F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Compartilhe

Pires
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 259
Idade : 55
Cidade/Estado : Angra dos Reis - rj
Religião : Cristianismo
Igreja : Deus é Amor
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 10
Pontos de participação : 622
Data de inscrição : 18/11/2014

O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Pires em Sex 17 Ago 2018, 17:19

Olá irmãos !

De acordo com sua compreensão das escrituras, o fato de
1 João 4.8 dizer que Deus é amor, possibilita ensinar que
depois da condenação haverá outra oportunidade de
salvação ?

De acordo com a bíblia, qual sua opinião ? (Sem debate).
avatar
Ernesto
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1492
Idade : 89
Cidade/Estado : Limeira. SP
Religião : crista
Igreja : evangelica
País : brasil
Mensagens Curtidas : 199
Pontos de participação : 4213
Data de inscrição : 26/11/2014

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Ernesto em Sex 17 Ago 2018, 17:50

Pires diz:

Olá irmãos !

De acordo com sua compreensão das escrituras, o fato de
1 João 4.8 dizer que Deus é amor, possibilita ensinar que
depois da condenação haverá outra oportunidade de
salvação ?

De acordo com a bíblia, qual sua opinião ? (Sem debate).

Ernesto responde, sem debates, por isso eu entendo o amor de Deus segundo o verso de Hebreus 9:28, Assim também Cristo oferecendo-se uma ve para tirar o pecado de MUITOS aparecerá segunda vez, sem pecado,AOS QUE O ESPERAM PARA A SALVAÇÃO;

Eu entendo que Cristo ofereceu a salvação a todos, mas, ali diz que veio tirar o pecado de muitos, mas, porque não de todos? Tu falas depois da condenação, A condenação é o homem que procura, e, ela só acontece no fim da nossa vida,enquanto vivermos podemos alimentar a esperança da salvação. Porque o homem é dotado de livre arbítrio, nós escolhemos o nosso futuro, O caminho para o céu está aberto, mas só entra o que tiver decidido entrar, e esta decisão devemos tomar no percurso da nossa vida, porque não é só dizer: Eu quero ser salvo, A salvação é de graça, mas o preparo para termos condições de viver na eternidade é a nossa parte de fazer.

Abraços Ernesto










Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1766
Idade : 55
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 39
Pontos de participação : 4287
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Jefté em Sab 18 Ago 2018, 19:56

Olá Pires
A condenação do homem é baseada na lei.
A Lei (com todos os seus js e tis) é que condena os pecadores (os homens) e não deixa escape algum para eles em todas as instâncias.
Amém!

Em contrapartida, Jesus veio ao mundo para salvar os homens (os pecadores):
João 3:16 - "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna."

João 3:17 - "Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele."

Obs. Enquanto a lei condena, Jesus veio para salvar!
Esse foi seu único objetivo: o Senhor não precisaria condenar mais do que ja estavam condenados os pecadores, de maneira que, ao negarem ao Senhor, então a lei os julga com toda a sua justiça.

Porém, Jesus veio ao mundo e morreu por todos, porque Deus amou o mundo de tal maneira...
Acontece que há sim um perdão vindouro devido ao evangelho de Cristo e sua dolorosa morte em prol dos homens todos e em todas as Eras.
E esse perdão vindouro se dará em futuro, após se cumprirem os js e tis da lei, quanto a sua justiça - que tem de se cumprir antes de o céu e a terra passarem.
Por isso é que haverá uma segunda ressurreição, após o milênio, a todos os que dormem no pó da terra, e ela coincide justamente com a libertação do Diabo após os mil anos de reinado de Cristo nesta terra com os santos.

Nessa época, garantiu o Senhor:
Todo o pecado e blasfêmia se perdoará aos homens, excetuando-se unicamente o pecado imperdoável da blasfêmia contra o Espírito, pois essa não se obtém perdão jamais. (Mat. 12:31-32)
Acredito pelo evangelho que tal pecado consiste em ser completamente incrédulo a Cristo.
Pois o Senhor é, debaixo dos céus, o único nome dado entre os homens para que sejamos salvos.
E quem O negar, então não há quem possa pagar pelo seu pecado, nem dos menores, e assim nenhum perdão pode obter.
Em contrapartida, ao crê-Lo, tudo pode ser perdoado.
João 3:18. - "Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus."


Então, há sim um perdão após o milênio, a todo o pecado e blasfêmia cometidos debaixo do céu, e a segunda ressurreição só ocorre para que ele aconteça; porque assim como o pecado dos homens foi gerado em vida (e com o Diabo livre) assim o perdão vindouro só pode cumprir-se em igual condição: a saber: como todos em vida (os homens todos desde Adão) e o Diabo liberto (ainda que por pouquíssimo tempo).
Amém!

E à nova terra irão estes!

avatar
Ernesto
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1492
Idade : 89
Cidade/Estado : Limeira. SP
Religião : crista
Igreja : evangelica
País : brasil
Mensagens Curtidas : 199
Pontos de participação : 4213
Data de inscrição : 26/11/2014

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Ernesto em Seg 03 Set 2018, 17:23

Jefté diz:


Porém, Jesus veio ao mundo e morreu por todos, porque Deus amou o mundo de tal maneira...
Acontece que há sim um perdão vindouro devido ao evangelho de Cristo e sua dolorosa morte em prol dos homens todos e em todas as Eras.
E esse perdão vindouro se dará em futuro, após se cumprirem os js e tis da lei, quanto a sua justiça - que tem de se cumprir antes de o céu e a terra passarem.
Por isso é que haverá uma segunda ressurreição, após o milênio, a todos os que dormem no pó da terra, e ela coincide justamente com a libertação do Diabo após os mil anos de reinado de Cristo nesta terra com os santos.

Ernesto pergunta?

Olá Jefté tudo bem? Eu não entendi muito bem a tua proposição sobre a salvação de todos os homens, por favor detalhe um pouco mais a mensagem acima.

Abraços Ernesto

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1766
Idade : 55
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 39
Pontos de participação : 4287
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Jefté em Seg 03 Set 2018, 20:57

Olá irmão Ernesto

Sei que é um pouco complexo pra se entender.
Vamos ver se consigo ter mais habilidade na explicação!

A lei (lei de Deus aos homens) tem seu pré início no Éden quando Deus determinara a Adão, a não tocar nem comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal.
Como bem disse São Paulo: pois onde não há lei não há transgressão.
Como Deus determinou uma norma a ser cumprida, o descumprir dessa, estabelece-nos a transgressão à lei. Pois onde não há lei também não há transgressão.
Ok!

Então, a lei se inicia, por assim dizer, no Éden, mas a lei de se não conhecer o mal através de determinada fruta. e no Éden não havia mal algum, nem possibilidade de se haver mortes, roubos, adultérios, desobediência a pai e mãe, adoração a outros deuses, falsos testemunhos, cobiças e/ou quaisquer obras do mal.
Mas, a partir do conhecimento do mal, pelos homens, aí se começou o conhecimento desse a cada mal dentre tantos a se existir.
Então, depois Deus vem proibindo fazer o mal que em teoria o homem passou no seu viver a conhecer.

