos leigos.



Primeiro erro: Retornou para sua cidade sem antes ter certeza da companhia do filho (Lucas 2.43,48 E, regressando eles, terminados aqueles dias, ficou o menino Jesus em Jerusalém, e não o souberam seus pais. E, quando o viram, maravilharam-se, e disse-lhe sua mãe: Filho, por que fizeste assim para conosco? Eis que teu pai e eu, ansiosos, te procurávamos). O texto bíblico é peremptório quando revela que os pais estavam emocionados, e ansiosos – perturbados e angustiados. Imagine uma família qualquer que há três dias está em busca do filho perdido sem que ninguém soubesse dá qualquer informação do seu paradeiro. Imagine ainda a transferência de culpa de um dos cônjuges, pela falta de cuidado para com o filho. Maria era uma pessoa normal e pecadora que nem nós (Lucas 1.47 e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador),.

Reconhecer Deus como seu salvador conforme o texto de Lucas 1.47, vem somente confirmar as Escritura Sagradas que diz em Romanos 3.23, “pois TODOS PECARAM e carecem da glória de Deus”.

Vários textos da Bíblia atestam que Jesus é o único que não cometeu pecado: (João 8.46 “quem de vocês pode me acusar de pecado”; 2 Corintios 5.21 “Aquele que não conheceu pecado”; hebreus 4.15 “foi Ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado”; Hebreus 7.26 “nos convinha um sumo sacerdote como este, SANTO, INCULPAVEL, sem MÁCULA..” e Pedro um dos seus discípulo, diz que Ele é o cordeiro sem MÁCULA, capitulo 1 verso 19.

Onde tem na Bíblia um único versículo com o mesmo teor doutrinário relacionando Maria sem pecado?




Segundo erro:
Não compreendeu a missão de Cristo nem entendeu o que o disse Jesus (Lucas 2.49,50 “E ele lhes disse: Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu Pai? E eles não compreenderam as palavras que lhes dizia”). Ela esqueceu as profecias das Escrituras sobre Cristo, e a mensagem do anjo. Isto também é uma prova que Maria era uma pessoa comum, de vida normal.

Observe que alguns magos estavam atentos as profecias entorno do menino (Mateus 2.1,2 “E, tendo nascido Jesus em Belém da Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do Oriente a Jerusalém, e perguntaram: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos a adorá-lo.“), e que o idoso Simeão e a Ana glorificaram a Deus quando viram o menino sendo apresentado no templo e não sendo batizado, revelando inclusive detalhes sobre sua missão (Lucas 2.25-38 “Havia em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão; e este 25 homem era justo e temente a Deus, esperando a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele. E fora-lhe revelado 26 pelo Espírito Santo que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor. E, pelo Espírito, foi ao templo e, quando 27 os pais trouxeram o menino Jesus, para com ele procederem segundo o uso da lei, ele, então, o tomou em seus braços, e louvou 28 a Deus, e disse: Agora, Senhor, podes despedir em paz o teu 29 servo, segundo a tua palavra, pois já os meus olhos viram a tua 30 salvação, a qual tu preparaste perante a face de todos os po- 31 vos, luz para alumiar as nações e para glória de teu povo Israel. 32 José e Maria se maravilharam das coisas que dele se diziam. E 33, 34 Simeão os abençoou e disse à Maria, sua mãe: Eis que este é posto para queda e elevação de muitos em Israel e para sinal que é contraditado (e uma espada traspassará também a tua pró- 35 pria alma), para que se manifestem os pensamentos de muitos corações. E estava ali a profetisa Ana, filha de Fanuel, da tribo 36 de Aser. Esta era já avançada em idade, e tinha vivido com o marido sete anos, desde a sua virgindade, e era viúva, de quase 37 oitenta e quatro anos, e não se afastava do templo, servindo a Deus em jejuns e orações, de noite e de dia. E, sobrevindo na 38 mesma hora, ela dava graças a Deus e falava dele a todos os que esperavam a redenção em Jerusalém.”).




Terceiro erro:
Uma única vez que quis intermediar foi advertida (João 2.3,4 “E, faltando o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Não têm vinho. Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora.”).

