F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Compartilhe

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 2344
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Edison em Dom 11 Mar 2018, 13:05

Washington Ruiz,

Washington Ruiz escreveu:Olá, Edison,

Saimos do tema, sim, mas foi necessário, acho. Vou responder algumas questões ainda fora do tema, e depois, você, se ainda quiser, é claro, reinicia o debate com assuntos do tema, ou não, ok?
=
Sim, irmão, os anjos dos 1/3 tinham livre arbítrio QUANDO PECARAM, como os dos 2/3 que NÃO PECARAM também tinham, porém,

Se Deus não pudesse perdoar a quem ele tivesse dado livre arbítrio de escolha, QUE É COMO VOCÊ QUER, como ficariam os escritos de Rm 9.15 (Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia e compadecer-me-ei de quem me aprouver ter compaixão)?

Se nós que também pecamos e que também temos livre arbítrio não pudéssemos ser por Deus perdoado, como ficaria o Plano da Reconciliação? Se nós aqui na Terra, que somos menores que os anjos, estamos tendo a nossa chance de nos reconciliarmos com o Pai, por que que os anjos que pecaram no Céu não teriam? Pensar que Deus não possa perdoar quem ele achar que deve é que é “atropelar” o ensino que está escrito, na minha visão.

O que tenho depreendido nessa nossa conversa é que você tem algumas teorias sem sustentação bíblica. Essa sua intenção de conceder salvação para os anjos caídos não tem amparo na Bíblia. A Bíblia que está em vigência neste apagar das luzes é essa Bíblia escrita por inspiração do Espírito Santo através de santos e profetas.
Então se quisermos segurança na nossa fé temos de alicerça-la na Bíblia Sagrada.

Dentro do programa de Deus desde a criação de todas as coisas até a consumação dos séculos, nos nos vemos hoje inseridos num fragmento dessa historia. E sendo nos participantes dessa história de Deus o que é primordial sabermos, É O QUE DEUS ESTÁ FAZENDO AGORA.
O inimigo das nossas almas não se importa que saibamos o QUE DEUS FEZ E NEM O QUE DEUS FARÁ AINDA. O que ele faz incessantemente é tentar impedir que saibamos o que DEUS ESTÁ FAZENDO AGORA no tempo da nossa manifestação aqui.

TEMOS DE ESTAR ATENTOS A ISSO.


Você, quando disse: "II Pedro 2:4 diz simplesmente que Deus não perdoou os anjos que pecaram”, está usando um acontecimento ocorrido na Terra, nos tempos pré-diluvianos, para justificar a sua interpretação, porém, esse seu argumento está fora de questão, pois não diz respeito ao engano que Satanás promoveu NO CÉU.

Pedro, em sua fala, está exemplificando os pré-diluvianos e também os anjos que caíra. Deus não perdoou nenhum dos dois grupos. (II Pe 2:4-5).



Quem não se arrepender durante o tempo que nos resta de vida, de maneira nenhuma poderá ser justificado, no entanto, nenhum nascido de mulher deve ser considerado como um anjo caído, pois os anjos caídos não podem nascer de mulher.

Na minha linguagem, anjos caídos são também aquelas pessoas cujas almas caíram do céu. Suas almas foram cortadas da Vida Eterna. São estrelas errantes, para os quais está eternamente reservada a negrura das trevas (Judas 1:13).



Jesus não só chamou Judas Iscariotes de demônio, mas também todos os judeus da obediência à Lei que não aceitaram crer no ensino FALADO, na Lei de Cristo, no Evangelho, que ele estava lhes dando (Jo 8.44), preferindo ficar com os já invigentes ensinos da Lei de Moisés.
=
Quando alguém não quer ser salvo, não devemos considerar tal pessoa como uma “alma caída”, que é como você quer, mas como um “cego que não quer ver”. Eu acho!

Jesus disse que eles tinham por pai ao diabo. Apesar de toda a sua religiosidade espiritualmente eram filhos do diabo. Aliás, os filhos do diabo em sua maioria são muito religiosos.
Os filhos naturais, carnais do diabo, sucumbiram no dilúvio, mas espiritualmente eles atravessaram o diluvio. A atitude do Cão diante da fragilidade do pai é suspeita. (??????????????????)



Você se esqueceu dos escritos de Ap 20.12, quando disse: “Não sei se há livro dos mortos”, que é onde está escrito que há DOIS LIVROS, sendo um o Livro da Vida, que é onde estão escritos os nomes e as ações dos que serão salvos, e o Livro dos Mortos, que é onde está contido os nomes e as ações dos que serão condenados

Veja como interpreto os escritos de Ap 20.12: “Vi também os mortos, os GRANDES (que são SATANÁS e os ANJOS CAÍDOS (QUE NÃO SÃO OS ANJOS ENGANADOS), que não nasceram de mulher mas que participaram ATIVAMENTE do engano) e os PEQUENOS (que são os homens que nasceram de mulher, mas que não aceitaram crer nas verdades contidas no Evangelho, que é a Lei de Cristo), posto em pé diante do trono. Então, se abriram OS LIVROS. Ainda outro livro, o livro da vida, foi aberto (o outro livro além do Livro da Vida AQUI DESCRITO tem de ser o LIVRO DOS MORTOS). E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros).

Existem milhares de livros. Temos o Livro da Vida do Cordeiro e mais os livros da vida de cada pessoa que passa pelo julgamento do Trono Branco.
Se há ou haverá um Livro dos Mortos ele será escrito depois do julgamento do Trono Branco.
Se os nomes que não estão escrito no Livro da Vida desde antes da fundação do mundo estão escrito em outro não sabemos e nem sabemos que importância teria esse livro tendo em vista o extermínio que sofrem aqueles que forem lançados no lago de fogo.
Onde ficaria esse Livro dos Mortos após o extermínio dos seus inscritos???
Teria Deus interesse em manter isso com Ele???
Percebe???


Quando lhe perguntei qual seria a razão dos anjos dos 2/3 que não pecaram no Céu terem vindo nascer aqui na Terra, você respondeu: Não foram criados para isso, porém, se os anjos dos 2/3 não foram criados para vir nascer aqui (o que é verdade), por que, então, você disse: Eu faço parte dos 2/3?