Isso tudo é referente a lei. Pois é ela que estabelece-nos a proibição de se não fazer aquele mal e a consequência se o fizer; por isso diz: olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé, vida por vida, quebradura por quebradura, e como alguém desfigurou a outrem assim se lhe fará.

Em suma: a lei não nos dá o direito de cometer mal algum em nossa vida. E essa mesma lei também estabelece que de todo o mal que nós fizermos se nos será feito da mesma forma.
Pois essa é a justiça da lei.

Diante disso, dessa total condenação aos homens, Jesus, o Salvador do mundo, veio ao mundo para pagar pelos pecados dos homens.
E para isso, ele, como homem haveria de padecer deveras enormemente, pois é assim que a lei determina que o homem pague por seu pecado.
Por isso diz: Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia alguma somente pela palavra de duas ou três testemunhas. (Hebreus).
Então, pela lei todo o ser humano tem de pagar pelos seus pecados cometidos.
Mas, a mesma lei estabelece-nos um Salvador para nos salvar dos nossos pecados, isso vem desde o pecado, por exemplo, Gêneses 3:15 - quando Deus prometera a mulher uma semente capaz de ferir a cabeça da serpente, aquela que fez a humanidade toda transgredir o mandamento do Senhor.
Então, no tempo estipulado nasce entre os homens o Filho de Deus, a semente prometida à mulher, o Salvador do mundo todo.

Então, Jesus (a verdade) estabelece assim:
E quando o Espírito Santo vier, ele convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo.
Do pecado (disse) porque não creem em mim.

Isso mostra que o MAIOR PECADO a existir é não crer em Cristo!
Pois, da mesma forma que Adão e Eva (no Éden) DESCRERAM em DEUS, dando crédito aos ditames do Diabo - e deste instante em diante o homem passou a ser totalmente guiado pelo Diabo.
Assim, o pecado que entrara no mundo através de Adão, permanece como tal, ou seja, permanece cumprindo-se no presente durante todo o nosso viver na carne, neste mundo, como se em todo o momento nós estivéssemos dando ouvidos e segundo aos passos do Diabo.
E tal situação só mode ser revertida, demovida e desfeita através da aceitação e fé à VERDADE: CRISTO!

Ou seja, o pecado nos é desfeito por crermos em Cristo, recebê-Lo - pois Ele é a verdade!
Assim, crendo em Cristo e recebendo-O, verdadeiramente passamos a desfazermos o mal, e recebermos a verdade.
É como se pudéssemos lá no Éden, desfazer aquile mal que havíamos feito.
Então, ao crer em Cristo - somos convencido do pecado e passamos a receber a verdade em nossa alma e vida. Amém!

Assim, todo o ser humano seja antes ou depois de Cristo que tiver ainda que pequena fé a verdade, Cristo, o mal nessa criatura há de ser desfeito por completo, seja no presente seja em futuro.
Por isso explicou o Senhor em Mateus 12:31-32 que: Todo o pecado e blasfêmia se perdoará aos homens, mas a blasfêmia contra o Espírito Santo não será perdoada nem neste século (nessa vida) nem no futuro.
Pois, no futuro ainda se pode haver um perdão, mas esse somente para quem não blasfemou contra o Espírito Santo.
O Espírito Santo veio ao mundo para convencê-lo do pecado.
Pecado esse, de não crer em Cristo.
Todo o que for por ele convencido, será perdoado, seja, no presente - quem assim o fez; seja no futuro.
Por isso é que logo após o término do milênio haverá uma ressurreição em massa de toda a carne, toda a alma vivente desse mundo, excetuando apenas os da 1ª ressurreição.
E esse evento é só para que esse perdão seja concretizado.
E quando eu disse que isso se cumprirá somente após os js e tis da lei se houverem cumpridos, é porque toda a justiça da lei deverá ser exercida e cumprida e resolvida antes do céu e terra passarem e antes desse evento, a ressurreição.
É nessa época que se cumprirá o inferno de fogo aos homens. E a Ira de Deus, Ira do Cordeiro, quando o Senhor vier vingar toda a injustiça cometida pelos homens.
Isso se cumprirá bem no tempo do milênio.
Por isso, disse o Senhor:
"E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo." (Mat. 10:28)

e outra vez diz:
"Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil." (Mat. 5:26)

Ou seja, a condenação da lei exige que se pague até o último ceitil devedor, só assim a sua justiça se aplaca e é cumprida!

Abraço!
avatar
Tzaruch
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Na Paz.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 5871
Idade : 46
Cidade/Estado : Ilha
Religião : DEUS
Igreja : As 7 Igrejas
País : Na Terra.
Mensagens Curtidas : 126
Pontos de participação : 12608
Data de inscrição : 04/11/2014

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Tzaruch em Seg 03 Set 2018, 23:05


Olá Jefté.



Sua explicação começa muito "mal", já nas primeiras linhas escreveu coisas sem sentido,
sem lógica, e que não estão escritas na Bíblia.


Jefté escreveu:Então, a lei se inicia, por assim dizer, no Éden,

Para você e outros que afirmam que no Éden já havia lei,,
vamos ver quem sabe responder....


Porque até à lei estava o pecado no mundo,
mas o pecado não é imputado, não havendo lei.
-Romanos 5:13 ACF-


Esse verso diz que até haver lei "seja ela qual for", já o PECADO estava no mundo,
contudo não era imputado (sem lei),, como então pode ser iniciada uma lei no Éden
antes mesmo da ação de Adão que vocês chamam de pecado ?


Vão dizer que Adão pecou antes de haver lei ?

É claro que nem você nem os restantes saberão explicar isso...,,,
porque ao explicarem terão que acertar certas "crenças" antigas.

Jefté escreveu:mas a lei de se não conhecer o mal através de determinada fruta.

Jefté, não distorça nem esconda a totalidade da verdade bíblica..

E o SENHOR Deus fez brotar da terra toda a árvore
agradável à vista, e boa para comida;
e a árvore da vida no meio do jardim,
e a árvore do conhecimento do bem e do mal.
-Gênesis 2:9 ACF-


Aquilo que chama de "lei" também PROIBIA o conhecimento do BEM.

Ou será que não consegue ver ai no verso que a árvore continha os dois "frutos" ?


Jefté escreveu:e no Éden não havia mal algum,

Você não está a acertar coisa com coisa,, veja aquilo que afirmou depois...
diz que não havia lá mal algum, e de seguida é próprio a afirmar o contrário ?



_Jefté_
Pois, da mesma forma que Adão e Eva (no Éden) DESCRERAM em DEUS,
dando crédito aos ditames do Diabo - e deste instante em diante
o homem passou a ser totalmente guiado pelo Diabo.



Se no Éden não havia mal nenhum, o que é que estava lá a fazer o Diabo ?


E ainda, o que estava lá a fazer a árvore do MAL ? (e do bem)

Jefté escreveu:nem possibilidade de se haver mortes,

Como pode dizer que não havia possibilidades de haver mortes
se isso aconteceu quando Caim matou Abel ?