Não há outro registro nas Escrituras de mediação de Maria. Teve outro caso de mediação, foi da mãe dos filhos de Zebedeus que alem de não ter seu pedido aceito, ainda causou contenda entre os outros discípulos (Mateus 20.20-24 “Então, se aproximou dele a mãe dos filhos de Zebedeu, com seus filhos, 21 adorando- o e fazendo-lhe um pedido. E ele diz-lhe: Que queres? Ela respondeu: Dize que estes meus dois filhos se assentem 22 um à tua direita e outro à tua esquerda, no teu Reino. Jesus, porém, respondendo, disse: Não sabeis o que pedis; podeis vós beber o cálice que eu hei de beber e ser batizados com o batismo 23 com que eu sou batizado? Dizem-lhe eles: Podemos. E diz-lhes ele: Na verdade bebereis o meu cálice, mas o assentar-se à minha direita ou à minha esquerda não me pertence dá-lo, mas é 24 para aqueles para quem meu Pai o tem preparado. E, quandoos dez ouviram isso, indignaram-se contra os dois irmãos.”).




Quarto erro:
Em vários momentos de perseguições de morte que Jesus enfrentou pelos judeus, não há comentário de desespero de sua mãe pelo seu filho (Lucas 4.28-30 “E todos, na sinagoga, ouvindo essas coisas, se encheram 28
de ira. E, levantando-se, o expulsaram da cidade e o levaram 29 até ao cume do monte em que a cidade deles estava edificada, para dali o precipitarem. Ele, porém, passando pelo meio deles, retirou-se.”); (João 8.59 “Então, pegaram em pedras para 59 lhe atirarem; mas Jesus ocultou-se, e saiu do templo, passando pelo meio deles, e assim se retirou.”); (João 10.31 “Os judeus pegaram, então, outra vez, em pedras para o apedrejarem.”).

Compare a atitude de Joquebede mãe de Moises interferindo na ordem de Faraó (Êxodo 1.15-22 “”); 2.1-3). Compare a atitude de Abigail intercedendo pela vida do seu marido e funcionários (1 Samuel 25.1-31). Compare a atitude dessa mãe prostituta inominada preservando a vida de seu filho (1 Reis 3.16-27).




Quinto erro:
Não acompanhava Cristo na sua missão evangelizadora (Mateus 12.46-50).

A Bíblia menciona vários casos de pessoa que após sua conversão a Cristo, tornaram-se seus seguidores. Entres essas pessoas encontram-se endemoninhado, cego de nascença, leproso e multidões... Maria só é mencionada na Bíblia como seguidora de Cristo, após a ressurreição dEle (Atos 1.12-14).

Observe na surpresa dos vizinhos de Maria que eles não presenciaram ela como acompanhante dEle, mais admiraram-se de sua sabedoria e milagres (Mateus 13.53-57).




Sexto erro:
Estava sempre acompanhada de seus outros filhos que sequer acreditavam em Cristo (Marcos 3.31-35 e João 7.1-5).

Quem examina a Bíblia criteriosamente, sabe que os opositores de Cristo não o seguiam.

Até mesmo os seguidores ocultos, foram mencionados vagamente pelas Escrituras, entre eles, Nicodemos e o senador Jose de Arimateia por tomar partido a favor de Jesus.




Sétimo erro:
Não há registro de repreensão de Maria contra seus filhos, pela zombaria que fizeram de Jesus (João 7.1-5).

Inclusive, esse episódio foi profetizado um milênio antes de Cristo, revelando que Jesus passaria por aquele momento de chacota de seus próprios irmãos. Leia Salmo 69.8 “Tornei-me um estranho para meus irmãos, um desconhecido para os filhos de minha mãe”.

Até um bandido arrependido repreendeu seu colega de menosprezar Cristo (João 19.39-41). Não deveria Maria ter corrigido seus outros filhos em defesa de Jesus?

Observe que a Bíblia mencionar a atitude de um fariseu que nem si quer era discípulo de Cristo, ponderando sobre a perseguição aos cristãos (Atos 5.33-39). Não deveria Maria ter corrigido seus outros filhos em defesa de Jesus? – a igreja de Roma faz vista grossa para esses detalhes, porque até alguns anos atrás, negava que Maria tivesse outros filhos. Hoje quase não tratam do assunto, porque ficou insustentável dogma de Maria sempre virgem.




