F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Uma das abordagens sobre a felicidade

avatar
Flávio Santos
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 76
Idade : 43
Cidade/Estado : Curitiba/Paraná
Religião : nenhuma
Igreja : nenhuma
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 138
Data de inscrição : 06/01/2014

Uma das abordagens sobre a felicidade Empty Uma das abordagens sobre a felicidade

Mensagem por Flávio Santos em Seg 27 Jul 2020, 14:32

A Felicidade real é decorrência do aprimoramento da moral interna. Assim como o corpo necessita dos nutrientes para se desenvolver, a felicidade é semente que o criador incluiu na própria formação da alma e que também necessita de nutrientes. A própria alma existe para conhecer a Felicidade.

Quando desenvolvemos pensamentos de gratidão e harmonia para com o próximo, quando perdoamos a ofensa dos outros, passamos inconscientemente no começo a adubar e regar essa semente da felicidade. Temos de imediato uma sensação de bem-estar e bom ânimo.

O coração que almeja o bem aos outros é o sol que gera calor e luz que permite à semente se transformar numa tenra planta. Em seguida num arbusto vigoroso, e, finalmente, numa árvore frutífera magnífica, a própria felicidade que não conhece convulsão. Portanto, devemos ter os pensamentos certos e intenções as mais melhores. A felicidade não é algo que se encontra fora de nós, nem se sujeita às leis humanas, à aparência exterior, mas às leis divinas, inscritas em nosso coração.

Disseram os sábios em escrituras que somos a casa de Deus, templo de Deus. Isso é certo. Se somos a casa de Deus, devemos mantê-la em ordem e limpa para que seu dono se sinta confortável. Deus se faz conhecer em plenitude para o coração que prospera em humildade e reta intenção. Para aquele que não se sujeita à malícia do mundo humano, que não faz acepção de pessoas em nenhuma circunstância, mas procura amar a todos de coração sincero.
O caminho da felicidade é estrada de vários degraus. Portanto, o bem-aventurado, o justo, aquele viajante que ousa dar o passo não deve se impacientar se não consegue alcançar a plena paz num único passo. Porém, a cada passo dado há uma satisfação que brota no coração. Deus incentiva o viajante que ainda não O conhece. É na própria alma que ocorre o encontro com Ele.

É natural que na vida ordinária odiemos ou fiquemos magoados com quem nos faça mal. E odiamos até quem não nos faça mal realmente, pois temos a visão distorcida. Ao bem-aventurado a viagem ao encontro da Felicidade é quem o libera dessa distorção.

Há muitos padrões distintos de visão sobre Deus. Se nós nos achamos boa pessoa, alguns de nós esperamos o consolo de um céu ou paraíso exterior, cujo encontro ocorre à alma depois que morre o ser humano. Deus é um outro ser individual, com personalidade humana, que ali nos aguarda. O orgulho nos cega como boas pessoas. Pode até doar todo o bem mundano, mas jamais será feliz, porque não é o exterior o que importa, porém o coração verdadeiramente humilde, que não se confunde com passividade.  Um outro ainda se conforma com o nada, um destino vazio após a morte do corpo humano. Tudo se extingue no nada. Deus também é um outro ser alheio a ele mesmo, que não lhe existe, naturalmente. Todos vivem presos à imaginação sobre Deus não madura espiritualmente. Muitos de forma permanente. Porém os que verdadeiramente encetam a jornada para a felicidade divina, superam esse conceito ainda ingênuo de Deus, e da crença passam para o conhecimento, duas coisas completamente distintas.

Sendo Deus constituidor de tudo, naturalmente há a lei absoluta divina que devemos nos reconciliar com o todo. Se negarmos qualquer parte, negamos todo o Deus, pois Ele não conhece divisão. Se odiarmos qualquer outro ser, negamos Deus e o amor d’Ele não tem presença em nós, a felicidade inexiste em nós. É visível a lei da retribuição. Ao justo a justiça. Ao injusto, a face dura do Ser supremo.