Veja, houve uma queda que se iniciou no céu. Porem essas almas de filhos de Deus nunca perderam a salvação porque eles são parte de Deus. Há um contingente especial de pessoas e esses compõem o Corpo de Cristo, que não perdem a salvação porque estão sob uma eleição e uma predestinação. Estes cujos nomes estão escritos numa secção do Livro da Vida, aos quais Jesus se referiu declarando que "DE MANEIRA NENHUMA OS LANÇAREI FORA OU RISCAREI SEU NOME DO LIVRO DA VIDA" (Jo 6:37, Apoc. 3:5).
Já, dentro do próprio Livro da Vida há outra secção, cujos nomes ali escritos podem serem riscados. A estes Ele diz: "guarda bem o que tens para que ninguém tome a tua coroa" (Apoc. 3:11). Veja, o risco de perder a salvação existe. (Essa abordagem de secções no Livro da Vida é dedução lógica com base nos fatos).

Em Lucas 10:17-20 vemos que os discípulos voltaram de uma campanha muito exitosa e estavam maravilhados pelo que tinham feito. Porem Jesus disse:
"Mas, não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus" (Lucas 10:20).

Agora, quem era integrante dos discípulos de Jesus??? Judas Iscariotes. E, segundo as palavras de Jesus o seu nome estava escrito no céu, o que podemos considerar escrito no Livro da Vida.

No entanto o que aconteceu com ele??? Podemos dizer que ele não teve seu nome riscado??? Jesus disse que ele se perdeu porque era filho da perdição (Jo 17:12, At. 1:25).

Mas voltando ao arrebatamento, podemos garantir que as almas que ressuscitam na primeira ressurreição e as que estiverem vivas são transformadas e sobem a encontrar o Senhor nos ares, fazem parte daqueles eleitos, predestinados, que Jesus garantiu que não riscaria os seus nomes do Livro da Vida.



Está escrito que Deus só criou três lugares (At 4.24): 1) O CÉU, que é o melhor desses três lugares, e que é um lugar espiritual, não-físico, e que foi um lugar criado para os filhos de Deus que jamais pecaram;

2) A TERRA, que não é um lugar espiritual, mas físico, lugar esse que representa ser o nosso infinito universo, que foi um lugar criado para os filhos de Deus que iriam cometer um pecado no Céu, e que, por isso, teriam de vir nascer nesse lugar, na Terra, em corpos físicos, a fim de terem, cada pecador, a chance de reconciliação com o Pai, e;

3) O INFERNO, que é o pior desses três lugares, mas que também é um lugar não-físico, mas que foi criado para ter existência provisória, para receber (guardar) todas as almas dos anjos filhos de Deus que tiverem passado pelo Plano da Reconciliação na Terra, tanto os que serão salvos como os que não.
=
O Céu, que é o lugar dos seres espirituais, não faz parte do cosmos terrestre, que é como você está pensando, ou seja, tudo o que existe no nosso cosmos foi criado no terceiro dia e, por isso, pertence ao nosso infinito universo físico.

O Céu, que é o UNIVERSO ESPIRITUAL, foi criado antes da criação e existência do nosso infinito universo, que, esse sim, é repleto de infinitas galáxias, estrelas e planetas.
=
Acho que já respondi muito, isto é, acho que basta, mas se você ainda quiser continuar apresentando contrargumentações ao que escrevi, fique à vontade, no entanto, se quiser voltar ao tema do tópico, tudo bem! Um abraço!

Até mais!

Tudo bem, Deus criou (preparou) inclusive o inferno (Mat. 25:41).

Obs.- Washington continuo aguardando a sua explicação no que consiste o Plano da Reconciliação.

Abraço.

Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Número de Mensagens : 597
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Washington Ruiz em Seg 12 Mar 2018, 12:45

Olá, Edison,

Se eu continuar respondendo as suas contrargumentações, jamais voltaremos ao assunto do tópico, e poderemos ser punidos pela moderação, por isso, vou me ater somente ao assunto do tema, ok?)
=
Eu entendo que o arrebatamento será assim:

Quando a última trombeta soar, não na Terra, mas no Céu, pois são os de lá que a ouvirão, a ordem do Pai para o retorno da PESSOA do Filho, que não é a mesma pessoa do Pai, terá sido dada. Será aí que Jesus descerá do Céu, trazendo a Nova Jerusalém e todos os anjos que puderem vir com ele.

Ao soar da trombeta, todas as pessoas que estiverem vivas na Terra morrerão instantaneamente, pois os seus ASSOPROS subirão ao Pai, ficando os seus CORPOS estirados no chão, mortos, aos abutres, e,

Será aí que Jesus, já estando nos ares, dentro da Nova Jerusalém, nas nuvens da Terra, mandará que seus anjos, os ceifeiros, desçam de lá e, no solo da terra, façam a última colheita de todo o que tiver sido plantado no campo, quer dizer, separem as almas dos justos das almas dos injustos.

E você, irmão, como acha que será?

Até mais!

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2344
Idade : 66
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 6036
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Edison em Seg 12 Mar 2018, 13:39

Ok Washington Ruiz,


Washington Ruiz escreveu:Olá, Edison,

Se eu continuar respondendo as suas contrargumentações, jamais voltaremos ao assunto do tópico, e poderemos ser punidos pela moderação, por isso, vou me ater somente ao assunto do tema, ok?)


Ok, mas continuou pedindo que você nos faze em que consiste o Plano de Reconciliação, até porque o arrebatamento está dentro da reconciliação.



Eu entendo que o arrebatamento será assim:

Quando a última trombeta soar, não na Terra, mas no Céu, pois são os de lá que a ouvirão, a ordem do Pai para o retorno da PESSOA do Filho, que não é a mesma pessoa do Pai, terá sido dada. Será aí que Jesus descerá do Céu, trazendo a Nova Jerusalém e todos os anjos que puderem vir com ele.

Última trombeta???? Qual é a última trombeta? Como a Igreja saberá qual é a última trombeta. Quantas trombetas são???

Sim, quem descerá e receberá a Igreja-Noiva nos ares é o Filho de Deus, Jesus Cristo.

Porem desta feita Ele ainda não traz a Nova Jerusalém. A Terra ainda não estrá purificada para recebe-la.

Por ocasião do arrebatamento Jesus espera-nos no meio do caminho, em algum lugar dos ares. À que distância da Terra???? Não sabemos.