Qual é a lógica dessa afirmação sem sentido ?

Jefté escreveu:Mas, a partir do conhecimento do mal, pelos homens,

Não foi só conhecimento do MAL Jefté,, foi TAMBÉM o conhecimento do BEM...


Quando falar fale a verdade TODA E POR INTEIRO,, e não só aquilo que lhe
convir fazendo aparecer só o que você quer dizer.

Jefté escreveu:aí se começou o conhecimento desse a cada mal dentre tantos a se existir.

É, e também se começou o mesmo conhecimento acerca do BEM dentre tantos a se existir...

Jefté escreveu:Então, depois Deus vem proibindo fazer o mal

Depois nem tanto, o seguinte verso mostra claramente que DEUS não proibiu nada a Caim,
avisou sim e aconselhou sobre o certo e o errado, e também o que iria acontecer.


Mas para Caim e para a sua oferta não atentou.
E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante.
E o SENHOR disse a Caim: Por que te iraste?
E por que descaiu o teu semblante?
Se bem fizeres, não é certo que serás aceito?
E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta,
e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar.
E falou Caim com o seu irmão Abel;
e sucedeu que, estando eles no campo,
se levantou Caim contra o seu irmão Abel, e o matou.
-Gênesis 4:5-8 ACF-



Vês aqui, hoje te tenho proposto a vida e o bem, e a morte e o mal;
-Deuteronômio 30:15 ACF-


Também os mandamentos dados por DEUS tinham essa "proposta".

Jefté escreveu:que em teoria o homem passou no seu viver a conhecer.

Que "em TEORIA",,, Jefté, não são teorias, o homem antes de comer do fruto
daquela árvore não conhecia O BEM NEM O MAL,, só depois conheceu os dois...


Manteiga e mel comerá,
quando ele souber rejeitar o mal e escolher o bem.
-Isaías 7:15 ACF-


O que DEUS de fato ensina é esse mesmo conhecimento entre o bem e o mal,
e evidentemente ensina a escolherem o BEM e a rejeitarem o MAL...


Por esses erros apontados já pode ver como começou a sua explicação,
caso queira tente contra argumentar ou justificar o que foi apontado.


Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1766
Idade : 55
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 39
Pontos de participação : 4287
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Jefté em Ter 04 Set 2018, 10:10

Olá irmãos!
Olá Tzaruch

Tudo bem?!
Por enquanto só comentarei um ponto seu, esse:


Jefté escreveu:Então, a lei se inicia, por assim dizer, no Éden,


Para você e outros que afirmam que no Éden já havia lei,,
vamos ver quem sabe responder....


Porque até à lei estava o pecado no mundo,
mas o pecado não é imputado, não havendo lei.
-Romanos 5:13 ACF-


Esse verso diz que até haver lei "seja ela qual for", já o PECADO estava no mundo,
contudo não era imputado (sem lei),, como então pode ser iniciada uma lei no Éden
antes mesmo da ação de Adão que vocês chamam de pecado ?


Vão dizer que Adão pecou antes de haver lei ?

Caro Tzaruch
No Éden foi dado um mandamento a cumprir!
E, esse mandamento era e é lei!
E, o pecado, que só pode haver-se se houver lei, passou a existir-se pela desobediência à lei dada, e assim foi!
Então, por favor medite numa coisa: São Paulo explica-nos, como você bem observou, que o pecado só pode haver, se houver lei.
Mas precisamos entender que, mesmo havendo lei, sem qualquer desobediência a ela, o pecado só existirá se houver violação à mesma. Do contrário não pode existir!
É como Cristo Jesus: o Senhor, mesmo nascendo homem neste mundo, nascido de mulher e baixo a lei (Gal. 4:4): Ele por jamais quebrantá-la em um ponto sequer, jamais pecou!
Ou seja, mesmo que a lei existisse a muito tempo, Ele, por não quebrantá-la sequer em um de seus inúmeros pontos, mesmo os espirituais e internos, jamais pecou! e sequer conheceu pecado!
Isso é o que se passava também no Éden, mesmo que tenha sido dada uma lei, Adão enquanto não a quebrantasse, pecado algum geraria!
Entende ?!!!
[/quote]

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1766
Idade : 55
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 39
Pontos de participação : 4287
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Jefté em Ter 04 Set 2018, 10:29

Outro ponto:

Tzaruch escreveu:
Jefté escreveu:mas a lei de se não conhecer o mal através de determinada fruta.
Jefté, não distorça nem esconda a totalidade da verdade bíblica..

E o SENHOR Deus fez brotar da terra toda a árvore
agradável à vista, e boa para comida;
e a árvore da vida no meio do jardim,
e a árvore do conhecimento do bem e do mal.
-Gênesis 2:9 ACF-


Aquilo que chama de "lei" também PROIBIA o conhecimento do BEM.

Ou será que não consegue ver ai no verso que a árvore continha os dois "frutos" ?

Tzaruch
Eu entendo essa questão diferente!
Vejamos, a árvore do conhecimento do bem e do mal (da qual o homem não devia provar para conhecer)...
Mediante a sua prova, o homem conheceria o mal, mas poderia também conhecer o bem.
Ou seja, a árvore permitiria o homem conhecer o mal (coisa feita pelo Diabo), porém, a mesma árvore não poderia proibir que o homem também pudesse um dia, uma hora, conhecer o bem - isso só através do Senhor, é claro).
Ou seja, em tese a árvore permitiria os dois.
Mas na desobediência o conhecimento só veio de um lado, o do Diabo, é claro.
Outra coisa: o conhecimento do bem - poderia se dar muito bem pelo convívio com Deus! , não acha?
ou será que os anjos só conheceram o bem por comerem da mesma ????
Um abraço!

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1766
Idade : 55
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 39
Pontos de participação : 4287
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Jefté em Ter 04 Set 2018, 10:39

Ainda outro:


Tzaruch escreveu:
Jefté escreveu:e no Éden não havia mal algum,

Você não está a acertar coisa com coisa,, veja aquilo que afirmou depois...
diz que não havia lá mal algum, e de seguida é próprio a afirmar o contrário ?


_Jefté_
Pois, da mesma forma que Adão e Eva (no Éden) DESCRERAM em DEUS,
dando crédito aos ditames do Diabo - e deste instante em diante
o homem passou a ser totalmente guiado pelo Diabo.



Se no Éden não havia mal nenhum, o que é que estava lá a fazer o Diabo ?

E ainda, o que estava lá a fazer a árvore do MAL ? (e do bem)


Tzaruch
Ainda que estivessem no Éden, o Diabo e todos os seus anjos, esses não podiam jamais ensinarem aos homens qualquer mal!
A menos que esses quebrantassem o único mandamento por Deus dado: "Mas da árvore que está no meio do jardim, árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás nem tocarás."