Infelizmente muitos se embrenham num estado de cinismo e gastam energia em violência interior ou exterior, em mágoa e tristeza, em sujeição a formas e aparências exteriores, em futilidades e vaidades de todo gênero, em coisas impermanentes. Muitas vezes usam várias máscaras, numa vida covarde. Por meio do egoísmo buscam inconscientemente uma forma de satisfação, mas trilham o caminho do engano. Isso constitui agressão ao verdadeiro Si mesmo, colhendo somente insatisfação, pois quando há alegria, que lhe é fugaz, não é paz verdadeira de alma. Nós não nos amamos verdadeiramente, enganamo-nos mergulhados em nosso eu impermanente. O amor real para conosco mesmo é que produz a felicidade. A felicidade é para corajosos, não para indolentes, passivos e covardes.

A felicidade escapa a muitos completamente, porque a sua semente, que está na alma, não recebe o consolo devido, intenções retas e amor ao próximo. São essas virtudes que importam em amar a si mesmo, pois Deus, que lhe é constituidor, também lhe agrega na alma a beatitude da paz e alegria espiritual.

O encaminhamento do coração para o degrau mais alto permite que nos libertemos do ódio e da inveja com qualquer outro ser, pois vemos que o Divino é constituição do Todo. É natural que o amor mais puro se forme em nós à medida que nos fortalecemos. Um homicida, um cínico, um egoísta, é parte de um todo maior ao qual nos incluímos todos. Um sossego e paz irrompe no coração do caminhante, daquele que ousa a jornada para o mais alto, que ocorre no nosso interior. Ele é caminhante que extrai o véu que encobre os olhos. Renova a visão que tem de tudo e fica plenamente maravilhado. A pessoa enxerga plenamente a cegueira que acomete o olho da humanidade e que o tolhia também. É então tomado de compaixão e quer que outros conheçam a felicidade e se libertem do estado de sofrimento, ou do pecado, que é a ignorância do Divino em nós, ignorância que faz que caminhemos em infelicidade e desavença com os outros, em orgulho vil.

Naturalmente tal pessoa abençoada não precisa se esforçar para ser bom no interior, não vive mais esse conflito e esforço. Tudo é paz, e o querer bem é universal e desimpedido. Ele está plenamente reconciliado com tudo.
A Felicidade divina que o coração alcança após galgar vários degraus de crescimento interior tem o poder de extinguir totalmente a crise existencial, a depressão, o desespero, o medo, a preocupação com o destino futuro e outros males. Deus é Amor e Presença que preenche a alma com as maiores delícias. Esse deve ser o destino de todo os seres. Naturalmente o divinamente feliz almeja sinceramente isso a todos.

Arcolino gosta desta mensagem

avatar
Arcolino
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 268
Idade : 60
Cidade/Estado : Salvador
Religião : Cristão
Igreja : desigrejado
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 12
Pontos de participação : 547
Data de inscrição : 21/01/2015

Uma das abordagens sobre a felicidade Empty Re: Uma das abordagens sobre a felicidade

Mensagem por Arcolino em Sab 01 Ago 2020, 13:43

A Felicidade abordada dando status substantiva produzindo frutos a ela inerente, é o Próprio JESUS, enquanto: Perdão, Despojamento de Si, que é o desempoderamento de tal dação de si em total desinteresse;

Flávio Santos gosta desta mensagem

avatar
Flávio Santos
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 76
Idade : 43
Cidade/Estado : Curitiba/Paraná
Religião : nenhuma
Igreja : nenhuma
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 138
Data de inscrição : 06/01/2014

Uma das abordagens sobre a felicidade Empty Re: Uma das abordagens sobre a felicidade

Mensagem por Flávio Santos em Seg 03 Ago 2020, 14:48

Meu caro Arcolino, você, numa frase, mostrou-nos o sentido mais inspirado de Jesus. É uma imensa alegria deparar com tal observação. Claro, para leitores que não são de raiz historicamente dita "cristã", no mundo  foram cunhados termos equivalentes para indicar a Sabedoria de Deus, Jesus sendo somente um deles. Os cismáticos não entenderão isso, infelizmente. Há que se julgar o mundo, superar o mundo. Um abraço a você, Arcolino, e a todos os participantes.

Arcolino gosta desta mensagem


Conteúdo patrocinado

Uma das abordagens sobre a felicidade Empty Re: Uma das abordagens sobre a felicidade

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Qua 23 Set 2020, 13:51