O antitipo é Isaque encontrando a Rebeca no meio do caminho quando ela foi apresentada a ele por Eliezer o mensageiro que foi escolher e buscar a Rebeca.

A descida de Apoc. 19 é outro advento. É o advento subsequente após a grande tribulação.


Ao soar da trombeta, todas as pessoas que estiverem vivas na Terra morrerão instantaneamente, pois os seus ASSOPROS subirão ao Pai, ficando os seus CORPOS estirados no chão, mortos, aos abutres, e,

Não é isso o que está escrito. A Bíblia diz que os que estiverem vivos serão transformados num abrir e fechar de olhos. O arrebatamento não fala de morte e sim de ressurreição e transformação de corpos físicos mortais para imortais, de corpos corruptíveis para incorruptíveis (I Cor. 15:51-54).



Será aí que Jesus, já estando nos ares, dentro da Nova Jerusalém, nas nuvens da Terra, mandará que seus anjos, os ceifeiros, desçam de lá e, no solo da terra, façam a última colheita de todo o que tiver sido plantado no campo, quer dizer, separem as almas dos justos das almas dos injustos.

E você, irmão, como acha que será?

Até mais!


Como te disse o arrebatamento antecede a descida da Nova Jerusalém.

Antes de a Nova Jerusalém descer, Jesus ainda reina mil anos a partir do trono de Davi que estará estabelecido em Jerusalém.

Depooois da batalha de Gogue e Magogue, depois do Trono Branco, então a Terra é purificada (II Pe 3:7) para que a Nova Jerusalém desça e se estabeleça aqui neste planeta.

Porem agora, o que está em curso é a preparação da Igreja-Noiva. A Igreja-Noiva da sétima era (Apoc. 3:14) que tem visto e ouvido a sétima trombeta do sétimo anjo terrestre (Apoc. 10:7).

A separação do trigo e o joio está em pleno processo. A trombeta do sétimo ceifeiro tem soado e a Igreja-Noiva, os eleitos e predestinados, ouvem a trombeta e interpreta o seu sonido. O sonido da trombeta sempre trás uma Mensagem, uma ordem, uma orientação, um alerta e quem sabe interpreta-la dá ouvidos ao que o Espírito diz às Igrejas.
Foi assim em todas as eras. As cartas finalizavam dizendo "Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às Igrejas" (Apoc. 2:7,11,17,29, 3:6,13,22).

Isso está acontecendo exatamente agora, mas a igreja laodiceiana, desta sétima e última era, tem dado ouvido a trombetas que tocam sonidos incertos e não está se preparando (I Cor. 14:Cool.




Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 597
Idade : 68
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -40
Pontos de participação : 1420
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Washington Ruiz em Qua 14 Mar 2018, 12:10

Olá, Edison,

Assim como você vê confusão no meu entendimento também vejo no seu, mas tudo bem.
=
Já lhe expliquei, sim (tudo não, é verdade, mas uma boa parte, sim), irmão, sobre o Plano da Reconciliação, mas como você insiste em dizer que não, vou repetir:

1. O Plano da Reconciliação tinha de ser (e foi) a SEGUNDA criação de Deus, o Pai, pois a PRIMEIRA foi a criação da luz, a criação da PESSOA do PRIMOGÊNITO do Pai, que é Jesus, porém,

2. Esse Plano foi criado já tendo a participação da VOZ do Filho, que foi a primeira participação do Filho na criação, senão, se o Filho não tivesse participado da criação desse plano, os escritos de Cl 1.16 ficariam prejudicados, pois rezam que: TUDO foi criado POR MEIO dele e para ele.

3. No Plano da Reconciliação está contida (tem de estar) a descrição de tudo o que Deus precisava criar, desde o começo de tudo, desde a criação do seu primeiro filho, no haja luz, no primeiro dia, até a CONSUMAÇÃO DO SÉCULO, que será o evento que marcará o fim da existência do pecado na Terra e, consequentemente, o fim do sexto dia.

4. O Plano da Reconciliação conta a história de todos os filhos de Deus, tanto a dos 2/3 como a dos 1/3 que se deixaram enganar no Céu.

5. Os livros da Vida e da Morte são parte integrante do Plano da Reconciliação, plano esse que tinha de ser elaborado antes de tudo ser criado, para ficar estampado a todos os filhos (que ainda não tinham sido criados), que Deus já sabia de tudo o que iria acontecer antes mesmo da criação desses filhos, pois é nessa pré-ciência de Deus que reside a sua onisciência.

6. No Livro da Vida estão contidos somente os nomes dos filhos de Deus, nascidos de mulher, vindos dos 1/3 dos filhos que pecaram no Céu (e que por isso foram separados dos 2/3), mas que tiverem feito por merecer a sua justificação, durante a sua passagem pela Terra.

Depois continuo, estou indo ao médico. Estou fazendo um check-up laboratorial, mas está tudo bem comigo. Graças a Deus!

Até mais!

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2344
Idade : 66
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 6036
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Edison em Qua 14 Mar 2018, 14:13

Washington Ruiz escreveu:Olá, Edison,

Assim como você vê confusão no meu entendimento também vejo no seu, mas tudo bem.
=
Já lhe expliquei, sim (tudo não, é verdade, mas uma boa parte, sim), irmão, sobre o Plano da Reconciliação, mas como você insiste em dizer que não, vou repetir:

1. O Plano da Reconciliação tinha de ser (e foi) a SEGUNDA criação de Deus, o Pai, pois a PRIMEIRA foi a criação da luz, a criação da PESSOA do PRIMOGÊNITO do Pai, que é Jesus, porém,

2. Esse Plano foi criado já tendo a participação da VOZ do Filho, que foi a primeira participação do Filho na criação, senão, se o Filho não tivesse participado da criação desse plano, os escritos de Cl 1.16 ficariam prejudicados, pois rezam que: TUDO foi criado POR MEIO dele e para ele.

3. No Plano da Reconciliação está contida (tem de estar) a descrição de tudo o que Deus precisava criar, desde o começo de tudo, desde a criação do seu primeiro filho, no haja luz, no primeiro dia, até a CONSUMAÇÃO DO SÉCULO, que será o evento que marcará o fim da existência do pecado na Terra e, consequentemente, o fim do sexto dia.

4. O Plano da Reconciliação conta a história de todos os filhos de Deus, tanto a dos 2/3 como a dos 1/3 que se deixaram enganar no Céu.