Só através desse meio - a desobediência a ordem divina, é que o homem poderia conhecer o mal.
Sem isso, o Diabo ou qualquer mal - jamais penetraria ou dominaria o ser humano!
Quanto a questão do Diabo se encontrar no Éden, ele estava lá quando ainda era do bem:
Ezequiel 28.13
"Estiveste no Éden, jardim de Deus; de toda a pedra preciosa era a tua cobertura: sardônia, topázio, diamante, turquesa, ônix, jaspe, safira, carbúnculo, esmeralda e ouro; em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados."


A árvore estava lá, mas o conhecimento do mal só se originaria no homem mediante o quebrantar desse mandamento...
avatar
Tzaruch
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Na Paz.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 5871
Idade : 46
Cidade/Estado : Ilha
Religião : DEUS
Igreja : As 7 Igrejas
País : Na Terra.
Mensagens Curtidas : 126
Pontos de participação : 12608
Data de inscrição : 04/11/2014

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Tzaruch em Qua 05 Set 2018, 00:25


Resposta à Mensagem Nº7


Olá Jefté.



Jefté escreveu:Tudo bem?!

Tudo bem.

Jefté escreveu:Por enquanto só comentarei um ponto seu, esse:

Pois, mas nesse seu "comentário" não deu resposta às perguntas que citou.

Jefté escreveu:
Jefté escreveu:
Então, a lei se inicia, por assim dizer, no Éden,


Para você e outros que afirmam que no Éden já havia lei,,
vamos ver quem sabe responder....


Porque até à lei estava o pecado no mundo,
mas o pecado não é imputado, não havendo lei.
-Romanos 5:13 ACF-


Esse verso diz que até haver lei "seja ela qual for", já o PECADO estava no mundo,
contudo não era imputado (sem lei),, como então pode ser iniciada uma lei no Éden
antes mesmo da ação de Adão que vocês chamam de pecado ?


Vão dizer que Adão pecou antes de haver lei ?

_Jefté_
Caro Tzaruch
No Éden foi dado um mandamento a cumprir!

Volte ao verso citado e releia com atenção,, ai diz que o pecado estava no mundo
mas não era IMPUTADO não havendo lei.


E algo não ser IMPUTADO significa que alguém cometia esses pecados, mas por
não haver lei esses pecados não eram apontados "atribuídos" a essas pessoas.


Confirme no caso de Caim, e veja que mesmo sendo o primeiro pecado que
entrou no mundo, mesmo assim DEUS colocou uma marca nele para que
não o ferisse qualquer um que o achasse.


E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo:
De toda a árvore do jardim comerás livremente,
-Gênesis 2:16 ACF-


E não fale que isso era um mandamento, porque está escrito que
foi uma ORDEM,, os mandamentos vieram depois, e já são sobre
ensinar a distinguir o bem do mal e para escolherem o BEM.

Jefté escreveu:E, esse mandamento era e é lei!

Não era mandamento nem era a lei, o verso em questão está a apontar a lei que
veio por Moisés, por isso não misture assuntos.


Jefté escreveu:E, o pecado, que só pode haver-se se houver lei,

No entanto, a morte reinou desde Adão até Moisés,
até sobre aqueles que não tinham pecado à semelhança da transgressão de Adão,
o qual é a figura daquele que havia de vir.
-Romanos 5:14 ACF-


A Adão é apontada a TRANSGRESSÃO, a qual está ai em paralelo com
aqueles que não tinham pecado, pois todos morreram.



Jefté, não existe NENHUM VERSO a apontar o pecado a Adão,, se houvesse tudo se
tornaria confuso e sem sentido, pois Adão não sabia o bem do mal para poder
fazer uma escolha acerca das duas opções dessa ordem....


E sem esquecer que Adão seria apontado de pecar por conhecer o bem..

Inclusive o texto anterior Romanos 5:13 fala de o pecado estar no mundo,
mas de ainda não haver lei,, portanto, LEI é a lei de Moisés.


Se bem fizeres, não é certo que serás aceito?
E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta,
e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar.
-Gênesis 4:7 ACF-


E igualmente, o pecado estava à porta e isso depois da transgressão de Adão, o que
comprova que Adão não pecou, mas Caim pecou, por isso o pecado estava no mundo
desde a morte de Abel até à lei que veio por Moisés,, mas esse pecado não era imputado.


Jefté escreveu:passou a existir-se pela desobediência à lei dada, e assim foi!

Não foi COISA NENHUMA, você está a divagar e a interpretar erradamente o textos bíblicos.


Vá ler de novo para ver quando entrou o pecado no mundo, e como é que foi
que entrou, por certo irá ver os erros das suas afirmações.

Jefté escreveu:Então, por favor medite numa coisa:

Você é quem deveria ter meditado na pergunta que foi feita,....

Em vez disso veio fazer novos comentários sem ter explicado os anteriores.


Jefté escreveu:São Paulo explica-nos, como você bem observou, que o pecado só pode haver, se houver lei.

Não, Paulo diz claramente que o pecado estava no mundo mas não havia LEI,
e não havendo a LEI esse pecado não era imputado...

Não tem nada no texto que fale de só haver pecado se houver lei,,
é precisamente o contrário que está escrito.


Porque até à lei estava o pecado no mundo,
mas o pecado não é imputado, não havendo lei.
-Romanos 5:13 ACF-


Qual é a parte do "não havendo lei" que você não está a compreender ?

Jefté escreveu:Mas precisamos entender que, mesmo havendo lei,

Mesmo NADA Jefté, Paulo fala de não haver lei, e por isso o pecado
que estava no mundo não era imputado,, NÃO HAVIA LEI,, mas
é certo que já havia pecado, o qual entrou pela morte de Abel.

Jefté escreveu:mesmo havendo lei, sem qualquer desobediência a ela, o pecado só existirá se houver violação à mesma.

E isso que diz é contrario à bíblia, pois os textos apontam que o pecado existia
no mundo mesmo sem haver lei,, porque motivo quer dizer o contrário ?

Jefté escreveu:Do contrário não pode existir!


Você está mesmo confuso ou então a fazer de propósito...

Porque até à lei estava o pecado no mundo,
mas o pecado não é imputado, não havendo lei.
-Romanos 5:13 ACF-


Até vir a lei por Moisés o pecado já estava no mundo,
e EXISTIA esses pecados, o que não podiam é ser imputados.


Jefté escreveu:É como Cristo Jesus: o Senhor, mesmo nascendo homem neste mundo,
nascido de mulher e baixo a lei (Gal. 4:4):Ele por jamais quebrantá-la em um ponto sequer, jamais pecou!
Ou seja, mesmo que a lei existisse a muito tempo, Ele, por não quebrantá-la sequer em um de

seus inúmeros pontos, mesmo os espirituais e internos, jamais pecou! e sequer conheceu pecado!

Isso é um desvio de assunto,,,,.....

Se conseguir tente explicar o seguinte verso...


Ora, pois, já que Cristo padeceu por nós na carne,
armai-vos também vós com este pensamento,
que aquele que padeceu na carne já cessou do pecado;
-1 Pedro 4:1 ACF-


E diga lá como é que CRISTO já cessou do pecado ?

Ou você não consegue se armar com esse pensamento ?