Oitavo erro:
Ela ouviu o conselho dos ímpios que quiseram impedir Cristo de evangelizar (Marcos 3.20-21)

Esse registro Bíblico é contundente quanto à intenção de Maria e de seus outros filhos, porque revela categoricamente que ela e seus filhos, não acompanhavam Jesus em sua missão evangelizadora, e ainda tentou impedi-lo de continuar sua missão.

O salmo 1º ensina aos filhos de Deus, a não seguir o conselho dos ímpios.

Foram esses mesmo ímpios que persuadiram Maria e seus filhos a barrar o Mestre, e ainda promoveram a crucificação do Senhor.




Nono erro:
Maria chegou acreditar que Jesus estivesse mesmo louco (Marcos 3.21).

Observe no texto, que ela acreditou nos inimigos de Jesus. Se ela fosse uma ouvinte de Jesus, teria observado e praticado o que ele ensinou antes: “Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha” Lucas 11.23.

Note também que as palavras de Jesus impressionavam as multidões, até o ponto de uma mulher arriscar exaltar em primazia sua mãe, mas Ele repeliu tal prioridade no mesmo instante, afirmando que a prioridade de glorificação é dos que ouvem e guardam a Palavra de Deus, e sua mãe não tinha esta posição naquele instante: “E aconteceu que, dizendo ele estas coisas, uma mulher dentre a multidão, levantando a voz, lhe disse: Bem-aventurado o ventre que te trouxe e os peitos em que mamaste. Mas ele disse: Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam.” Lucas 11.27,28.




Décimo erro:
E foi ao seu encalço para prendê-lo na certeza que Cristo estava louco (Marcos 3.31-35).

Essas expressões na Bíblia são fortes. Isto mostra que a Bíblia não encobre erros de ninguém.

A igreja de Roma definiu Maria de imaculada, redentora, mãe de todos nós, intercessora, mãe de Deus, na intenção de apresentá-la como uma mulher perfeita, sem pecados e sempre virgem que está no céu com Cristo, junto de Deus para rogar pelos fieis da igreja de Roma.

Entretanto, como se pode conferir nos tópicos acima e nas Escrituras, isso não é verdade. Ate porque Maria aguarda a ressurreição dos mortos assim como todas as pessoas que morrem em Cristo. Pois segundo o texto bíblico nos ensina, todas as pessoa que morreram aguardam a ressurreição. “mas o fato é que Cristo realmente ressuscitou dente os mortos e tornou-se o primeiro entre milhões que algum dia voltarão novamente à vida... cada um, entretanto, por sua vez: Cristo levantou-se primeiro (dentre os mortos); depois, quando Cristo voltar, todo o seu povo viverá de novo.” 1 Corintios 15.20,23.

Considerando o que Maria disse de si mesma, podemos afirmar categoricamente que ela considerava-se pecadora "o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador" (Lucas 1.47), porque o salvador veio para os pecadores.

Felizmente após a ressurreição de Cristo, vemos Maria em companhia de seus outros filhos, pela primeira vez juntos dos discípulos em orações e comunhão (Atos 1.12-14).

A verdade sempre será dolorosa quando acareada entre as Escrituras, tradições dos homens e suas heresias (Marcos 7.4-9). Mas o ensino do Senhor Jesus, é para nós buscamos conhecer a verdade, porque só Ele pode nos tornar verdadeiramente livres pela verdade (João 8.32,36).

Se você ama a Cristo, ame a verdade, pois Ele disse de si mesmo: "Eu Sou o caminho e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim" (João 14.6) – JESUS. Leia a Bíblia sem tendências preconcebidas. Lembre-se, Jesus foi, é, e sempre será a única pessoa que nunca cometeu erros, por isso também pode interceder por nós e ninguém mais (Hebreus 7.22-26; 9.14-15).

Conclusão: Assim como a Bíblia não encobriu os erros de vários personagens importantes do mundo religioso, Maria foi criticada direta e indiretamente por Jesus. Confira os textos bíblicos sem paixão, mas pela razão e você sairá desse mundo de mentiras inventadas sobre Maria pela a igreja de Roma.

Em, 19 de outubro de 2010.

Gilberto, um discípulo de Jesus que está atento as doutrinas da Bíblia, que nem os bereanos em Atos 17.11.
.

    Data/hora atual: Qui 22 Jun 2017, 11:15