5. Os livros da Vida e da Morte são parte integrante do Plano da Reconciliação, plano esse que tinha de ser elaborado antes de tudo ser criado, para ficar estampado a todos os filhos (que ainda não tinham sido criados), que Deus já sabia de tudo o que iria acontecer antes mesmo da criação desses filhos, pois é nessa pré-ciência de Deus que reside a sua onisciência.

6. No Livro da Vida estão contidos somente os nomes dos filhos de Deus, nascidos de mulher, vindos dos 1/3 dos filhos que pecaram no Céu (e que por isso foram separados dos 2/3), mas que tiverem feito por merecer a sua justificação, durante a sua passagem pela Terra.

Depois continuo, estou indo ao médico. Estou fazendo um check-up laboratorial, mas está tudo bem comigo. Graças a Deus!

Até mais!

Me diga onde entra o calvário e especificamente o sangue nesse Plano.

Deus abençoe sua saúde.

Meus exames deram tudo bem.

Temos de cuidar e fazer a nossa parte.

Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 597
Idade : 68
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -40
Pontos de participação : 1420
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Washington Ruiz em Qui 15 Mar 2018, 18:14

Olá, Edison,

Para que eu responda a sua pergunta: Me diga onde entra o calvário e especificamente o sangue nesse Plano, eu tenho de considerar que você tenha (pelo menos) aceitado que o Plano da Reconciliação não foi elaborado para os 2/3 dos anjos que não pecaram, mas para os 1/3 que pecaram, ou melhor,

Eu preciso saber se estou me fazendo entender por você ou não; ou: o que será que você aceitou de tudo o que já lhe expliquei?

Até mais!

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2344
Idade : 66
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 6036
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Edison em Qui 15 Mar 2018, 22:10

Washington Ruiz,

Washington Ruiz escreveu:Olá, Edison,

Para que eu responda a sua pergunta: Me diga onde entra o calvário e especificamente o sangue nesse Plano, eu tenho de considerar que você tenha (pelo menos) aceitado que o Plano da Reconciliação não foi elaborado para os 2/3 dos anjos que não pecaram, mas para os 1/3 que pecaram, ou melhor,

Eu preciso saber se estou me fazendo entender por você ou não; ou: o que será que você aceitou de tudo o que já lhe expliquei?

Até mais!

Confesso que você não apresentou quase nada de Bíblia para defender seu entendimento. A gente caminhou mais na imaginação e lógica do que em Bíblia.

Como eu não tenho conhecimento "palpável" sobre os 3/3, ou seja; eram apenas anjos celestiais? Eram um misto de anjos celestiais e anjos terrestres?

Eu não sei.

Mas o quero eu saber mesmo, é sobre o papel do calvário no resgate das almas humanas, dentro do seu entendimento do Plano da Reconciliação.

Jesus disse que Ele venho buscar e salvar o que se havia perdido (Luc. 19:10).

A questão é: Havia perdido no Edem? Havia perdido no céu?

O que eu sei é que Ele veio buscar e salvar aqui no planeta.


Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 597
Idade : 68
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -40
Pontos de participação : 1420
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Washington Ruiz em Sex 16 Mar 2018, 21:06

Olá, Edison,

Vamos fazer assim: quando eu apresentar um argumento, mas não apresentar a passagem, me cobre, ok?
=
Sim, irmão, Jesus veio buscar na Terra os irmãos que tinham sido enganados no Céu (Lc 19.10), que foi o lugar onde esses seus irmãos se PERDERAM, posto que não existe outro lugar onde esses seus irmãos possam ter se perdido, não é? Ou será que há?
=
Quando Deus criou os 3/3 dos anjos, no quarto dia, no “haja luminares” (Gn 1.14), esses 3/3 de anjos que foram criados para serem irmãos de Jesus, que também foi criado, mas no primeiro dia, no "haja luz" (Gn 1.3), Deus, o Pai de todos, os colocou no Céu para conviverem juntos.

Quando Deus criou os 3/3 dos anjos, ele já sabia que 1/3 desses filhos iriam se “perder”, porém, 2/3 não iriam se perder, não iriam ser enganados pelo diabo, que também foi criado por Deus e que foi o enganador de todos esses 1/3 de irmãos de Jesus.

Aos 2/3 dos anjos que não pecaram, Deus os chamou (parabolicamente), de LUMINAR MAIOR, enquanto que os 1/3 que pecaram foram chamados de LUMINAR MENOR (Gn 1.16).
=
Agora, vou esperar que você me faça alguma pergunta sobre o que escrevi, pois, pela minha experiência, e já defendo essa interpretação a mais de 30 anos, 35 ou 36, para ser mais exato, todos, naquele tempo, quando eu defendia essa pregação ao vivo, sem auxilio de nenhum computador, que é como hoje atuo, pediam que eu voltasse a lhes explicar sobre os escritos de Gn 1.16).

Até mais!

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2344
Idade : 66
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 6036
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Edison em Sex 16 Mar 2018, 23:24

Washington Ruiz, você concorda comigo que o texto de Gen. 1:14-16 não nos dá base para entender que os luminares são anjos???
Isso é permitido apenas no campo das elucubrações.

O texto indica claramente que se trata do sol e da lua. São apenas dois luminares. Um para governar o dia e o outro para governar a noite.

O verso 16 diz que além deses dois luminares, Deus criou também as estrelas. Ora, as estrelas também são luminares e exceto o nosso sol, elas não iluminam a Terra.
Aliás, a lua é um luminar sem luz própria. A luz da lua (luminar menor) é a luz do sol (luminar maior). A lua reflete a luz do sol.
Tipologicamente o sol é Cristo e a lua é a Igreja. A Igreja reflete a Cristo. A Igreja não tem luz própria. A luz da Igreja é a Luz de Cristo, o Sol da Justiça.

A Bíblia as vezes associa estrelas a anjos ou a almas humanas (Jó 38:7, Apoc. 1:20).

Essa sua interpretação é subliminar demais.




Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 597
Idade : 68
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -40
Pontos de participação : 1420
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Washington Ruiz em Sab 17 Mar 2018, 11:01

Olá, Edison,

Você tem de entender, meu irmão, que os escritos de Deus têm sempre “escondido”, nas entrelinhas, o sentido PARABÓLICO, que é o sentido ESPIRITUAL, que é que é o foco da minha interpretação, mas, tudo bem.