Jefté escreveu:Isso é o que se passava também no Éden, mesmo que tenha sido dada uma lei,

No Éden não foi dada nenhuma lei, a lei veio depois por Moisés, e até essa
lei ser dada o pecado estava no mundo, mas sem lei o pecado não era imputado.

Jefté escreveu:Adão enquanto não a quebrantasse, pecado algum geraria!

Adão não gerou NENHUM PECADO, ele nem sabia o que era o bem ou o mal...
vocês é que foram ensinados a pensar erradamente dessa forma.

Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo,
e pelo pecado a morte, assim também a morte passou
a todos os homens por isso que todos pecaram.
-Romanos 5:12 ACF-


Está ai à vista de quem quiser ler e entender, o pecado ENTROU NO MUNDO
por um homem, e pelo pecado desse homem a MORTE, que está diretamente
a apontar o caso de Caim e Abel do verso seguinte.


Se bem fizeres, não é certo que serás aceito?
E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta,
e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar.
E falou Caim com o seu irmão Abel;
e sucedeu que, estando eles no campo,
se levantou Caim contra o seu irmão Abel, e o matou.
-Gênesis 4:7-8 ACF-


Está ai tudo Jefté, em claro e dentro do contexto, o pecado que estava à porta
e que depois entrou no mundo, e esse pecado ter sido Caim matar Abel.


Isso é um argumento consistente e justificado pelos próprios versos,
já aquilo que você diz não tem qualquer sustentação.

Jefté escreveu:Entende ?!!!

Diga lá você se agora entendeu ?

Se pensa ter entendido vai ficar de novo as questões que citou
mas não deu nenhuma resposta concreta e direta....


Porque até à lei estava o pecado no mundo,
mas o pecado não é imputado, não havendo lei.
-Romanos 5:13 ACF-


Esse verso diz que até haver lei "seja ela qual for", já o PECADO estava no mundo,
contudo não era imputado (sem lei),, como então pode ser iniciada uma lei no Éden
antes mesmo da ação de Adão que vocês chamam de pecado ?


Vai dizer que Adão pecou antes de haver lei ?


avatar
Tzaruch
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Na Paz.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 5871
Idade : 46
Cidade/Estado : Ilha
Religião : DEUS
Igreja : As 7 Igrejas
País : Na Terra.
Mensagens Curtidas : 126
Pontos de participação : 12608
Data de inscrição : 04/11/2014

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Tzaruch em Qua 05 Set 2018, 01:50


Resposta à Mensagem Nº8

Olá Jefté.


Jefté escreveu:
Tzaruch escreveu:
Jefté escreveu:
mas a lei de se não conhecer o mal através de determinada fruta.

Jefté, não distorça nem esconda a totalidade da verdade bíblica..


E o SENHOR Deus fez brotar da terra toda a árvore
agradável à vista, e boa para comida;
e a árvore da vida no meio do jardim,
e a árvore do conhecimento do bem e do mal.
-Gênesis 2:9 ACF-


Aquilo que chama de "lei" também PROIBIA o conhecimento do BEM.

Ou será que não consegue ver ai no verso que a árvore continha os dois "frutos" ?

__Jefté__
Tzaruch
Eu entendo essa questão diferente!

Nem você nem ninguém poderá entender de maneira diferente aquilo que está escrito.

Não existem segundas interpretações, o que foi a ordem de DEUS e que você erradamente
chamou de um "lei", era para o homem não comer daquela árvore...

E a árvore continha tanto o conhecimento do mal como o conhecimento do bem.

Jefté escreveu:Vejamos, a árvore do conhecimento do bem e do mal (da qual o homem não devia provar para conhecer)...

Ponto FINAL, esse é o entendimento, a árvore estava plantada por DEUS no meio
do jardim, era uma árvore que tinha DOIS FRUTOS, conhecer o mal e conhecer o BEM.


Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás;
porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.
-Gênesis 2:17 ACF-


E DEUS ordenou que Adão não comesse dessa árvore, ou seja,
ordenou que Adão não conhecesse nem o bem nem mal...


Não existia "meio" fruto....

Jefté escreveu:Mediante a sua prova, o homem conheceria o mal, mas poderia também conhecer o bem.

Jefté, não fale isso, pois ao dizer "a sua prova" até parece que isso foi algo
apresentado e que fosse exterior à bíblia, ou que você não conhecesse...


Não tem como você negar o que está escrito, a árvore tinha os dois
conhecimentos, e o homem ficaria a saber um e o outro.., e DEUS confirma.


Então disse o SENHOR Deus:
Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal;
ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida,
e coma e viva eternamente,
-Gênesis 3:22 ACF-


DEUS falou que a partir daquele momento o homem sabia o bem e o mal..

Não existe isso de "poderia" também conhecer o bem,, pois assim
estará a alterar a verdade da palavra de DEUS.


Jefté escreveu:Ou seja, a árvore permitiria o homem conhecer o mal (coisa feita pelo Diabo),

Sabe uma coisa Jefté, esses ensinamentos que lhe fizeram são tão distorcidos
que você mesmo não consegue ver as afirmações erradas que faz.....

Onde é que você leu que a árvore ou o mal foi uma coisa feita pelo diabo ?


E o SENHOR Deus fez brotar da terra toda a árvore agradável à vista,
e boa para comida; e a árvore da vida no meio do jardim,
e a árvore do conhecimento do bem e do mal.
-Gênesis 2:9 ACF-


Até lhe fica mal, pois ao estar escrito que foi DEUS quem fez e colocou
no jardim a árvore do conhecimento do bem e do mal,, pelas suas
palavras estaria a chamar a DEUS de "o diabo".


Está lhe a faltar muita leitura da Bíblia Jefté,deveria
ler mais a palavra de DEUS e ouvir menos os homens.



Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal;
eu, o SENHOR, faço todas estas coisas.
-Isaías 45:7 ACF-


DEUS é o próprio a dizer que cria as trevas e CRIA O MAL,,,,,
como pode então você dizer que o mal é coisa criada pelo Diabo ?


Jefté escreveu:porém, a mesma árvore não poderia proibir que o homem também pudesse um dia, uma hora, conhecer o bem -

Já viu o que disse ???,,, uma árvore que permitia uma coisa e não podia proibir outra ?

Você faz afirmações muito erradas e confusas, de onde surgiu isso de ser
a própria árvore a proibir alguma coisa ?

A própria árvore é que tinha o conhecimento do bem, DEUS confere isso em Gen 3:22.


Jefté escreveu:isso só através do Senhor, é claro).

Não invente, fale só o que está escrito.


Então disse o SENHOR Deus:
Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal;
ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida,
e coma e viva eternamente,
-Gênesis 3:22 ACF-


Se assim fosse como diz, então DEUS não teria falado a verdade nesse verso..

Portanto, você está a dizer coisas contrárias à Bíblia.

Jefté escreveu:Ou seja, em tese a árvore permitiria os dois.

Mas qual "TESE" Jefté ?

Não foi em TESE nenhuma, mas sim EM CERTEZA, a árvore permitiu ao homem
saber OS DOIS,, saber o bem e saber o mal, que por sinal acabou por confirmar
uma parte da conversa da serpente, pois nessa parte passaram a ser como ELES (DEUS).