Me permita, agora, fazer uma breve análise da interpretação que você aceita como verdadeira, interpretação essa que não é sua, mas CATÓLICA, posto que essa interpretação já existe desde o século IV, quando a católica foi fundada, muito antes da existência das igrejas evangélicas.

Segundo a sua visão, foram o sol e a lua que foram criados quando foi dito: HAJA LUMINARES, não foi? E mais, você disse que Jesus representa ser o sol e a igreja (católica ou evangélica? Não importa?) a lua, não é?

Ora, meu irmão, se assim fosse, se Jesus fosse o sol, mesmo que tenha sido “tipologicamente”, que foi como você disse, você (e a católica) estaria admitindo que Jesus foi criado, que é um entendimento que você mesmo não aceita, muito menos a católica.

Você tem de entender que NADA vindo da católica é verdadeiro, posto que está escrito que os católicos NADA SABEM (Is 45.20), por isso, como o nosso aprendizado foi formado sofrendo diversas influências católicas, temos de sempre duvidar de qualquer ensino vindo dessa igreja.
=
A minha interpretação, meu irmão, encontra FUNDAMENTO no que ESTÁ ESCRITO, pois está escrito que Deus, o Pai, é LUZ, que o Filho também é LUZ, e que Deus é o Pai das LUZES, quer dizer,

Eu interpreto, como você já sabe, que Jesus seja a LUZ criada no haja LUZ, por isso, assim como Deus foi chamado de LUZ (1Jo 1.5), então, que incoerência há em considerarmos que os filhos descendentes da LUZ também sejam considerados como LUZES? Afinal, está escrito, meu irmão, que Deus é o Pai das LUZES (Tg 1.17), não é?

Agora, que fundamento há em você dizer que JESUS seja o SOL ou a LUA seja a IGREJA? Quer dizer, essa interpretação católica, irmão, é que não tem apoio literal dos escritos de Deus, mas tudo bem.

Observe que a palavra LUMINAR é palavra DERIVADA da palavra LUZ, e se considerarmos que a palavra LUZ, de Gn 1.3, esteja se referindo à criação do primeiro filho da LUZ SUPREMA, que é Deus, que incoerência há em considerarmos também que quando foi dito: HAJA LUMINARES, estivessem sendo os criados os anjos, as outras luzes menores que a luz do Filho, que são os filhos menores que Jesus?

E agora, o que você tem a me dizer?

Tenha um bom fim-de-semana. Estou indo a uma festa de aniversário de meu bisneto, primeiro aninho, em um sitio campestre, distante da cidade.

Até mais!

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2344
Idade : 66
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 6036
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Edison em Sab 17 Mar 2018, 22:31

Washington Ruiz,

Washington Ruiz escreveu:Olá, Edison,

Você tem de entender, meu irmão, que os escritos de Deus têm sempre “escondido”, nas entrelinhas, o sentido PARABÓLICO, que é o sentido ESPIRITUAL, que é que é o foco da minha interpretação, mas, tudo bem.

Eu não sei se aqui neste forum tem alguém que crê mais que eu na tipologia bíblica. Eu inclusive costumo dizer que o Antigo Testamento é a foto original e o Novo Testamento é a mesma foto original porem revelada.
Nos que somos mais antiguinhos aqui no forum lembramos que não a muito tempo atrás tínhamos máquinas de fotografia. Tínhamos de comprar filmes, coloca-los na máquina, tirar as fotos e depois tínhamos que manda-las no laboratório fotográfico para submete-las à revelação.
Antes da revelação tínhamos apenas o negativo. O negativo nos apresentava apenas sombras. Não era possível ver nitidamente a imagem real da foto.
Não é exatamente isso o que Paulo dizia a respeito do Antigo Testamento?
Ele dizia que o AT eram sombras das coisas futuras (Col. 2:16-17, I Cor. 10:6, Heb. 8:5, 10:1, Rom. 1:20).


Me permita, agora, fazer uma breve análise da interpretação que você aceita como verdadeira, interpretação essa que não é sua, mas CATÓLICA, posto que essa interpretação já existe desde o século IV, quando a católica foi fundada, muito antes da existência das igrejas evangélicas.

A interpretação católica romana no Concílio de Niceia 325 DC foi que existe uma trindade de pessoas distintas na Divindade.


Segundo a sua visão, foram o sol e a lua que foram criados quando foi dito: HAJA LUMINARES, não foi?

Não é interpretação minha, é o que está escrito e explicado por Moisés.


E mais, você disse que Jesus representa ser o sol e a igreja (católica ou evangélica? Não importa?) a lua, não é?

Tipologicamente Cristo é o Sol e a Igreja é a Lua. A Lua não tem luz própria, ela reflete a luz do sol.

Saiba uma coisa; Quando eu digo Igreja, não estou me referindo a denominações protestantes ou católicas.

Lembre-se sempre. Só existem duas igrejas; Uma é a Igreja Verdadeira e a outra é a igreja falsa.

A Igreja Verdadeira é o Corpo Místico de Cristo composto de indivíduos. A igreja falsa é composta por organizações e seus membros.

A Igreja Verdadeira tem por esposo Cristo, a Palavra. A igreja falsa tem por esposo, credos, dogmas e organizações.

A Igreja verdadeira não é uma organização mas sim um Organismo.

Então a Igreja Verdadeira é tipo e a lua seu antitipo. Cristo é antitipo e o sol tipo.


Ora, meu irmão, se assim fosse, se Jesus fosse o sol, mesmo que tenha sido “tipologicamente”, que foi como você disse, você (e a católica) estaria admitindo que Jesus foi criado, que é um entendimento que você mesmo não aceita, muito menos a católica.

A luz foi criada e colocada nos luminares e estrelas.

Você confunde Cristo com Jesus. Cristo é Deus, Jesus é o Filho de Deus, o tabernáculo de carne onde habita Deus.


Você tem de entender que NADA vindo da católica é verdadeiro, posto que está escrito que os católicos NADA SABEM (Is 45.20), por isso, como o nosso aprendizado foi formado sofrendo diversas influências católicas, temos de sempre duvidar de qualquer ensino vindo dessa igreja.

A Bíblia diz que ela é a mãe das prostituições e abominações da terra (Apocalipse 17:5). É a grande meretriz que tem gerado todas as abominações da terra. Seu marido não é Cristo mas sim o anti Cristo.