Jefté escreveu:Mas na desobediência o conhecimento só veio de um lado, o do Diabo, é claro.

ERRADO, o conhecimento veio por inteiro e só de um LADO, o homem ficou a saber tanto o bem
como o mal, e o mal não foi criado pelo Diabo como você está por ai a dizer.

Jefté escreveu:Outra coisa: o conhecimento do bem - poderia se dar muito bem pelo convívio com Deus! ,

Poderia muita coisa, mas não importa o que poderia acontecer mas não aconteceu.


Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás;
porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.
-Gênesis 2:17 ACF-


Então foram abertos os olhos de ambos,
e conheceram que estavam nus;
e coseram folhas de figueira,
e fizeram para si aventais.
-Gênesis 3:7 ACF-


Então disse o SENHOR Deus:
Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal;
ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida,
e coma e viva eternamente,
-Gênesis 3:22 ACF-


O conhecimento do BEM DEU-SE (aconteceu) quando eles comeram daquela árvore,
e foi ao mesmo tempo que os seus olhos foram abertos (entendimento).

Jefté escreveu:não acha?

Não, o Tzaruch não acha nada nem acha coisa nenhuma, nem você pode
achar, porque nos achismos é que começam a valer as opiniões em vez
de valer aquilo que está escrito na palavra de DEUS.

Lembre, foi e é como DEUS quis e quer que seja, fora isso é vento que não abana folhas.


Jefté escreveu:ou será que os anjos só conheceram o bem por comerem da mesma ????

Não será que NADA, porque você não sabe NADA dos anjos além do que estiver escrito na Bíblia.

Portanto, resuma-se ao que pode ler da Bíblia, em vez de vir com suposições inventadas
e que tentam criar problemas que não existem.


avatar
Tzaruch
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Na Paz.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 5871
Idade : 46
Cidade/Estado : Ilha
Religião : DEUS
Igreja : As 7 Igrejas
País : Na Terra.
Mensagens Curtidas : 126
Pontos de participação : 12608
Data de inscrição : 04/11/2014

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Tzaruch em Qua 05 Set 2018, 03:50


Resposta à Mensagem Nº9

Olá Jefté.



Jefté escreveu:
Tzaruch escreveu:
Jefté escreveu:
e no Éden não havia mal algum,

Você não está a acertar coisa com coisa,, veja aquilo que afirmou depois...
diz que não havia lá mal algum, e de seguida é próprio a afirmar o contrário ?


_Jefté_
Pois, da mesma forma que Adão e Eva (no Éden) DESCRERAM em DEUS,
dando crédito aos ditames do Diabo - e deste instante em diante
o homem passou a ser totalmente guiado pelo Diabo.



Se no Éden não havia mal nenhum, o que é que estava lá a fazer o Diabo ?

E ainda, o que estava lá a fazer a árvore do MAL ? (e do bem)

__Jefté__
Tzaruch
Ainda que estivessem no Éden,

Como é mesmo ??,,, você diz que no Éden não havia mal nenhum e depois já diz
que afinal estava lá o Diabo com MALDADES para fazer o homem "cair" ?

Vocês é que dizem que Adão caiu e que pecou.....

E ao ser questionado ainda confirma que o que chama de "MAL" afinal estava no Éden ?

Você está com as voltas todas trocadas Jefté.

Jefté escreveu:o Diabo e todos os seus anjos,

Então segundo você, no Éden não estava nenhum mal, mas estava lá o Diabo
com todos os seus anjos ?,, e eles não era o mal presente no Éden ?


E onde está escrito que isso de estarem lá todos os anjos do diabo ?

Jefté escreveu:esses não podiam jamais ensinarem aos homens qualquer mal!

Pois é claro que não podiam, o conhecimento do mal estava na árvore
que DEUS tinha colocado no meio do jardim do Éden, a mesma árvore
que você diz ter sido feita pela diabo que foi feito por DEUS...

Leia com atenção,, as contradições que afirmou não apontavam ensinar
algum mal a Adão, as contradições são de você ter falado que no Éden
não havia mal algum,, e depois dizer que estava lá o diabo com seus anjos.



Mas já que falou, fica então mais uma contradição nas suas afirmações.

_Jefté_
Pois, da mesma forma que Adão e Eva (no Éden) DESCRERAM em DEUS,
dando crédito aos ditames do Diabo - e deste instante em diante
o homem passou a ser totalmente guiado pelo Diabo.



Se o diabo e os seus anjos não podiam jamais ensinar qualquer mal ao homem,
porque você diz nessas palavras que Adão deu crédito aos "ditames" do diabo ?


Vai agora dizer que afinal eram BONS DITAMES ?

Se eram bons, então qual foi o erro do diabo ?

Jefté escreveu:A menos que esses quebrantassem o único mandamento por Deus dado:

"Mas da árvore que está no meio do jardim, árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás nem tocarás."

Não era um mandamento, DEUS ordenou.

E segundo você mesmo diz foi o diabo com os seus ditames do mal
quem convenceu o homem a fazer o mal...

Portanto, estava o mal no Éden, e também segundo você diz esse mal

ensinou o homem a fazer o mal, ao ponto do homem passar a ser totalmente
controlado por esse tal mal (diabo).

Isto tudo nas suas palavras, não é naquilo que está escrito.

Jefté escreveu:Só através desse meio - a desobediência a ordem divina, é que o homem poderia conhecer o mal.

Agora sim, você acertou, ORDEM, e é um fato, sem ter desobedecido o homem nunca
conheceria o mal,, e também não conheceria o bem....


Nem seria como DEUS disse,,,
"Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal;"

E não altere a verdade, conhecer o mal aconteceu ao mesmo tempo de conhecer o bem.

Jefté escreveu:Sem isso, o Diabo ou qualquer mal - jamais penetraria ou dominaria o ser humano!

Que confusão, agora foi a influência do diabo "que você chama do mal" quem penetrou
na cabeça e dominou Adão e todos a seguir a ele, antes afirmou que não havia mal
nenhum dentro do Éden....

Como fica, foi escolha do casal ou foi o diabo quem colocou o fruto na boca de Adão e Eva ?

Jefté escreveu:Quanto a questão do Diabo se encontrar no Éden, ele estava lá quando ainda era do bem:

Sério Jefté ?,, inacreditável essas suas afirmações....

Então confira o seguinte....


__Jefté__
Ou seja, a árvore permitiria o homem conhecer o mal (coisa feita pelo Diabo),


O Diabo era do bem mas já fazia coisas do mal ?



__Jefté__
Mas na desobediência o conhecimento só veio de um lado, o do Diabo, é claro.


E aqui, era um Diabo do BEM que pressionou a desobediência e o conhecimento do mal ?


__Jefté__
neste mundo, como se em todo o momento nós estivéssemos dando ouvidos e segundo aos passos do Diabo.


Sendo o Diabo ainda do bem, qual é o problema de Adão e Eva terem dado ouvidos a esse diabo ?