A minha interpretação, meu irmão, encontra FUNDAMENTO no que ESTÁ ESCRITO, pois está escrito que Deus, o Pai, é LUZ, que o Filho também é LUZ, e que Deus é o Pai das LUZES, quer dizer,

Eu interpreto, como você já sabe, que Jesus seja a LUZ criada no haja LUZ, por isso, assim como Deus foi chamado de LUZ (1Jo 1.5), então, que incoerência há em considerarmos que os filhos descendentes da LUZ também sejam considerados como LUZES? Afinal, está escrito, meu irmão, que Deus é o Pai das LUZES (Tg 1.17), não é?

Cris to é Deus. Jesus é o filho de Deus.


Agora, que fundamento há em você dizer que JESUS seja o SOL ou a LUA seja a IGREJA? Quer dizer, essa interpretação católica, irmão, é que não tem apoio literal dos escritos de Deus, mas tudo bem.

A única luz que tem na Terra agora, ante o grito da meia noite "eis aí o Noivo saí-lhe ao encontro", é a luz que está com a Igreja refletindo a Luz de Cristo, a Palavra (Mat. 25:6-7).

A Igreja falsa não tem luz (Mat. 25:8-10).


Observe que a palavra LUMINAR é palavra DERIVADA da palavra LUZ, e se considerarmos que a palavra LUZ, de Gn 1.3, esteja se referindo à criação do primeiro filho da LUZ SUPREMA, que é Deus, que incoerência há em considerarmos também que quando foi dito: HAJA LUMINARES, estivessem sendo os criados os anjos, as outras luzes menores que a luz do Filho, que são os filhos menores que Jesus?

E agora, o que você tem a me dizer?

Tenha um bom fim-de-semana. Estou indo a uma festa de aniversário de meu bisneto, primeiro aninho, em um sitio campestre, distante da cidade.

Até mais!

Bem, é uma interpretação particular sua. Pode ser que haja algo de verdadeiro nisso, mas você não tem um "Assim Diz o Senhor" para isso.

Como já te disse, o homem foi criado em Gen. 1:26-27 e ali não faz referência nenhuma com luminar ou estrela, apesar (como já lhe disse) que a Bíblia em raras vezes associa o homem a estrela.
Mas ali na criação do homem, quando o homem é criado do nada (barah no hebraico - criar do nada), o homem é um espírito/alma. E sendo filho da Luz ele também é luz, vamos admitir. Mas isso acontece no sexto dia. ok?

O luminares (sol, lua e estrelas) são criados no quarto dia.

Um abraço.

(Você começou mais cedo que eu. Eu ainda não tenho bisneto(a). Tenho oito filhos e oito netos).

Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 597
Idade : 68
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -40
Pontos de participação : 1420
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Washington Ruiz em Seg 19 Mar 2018, 11:10

Olá, Edison,


Entendi que você, quando disse: “Eu inclusive costumo dizer que o Antigo Testamento é a foto origi-nal e o Novo Testamento é a mesma foto original porem revelada”, está considerando que os dois testamentos de Deus têm de ser pregados e obedecidos por todos, não é?

A minha obediência, porém, AMIGO, diferente da sua, é EXCLUSIVA aos ensinos do Evangelho de Jesus (só Cristo salva), pois creio que os que não conseguem se desligar da Lei de Moisés, são os que querem se considerar judeus sem ser judeus (Ap 3.9), mas tudo bem.
=
Acho que a nossa discipularidade tem de ser EXCLUSIVA a Jesus, e não simultânea a Jesus e a Moisés, isto é, assim como a obediência dos judeus foi exclusiva a Moisés, a nossa, que não somos judeus, mas gentios, tem de ser EXCLUSIVA a Jesus, ou será que Jesus não consegue nos salvar sem a ajuda de Moisés?

Os judeus (de Moisés até João) formaram o corpo da NOIVA de Moisés e nós, os gentios (de João até a consumação do século) estamos formando o corpo da NOIVA de Jesus, isto é, se uma mulher (noiva) aceita ter dois noivos, não pode ela ser fiel, mas prostituta.
=
Se você considera (aceita) que houve a criação do sol no HAJA LUMINARES, e crê que Jesus representa o SOL, então, meu irmão, você está dizendo que Jesus foi criado no haja luminares, quer dizer, com essa interpretação você, SEM PERCEBER, está dizendo que Jesus foi criado, trazido à existência.
=
Sim, só há duas igrejas, a fiel e a infiel. A fiel é, na minha visão, a que prega só o Evangelho, enquanto que a infiel, além do Evangelho também prega a lei.
=
Entendo que quando Deus disse: HAJA LUMINARES (ou estrelas), estava ele criando os 3/3 de seus filhos, os 3/3 dos anjos que foram colocados no Céu, mas não no céu estelar, que é como você pensa, mas no lugar espiritual, na morada de Deus e de Jesus.

Veja como interpreto os escritos de Gn 1.16:

E fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior (que são os 2/3 dos anjos que não se deixaram enganar pelo diabo) para governar o dia (para viverem eterna e ESPIRITUALMENTE, em corpos espirituais, não na Terra, mas no Céu), e o luminar menor (que são os 1/3 dos anjos que foram enganados pelo diabo) para governar a noite (para viverem eterna e MATERIALMENTE, não em corpos espirituais, mas em corpos físicos, nascidos de mulher, não no Céu, mas na Terra); e fez as estrelas (isto é, é aqui, nesses escritos (e fez as estrelas), que você tem de entender que os 3/3 dos anjos foram criados).

Os astros estelares, os planetas, as estrelas e as galáxias, foram criados no terceiro dia, que foi o dia em que Deus, fazendo acontecer o BIG-BANG, criou o nosso infinito universo material, universo físico.
=
Eu, diferente de você, entendo que Deus primeiro criou o homem irracional e depois o racional, que foi o que foi criado em Gn 1.26-27.

O homem irracional, na minha visão, foi criado igual a todos os animais irracionais, SEM ALMA, porém, quando Deus, falando com o Filho, disse: façamos o homem à nossa semelhança, foi que o homem adâmico (com alma) foi criado, mas isso é um outro assunto.