Por certo já viu que não está a fazer afirmações que façam sentido ou que estejam
de acordo com aquilo que está na Bíblia,, se ainda não viu fica complicado para o seu lado.

Jefté escreveu:Ezequiel 28.13
"Estiveste no Éden, jardim de Deus; de toda a pedra preciosa era a tua cobertura: sardônia,

topázio, diamante, turquesa, ônix, jaspe, safira, carbúnculo, esmeralda e ouro;
em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados."

Você diz que esse é o Diabo quando ainda era bom dentro do Éden ?


Perfeito eras nos teus caminhos,
desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti.
Na multiplicação do teu comércio encheram o teu interior de violência,
e pecaste; por isso te lancei, profanado, do monte de Deus,
e te fiz perecer, ó querubim cobridor, do meio das pedras afogueadas.
-Ezequiel 28:15-16 ACF-


Então o Diabo foi o primeiro a pecar, mas quando será que pecou ?


Foi antes de Adão quando com os ditames fez Adão "pecar" ?


Ou foi depois de Adão que o Diabo pecou para que Adão se mantenha
como o autor e criador do pecado original ?

Jefté, são tantas coisas erradas que você diz que não tem por onde pegar,
simplesmente é um embrulhado de coisas contraditórias e sem sentido.

Jefté escreveu:A árvore estava lá,

Pois estava, mas parece que não fazia nem fez NADA.., bastou
estar no Éden o Diabo do BEM para tudo correr na perfeição.

Sem esquecer que você diz que o Diabo é quem fez o mal da árvore..
mas ainda era bonzinho quando fez esse mal.....


Leu o verso sobre quem fez o tal "Diabo" ?

Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do
campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher:
É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim?
-Gênesis 3:1 ACF-


Com certeza deve ter esquecido que o TAL Diabo foi feito por DEUS..

Jefté escreveu:mas o conhecimento do mal só se originaria no homem mediante o quebrantar desse mandamento...

Não foi nada disso, não foi originar, o mal já existia mesmo antes do homem o conhecer,
DEUS é o próprio quem aponta isso, pois ELE mesmo confirma a "agregação" do homem
a um determinado "grupo" do qual DEUS já pertencia e que conheciam o bem e o mal.

Portanto, não se originou nada no homem, este apenas TOMOU CONHECIMENTO...


Perante tudo isto, você deveria considerar um pouco mais a leitura da bíblia para conferir
as suas crenças, pensamentos, e afirmações, é que fala como se seguindo uma série de
ensinamentos que pensa nunca poder contrariar, mesmo que isso contrarie a Bíblia.

E é certo que fala muitas coisas que são opostas ao que se pode ler na palavra de DEUS,
até o restante da msn Nº5 está minado de falhas, interpretações e afirmações erradas.



avatar
Ernesto
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1492
Idade : 89
Cidade/Estado : Limeira. SP
Religião : crista
Igreja : evangelica
País : brasil
Mensagens Curtidas : 199
Pontos de participação : 4213
Data de inscrição : 26/11/2014

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Ernesto em Qua 05 Set 2018, 09:57

Jefté diz:

A lei (lei de Deus aos homens) tem seu pré início no Éden quando Deus determinara a Adão, a não tocar nem comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal.
Como bem disse São Paulo: pois onde não há lei não há transgressão.
Como Deus determinou uma norma a ser cumprida, o descumprir dessa, estabelece-nos a transgressão à lei. Pois onde não há lei também não há transgressão.
Ok!

Ernesto responde:

Estou inteiramente contigo; Toda ordem dada por Deus é uma lei, não importa em que tempo, ou, onde ela foi pronunciada, é uma lei, não é preciso estar gravado em tabuas de pedra para transmitir a autoridade de Deus. Adão e Eva no Éden; não precisavam dos dez mandamentos em tabuas de pedra, porque ainda não havia chegado o tempo de promovê-la.

Jefté diz:

Mas, a partir do conhecimento do mal, pelos homens, aí se começou o conhecimento desse a cada mal dentre tantos a se existir.
Então, depois Deus vem proibindo fazer o mal que em teoria o homem passou no seu viver a conhecer.

Ernesto afirma:

Totalmente certo.

Jefté diz:

Em suma: a lei não nos dá o direito de cometer mal algum em nossa vida. E essa mesma lei também estabelece que de todo o mal que nós fizermos se nos será feito da mesma forma.
Pois essa é a justiça da lei. Por isso diz: Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia alguma somente pela palavra de duas ou três testemunhas. (Hebreus).
Então, pela lei todo o ser humano tem de pagar pelos seus pecados cometidos. Mas, a mesma lei estabelece-nos um Salvador para nos salvar dos nossos pecados, isso vem desde o pecado, por exemplo, Gêneses 3:15 - quando Deus prometera a mulher uma semente capaz de ferir a cabeça da serpente, aquela que fez a humanidade toda transgredir o mandamento do Senhor.
Diante disso, dessa total condenação aos homens, Jesus, o Salvador do mundo, veio ao mundo para pagar pelos pecados dos homens. Então, no tempo estipulado nasce entre os homens o Filho de Deus, a semente prometida à mulher, o Salvador do mundo todo. Então, Jesus (a verdade) estabelece assim:
E quando o Espírito Santo vier, ele convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo.
Do pecado (disse) porque não creem em mim. Isso mostra que o MAIOR PECADO a existir é não crer em Cristo!
Pois, da mesma forma que Adão e Eva (no Éden) DESCRERAM em DEUS, dando crédito aos ditames do Diabo - e deste instante em diante o homem passou a ser totalmente guiado pelo Diabo.
Assim, o pecado que entrara no mundo através de Adão, permanece como tal, ou seja, permanece cumprindo-se no presente durante todo o nosso viver na carne, neste mundo, como se em todo o momento nós estivéssemos dando ouvidos e segundo aos passos do Diabo.
E tal situação só pode ser revertida, demovida e desfeita através da aceitação e fé à VERDADE: CRISTO! Ou seja, o pecado nos é desfeito por crermos em Cristo, recebê-Lo - pois Ele é a verdade!
Assim, crendo em Cristo e recebendo-O, verdadeiramente passamos a desfazermos o mal, e recebermos a verdade.
É como se pudéssemos lá no Éden, desfazer aquele mal que havíamos feito.
Então, ao crer em Cristo - somos convencidos do pecado e passamos a receber a verdade em nossa alma e vida. Amém!

Ernesto diz:

Eu creio que já tens percebido que eu subtraí partes da sua exposição para adequar mais o seu conteúdo.
Crer em Cristo é a porta principal para nossa salvação; Desfazer o mal que, não nós, mas, nossos ancestrais fizeram, e nós trazemos como herança o estigma do pecado.

Jefté diz:

Assim, todo o ser humano seja antes ou depois de Cristo que tiver ainda que pequena fé a verdade, Cristo, o mal nessa criatura há de ser desfeito por completo, seja no presente seja em futuro.
O Espírito Santo veio ao mundo para convencê-lo do pecado.
Pecado esse, de não crer em Cristo.
Todo o que for por ele convencido, será perdoado, seja, no presente - quem assim o fez; seja no futuro.
Por isso é que logo após o término do milênio haverá uma ressurreição em massa de toda a carne, toda a alma vivente desse mundo, excetuando apenas os da 1ª ressurreição.
E esse evento é só para que esse perdão seja concretizado.