Até mais!
avatar
Vasuilvan
MODERADOR
MODERADOR

Status : no perfil, defina seu status.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 3283
Idade : 48
Cidade/Estado : BRASÍLIA
Religião : CRISTÄO
Igreja : ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA
País : BRASIL
Mensagens Curtidas : 151
Pontos de participação : 10712
Data de inscrição : 17/11/2011

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Vasuilvan em Seg 19 Mar 2018, 15:05


Edison diz:
Não é exatamente isso o que Paulo dizia a respeito do Antigo Testamento?
Ele dizia que o AT eram sombras das coisas futuras (Col. 2:16-17, I Cor. 10:6, Heb. 8:5, 10:1, Rom. 1:20).



Não irmão Edison. Esses textos não confirmam o que vc escreveu aqui.

Fica muito claro que muito do conteúdo dos livros do Antigo Testamento, apresentem sombras ou símbolos das coisas a serem reveladas, mas condiz com a ideia de que esse conjunto de livros seja essa sombra.
Esse conjunto de livros contém as sombras, mas não é as sombras.
avatar
Vasuilvan
MODERADOR
MODERADOR

Status : no perfil, defina seu status.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 3283
Idade : 48
Cidade/Estado : BRASÍLIA
Religião : CRISTÄO
Igreja : ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA
País : BRASIL
Mensagens Curtidas : 151
Pontos de participação : 10712
Data de inscrição : 17/11/2011

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Vasuilvan em Seg 19 Mar 2018, 15:11

Washington diz:

A minha obediência, porém, AMIGO, diferente da sua, é EXCLUSIVA aos ensinos do Evangelho de Jesus (só Cristo salva), pois creio que os que não conseguem se desligar da Lei de Moisés, são os que querem se considerar judeus sem ser judeus (Ap 3.9), mas tudo bem.
=
Acho que a nossa discipularidade tem de ser EXCLUSIVA a Jesus, e não simultânea a Jesus e a Moisés, isto é, assim como a obediência dos judeus foi exclusiva a Moisés, a nossa, que não somos judeus, mas gentios, tem de ser EXCLUSIVA a Jesus, ou será que Jesus não consegue nos salvar sem a ajuda de Moisés?

Os judeus (de Moisés até João) formaram o corpo da NOIVA de Moisés e nós, os gentios (de João até a consumação do século) estamos formando o corpo da NOIVA de Jesus, isto é, se uma mulher (noiva) aceita ter dois noivos, não pode ela ser fiel, mas prostituta.





Washington, com esse texto, estaria você defendendo a salvação dos judeus por meio de Moisés?
Havia salvação em Moisés?
Após s salvação teríamos duas equipes distintas?, uma formada pelos salvos de Moisés e outra formada pelos salvos de cristo?

Não seria Moisés, um mero portador da salvação operada por Cristo?, tendo como alvo da obediência, o cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo?


Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2344
Idade : 66
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 6036
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Edison em Seg 19 Mar 2018, 20:27

Washington Ruiz,

Washington Ruiz escreveu:Olá, Edison,


Entendi que você, quando disse: “Eu inclusive costumo dizer que o Antigo Testamento é a foto origi-nal e o Novo Testamento é a mesma foto original porem revelada”, está considerando que os dois testamentos de Deus têm de ser pregados e obedecidos por todos, não é?

A minha obediência, porém, AMIGO, diferente da sua, é EXCLUSIVA aos ensinos do Evangelho de Jesus (só Cristo salva), pois creio que os que não conseguem se desligar da Lei de Moisés, são os que querem se considerar judeus sem ser judeus (Ap 3.9), mas tudo bem.
=
Acho que a nossa discipularidade tem de ser EXCLUSIVA a Jesus, e não simultânea a Jesus e a Moisés, isto é, assim como a obediência dos judeus foi exclusiva a Moisés, a nossa, que não somos judeus, mas gentios, tem de ser EXCLUSIVA a Jesus, ou será que Jesus não consegue nos salvar sem a ajuda de Moisés?

Os judeus (de Moisés até João) formaram o corpo da NOIVA de Moisés e nós, os gentios (de João até a consumação do século) estamos formando o corpo da NOIVA de Jesus, isto é, se uma mulher (noiva) aceita ter dois noivos, não pode ela ser fiel, mas prostituta.


No AT, o que acontecia com um homem se cobiçasse uma mulher em seu coração?

No NT, o que acontece com você se você olhar para uma mulher e cobiça-la em seu coração? (Mat. 5:27).

A primeira situação é o negativo do pecado. A segunda situação é o mesmo pecado revelado.

A Lei saiu das tábuas de pedra e hoje está em tábuas de carne do nosso coração.

Tem como fazer tatuagem da Lei no nosso coração natural?

Então o que significa isso?

Significa que o mesmo Deus que escreveu a Lei de maneira natural (Ex 32:16) elevou-a e agora a escreveu em nossa alma.

E, depois da revelação agora temos a visão real da fotografia.

O Moisés trouxe o negativo. Jesus trouxe o negativo revelado.

Se no negativo dizia que tínhamos de guardar um sábado natural, o negativo revelado nos mostra que o Sábado Real é Cristo, o descanso para as nossas almas (Mat. 11:29).

O primeiro sábado era para o físico. o segundo Sábado é para a alma.



Se você considera (aceita) que houve a criação do sol no HAJA LUMINARES, e crê que Jesus representa o SOL, então, meu irmão, você está dizendo que Jesus foi criado no haja luminares, quer dizer, com essa interpretação você, SEM PERCEBER, está dizendo que Jesus foi criado, trazido à existência.

Vou repetir de novo (por isso penso que você não me lê integralmente).

Jesus tem início em Maria.

Cristo existe desde antes de tudo (Col. 1:17).

Os luminares, quer sejam maiores, menores, médios, redondos, quadrados, sem forma, com luz, sem luz própria e tudo o mais que você quiser, foi criado por Cristo. Cristo é Deus. Cristo é o Eterno.



Entendo que quando Deus disse: HAJA LUMINARES (ou estrelas), estava ele criando os 3/3 de seus filhos, os 3/3 dos anjos que foram colocados no Céu, mas não no céu estelar, que é como você pensa, mas no lugar espiritual, na morada de Deus e de Jesus.

Se há estrela natural há estrela espiritual. Há corpos celestes e corpos terrestres (I Cor. 15:40). É assim que creio. A Bíblia não dá mais detalhes e evito me basear em elucubrações.