Ernesto responde:

Eu creio meu irmão! Que dessa vez vc. pisou na bola,Todos os salvos mortos ressuscitarão na vinda de Cristo, que será na primeira ressurreição. No fim do milênio haverá a segunda ressurreição, esta é somente dos ímpios. Apoc.20:5, e não para o arrependimento, eles terão um tempo que viverão sob o comando de Satanás, Apoc.20: 7ª 9, deixa bem claro que o povo santo não estarão misturados entre os ímpios, eles estarão no arraial dos santos na cidade amada, Os ímpios cercarão a cidade, então descerá fogo dos céus, (preste atenção) e os devorou.
Nenhum dos ímpios se converterá depois do milênio, Os ímpios serão queimados pelo fogo que não se apaga, enquanto tiver algum elemento a ser queimado na terra, eles se farão em cinzas, Malaquias 4:1-3, desaparecerão em cinzas, e servirá de esterco sobre a terra.
Enquanto o fogo consome os ímpios, os santos continuam resguardados dentro da santa cidade, (que a esta altura já descera do céu) Apoc. 21: 1-3, Depois de o fogo se apagar os santos sairão da cidade, e Malaquías 4:3, diz que eles sairão e pisarão os ímpios porque se farão cinzas debaixo da planta de seus pés. Sairão do arraial dos santos, é prova que enquanto o fogo consome os ímpios eles estarão protegidos dentro da cidade.

Jefté diz:

É nessa época que se cumprirá o inferno de fogo aos homens. E a Ira de Deus, Ira do Cordeiro, quando o Senhor vier vingar toda a injustiça cometida pelos homens.
Isso se cumprirá bem no tempo do milênio.
Ou seja, a condenação da lei exige que se pague até o último ceitil devedor, só assim a sua justiça se aplaca e é cumprida!

Ernesto responde:

A bíblia diz que os ímpios pagarão com a vida depois do milênio, após a ressurreição deles. será no fim do milênio, e não durante o milênio.
Só mais um ponto a observar: Depois da vinda de Cristo e a ascensão dos santos ao céu, não haverá mais oportunidade de alguém se salvar. Porque aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo. Heb. 9:27,

Vamos dialogar.

Abraços Ernesto

Pires
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 259
Idade : 55
Cidade/Estado : Angra dos Reis - rj
Religião : Cristianismo
Igreja : Deus é Amor
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 10
Pontos de participação : 622
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Pires em Qui 06 Set 2018, 22:57

Jefté diz msn 05  :

Por isso é que logo após o término do milênio haverá uma ressurreição em massa de toda a carne, toda a alma vivente desse mundo, excetuando apenas os da 1ª ressurreição. 
E esse evento é só para que esse perdão seja concretizado.


Parece que  Dn 12.2 discorda de você :

E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna,   

e outros  para a vergonha e desprezo eterno.

Diante deste verso, acha que haverá perdão depois da ressurreição ? 

Paz .

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1766
Idade : 55
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 39
Pontos de participação : 4287
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Jefté em Sex 07 Set 2018, 09:36

Olá Pires

Tudo bem?!
Não entendi a sua colocação!
Daniel 12:2 fala de 2 ressurreições a se haverem e de não se haver uma outra coisa:
1 - A ressurreição para a vida eterna.
2 - A ressurreição para a vergonha e desprezo eterno.
3 - E a não ressurreição de alguns - porque não são todos os mortos que ressuscitam - muitos ressuscitam, e muitos não é sinônimo a TODOS!
Por favor atente!

Daniel 12:2 NÃO diz: e TODOS os que dormem no pó da terra RESSUSCITARÃO!
MUITOS ressuscitam - não TODOS!
Essa é uma ressurreição em que há ressalvas!

Isso é devido a Lei e a MORTE, pois não existe vida aos mortos que não estejam em CRISTO!
Em suma: O mandamento da morte está sobre todos os filhos de Adão - não importando quais forem!
Já, o mandamento da (ressurreição e vida eterna) cabe unicamente a quem crê em Cristo!

Não existe ressurreição para a vida eterna no reino de Deus aquem de Cristo!!!!

A segunda ressurreição se dará ao findar o milênio:
Apc. 20:5 diz:
"Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram. Esta é a primeira ressurreição."

E também a libertação ao Diabo se dá ao findar os mil anos:
Apc. 20:7 - "E, acabando-se os mil anos, Satanás será solto da sua prisão,"

As nações da terra (cujo número é como a areia do mar) que sobem sobre a largura da terra (em fim do milênio) quando cercam a cidade amada, pela ação do Diabo - são justamente OS OUTROS MORTOS que ressuscitam pós milênio. E elas voltam a morte.

Só depois dessa ressurreição (a segunda) e da soltura ao Diabo (e da batalha de Gogue e Magogue) é que virá o juízo - no qual juízo - OS MORTOS (e não os vivos) hão de ser julgados no trono branco.
Por isso João diz em Apocalipse que ele VIA OS MORTOS grandes e pequenos que estavam diante do trono:
"E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras." (Apc. 20:12)

E que o mar deu os mortos que nele haviam etc.
"E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras." (Apc. 20:13)

Em suma:
após o mandamento divino para que o homem Adão não tocasse nem comesse da árvore da ciência do bem e do mal - para não morrer. E tendo-a tocado e morrido! juntamente com toda a humanidade!
Não existe vida automática para que o homem vá a juízo.
Pois é Deus quem o julga e isso para o Senhor não representa empecilho! Pois o Senhor é Deus!!!

Somente aquele que está em Cristo é que será julgado no tribunal de Cristo com vida - porque Cristo é a ressurreição e a vida!

Já os demais todos, no Juízo do Trono Branco só os mortos é que comparecem, e serão julgados os mortos!
Pois não existe vida na lei para os homens!
Na lei o que vigora é a morte! Certamente morrerás!
Só em Cristo há vida! Novo Testamento!
Mas quem não está na Nova Aliança, a morte é o mandamento!

Por isso diz a carta aos hebreus:
"E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo,"


Ou seja: Não está ordenado aos homens na lei, morrerem uma vez (e ressuscitarem) e ir a juízo!
Não!
Na lei se ordena: morrerem uma vez vindo depois disso o juízo!
E assim segue!

E diz Jesus:
Para Deus todas as coisas são possíveis, e para Ele vivem todos, pois é Deus.
Por isso é que no juízo em Apocalipse, João via os mortos diante do trono, pois deveras estavam mortos.

Embora todos os que leem o mesmo Apocalipse 20, quando leem "mortos" nos respectivos versos, automaticamente eles entendem que João via os "vivos"...

Um abraço!

Conteúdo patrocinado

Re: O amor de Deus contraria o ensino da condenação dos incrédulos ?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Qua 26 Set 2018, 08:42