Veja como interpreto os escritos de Gn 1.16:

E fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior (que são os 2/3 dos anjos que não se deixaram enganar pelo diabo) para governar o dia (para viverem eterna e ESPIRITUALMENTE, em corpos espirituais, não na Terra, mas no Céu), e o luminar menor (que são os 1/3 dos anjos que foram enganados pelo diabo) para governar a noite (para viverem eterna e MATERIALMENTE, não em corpos espirituais, mas em corpos físicos, nascidos de mulher, não no Céu, mas na Terra); e fez as estrelas (isto é, é aqui, nesses escritos (e fez as estrelas), que você tem de entender que os 3/3 dos anjos foram criados).

Os astros estelares, os planetas, as estrelas e as galáxias, foram criados no terceiro dia, que foi o dia em que Deus, fazendo acontecer o BIG-BANG, criou o nosso infinito universo material, universo físico.
=
Eu, diferente de você, entendo que Deus primeiro criou o homem irracional e depois o racional, que foi o que foi criado em Gn 1.26-27.

O homem irracional, na minha visão, foi criado igual a todos os animais irracionais, SEM ALMA, porém, quando Deus, falando com o Filho, disse: façamos o homem à nossa semelhança, foi que o homem adâmico (com alma) foi criado, mas isso é um outro assunto.

Até mais!

Pois é você crê em coisas que não estão na Palavra de Deus. E, de nada adianta sermos contra as denominações, as religiões, as crenças, etc., se não estivermos alinhados e alicerçados na Palavra de Deus.

Se você não entrar pelo Caminho do calvário, se você não morrer com Cristo no calvário, se você não branquear suas vestes no sangue remidor do calvário, se você não for sepultado com Cristo, não há ressurreição para a Vida Eterna para a sua alma.

A Vida Eterna que Deus coloca em cada um de nós, saiu de Jesus quando foi crucificado e seu sangue jorrou a Vida Eterna em direção a nós.

Essa é a grande mensagem do Evangelho.




Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 597
Idade : 68
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -40
Pontos de participação : 1420
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Washington Ruiz em Ter 20 Mar 2018, 13:23

Olá, Vasuilvan,

Sobre a sua pergunta: Havia salvação em Moisés?

Sim, meu irmão, HOUVE salvação em Moisés, isto é, todos os JUDEUS que nasceram durante o tempo de vigência da Lei de Moisés, que foi de Moisés até João, e que cumpriram fielmente o que lhes estava escrito, serão salvos por JESUS, no JULGAMENTO DE JUSTIFICAÇÃO, por essa EXCLUSIVA OBEDIÊNCIA, porém,

Hoje, a obediência que nos garante a salvação (tanto a nós, gentios, como aos judeus de hoje) não é mais a obediência exclusiva à Lei de Moisés, mas a OBEDIÊNCIA EXCLUSIVA AO EVANGELHO, à Lei de Cristo, que entrou em vigor depois que a Lei de Moisés perdeu a sua vigência, por isso,

Quem estiver em obediência simultânea aos dois testamentos de Deus, conforme a minha visão, que é como estão os irmãos católicos e evangélicos, de maneira nenhuma poderão merecer a sua justificação.

O que nos garante a salvação da ALMA é a nossa OBEDIÊNCIA, pois o que caracteriza a fé é a nossa obediência ao que nos estiver sendo mandado obedecer.

Como você acha que serão salvos ou condenados os que nasceram antes da Lei de Moisés? Pela obediência à Lei de Cristo (que é o Evangelho) ou pela obediência à Lei de Moisés? Eu lhe respondo: Por nenhuma dessas duas leis.

Não tem lógica nenhuma pensarmos que os que nasceram antes da EXISTÊNCIA da lei possam ser acusados de uma desobediência que eles não conheciam, por isso é que está escrito que todos os que pecaram sem lei sem lei perecerão (Rm 2.12), ou seja,

Os que nasceram antes da lei não serão julgados por Jesus nem pela obediência à Lei de Moisés nem pela obediência ao Evangelho, mas pela presciência de Deus, o Pai, posto que nenhum desses irmãos, nascidos nesses tempos, chegou a conhecer essas leis, aliás,

É isso que está escrito em Rm 2.12 (Assim, pois, todos os que pecaram sem lei também sem lei pere-cerão; e todos os que com lei pecaram mediante lei serão julgados).
=
Eu interpreto, irmão, que o único instrumento de salvação que está vigente, dos dois que Deus deu aos homens, seja o NOVO TESTAMENTO, pois a obediência à lei de Moisés de nada nos adianta, por isso,

Quem estiver considerando que os escritos da lei ainda têm de ser hoje obedecidos será considerado como em DESOBEDIÊNCIA a Deus, pois estará desobedecendo aos escritos de Cl 2.14, que rezam que temos de considerar cancelada de nossa obediência aqueles escritos, aliás,

Como imitadores de Cristo, também temos de cancelar da nossa obediência os escritos da lei de Moisés, que foi o que Jesus fez, lei essa que constava de ordenanças (Não matarás, não adulterarás, não....), lei essa que tem de ser removida completamente da nossa obediência (Cl 2.14) tendo cancelado o escrito da dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz).

Até mais!

Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 597
Idade : 68
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -40
Pontos de participação : 1420
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Washington Ruiz em Ter 20 Mar 2018, 13:28

Olá, Edison,

Pensamos diferentes, irmão.

Assim como você me acha em desobediência eu também o acho, mas espero que essa desavença não nos torne inimigos, ok?
=
Eu creio que o ser que devemos ter por Deus seja somente o Pai, que criou (trouxe à existência) o Filho, no primeiro dia, no HAJA LUZ, e criou (trouxe à existência) o Espírito Santo, que é um anjo, no quarto dia, no HAJA LUMINARES.

Creio também que o único instrumento de Deus que temos de nos subordinar a crer seja somente o Evangelho de Jesus, pois a Lei de Moisés não nos tem mais serventia nenhuma, não tem mais VALOR DE JUSTIFICAÇÃO.

Creio que simultaneidade de obediência aos dois testamentos é o que caracteriza o ADULTÉRIO ESPIRITUAL da noiva/igreja, por isso, considero que as igrejas católica/evangélicas estão sendo enganadas a crerem no ensino incorreto, que é a apostasia.

Até mais!

Conteúdo patrocinado

Re: Arrebatamento e segunda vinda; dois eventos distintos?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Qua 26 Set 2018, 08:41