F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Compartilhe

Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 6377
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Marcelo Almoedo em Seg 26 Jan 2015, 23:55

Boa noite


Rasabino em quem falou de FÉ nesse episódio. Note que você  indicou dois versos pelo qual Jesus afirma que tudo se cumpriria Nele o que está escrito na lei de Moisés, nos profetas e nos salmos.
diante disso, eu lhe perguntei: Agora você acredita que Ele cumpriu o que disse ou isso seria também um ato de fé? Se você acredita no Ele  diz, tente então comprovar ou validar esses as palavras (profecias) no Velho Testamento.
Rasabino
Agora, como você pode compreender as Escrituras se não consegue crer em Jesus? Sem Jesus é impossível compreendê-la!
Almoedo
Para você compreender Jesus no N.T.  você deve autenticar fonte de sua raiz pelo qual se originou, ou Ele não tem origem?
Rasabino escreveu
Os ateus são pessoas sem esperança, pois a esperança se define por:
O que maravilha de definição, isso quer dizer que todos os ateus vivem a vida toda em tédio profundo, ou ainda, uma pessoa para ter esperança é preciso ser religiosa. quer coisa não.
e vocês Cristãos têm a esperança de que no final do tempo:

Toda dor e sofrimento vai acabar para os justos

Todo malfeitor será punido, toda boa pessoa será recompensada


Aqueles que acreditam em Jesus ganhará um bilhete premiado só de ida para um lugar de felicidade eterna e irá se  reunir com os seus entes queridos e cantarão louvores por toda a eternidade e todos os demais por não acreditarem ou não concordarem, serão arrastado para o fogo eterno.


Isso é uma porrada de esperança Rasabino. Então os ateus têm menos esperança por que não acredita e nem concorda com essa pensamento rasabino?


 Rasabino, os ateus têm menos esperança do que os cristãos têm da mesma forma que os adultos têm menos esperança do que crianças na véspera de Natal. Os adultos sabem que presentes especiais não vêm de um homem alegre no céu com recursos infinitos. Tanto as criançinhas e os cristãos ainda não compreenderam isso.

Mas isso não significa que os ateus estão sem esperança. Significa apenas que nós esperamos para metas e objetivos mais realistas. Isso também significa que encarar a realidade de frente, descobrir como funciona a realidade, e usar esse conhecimento para melhorar a humanidade.

Dizer que a religião ajuda a moralizar a sociedade é o mesmo que dizer que é necessário o medo de um castigo eterno e a esperança de uma recompensa no céu para que as pessoas façam o que é certo. Sem religião, as sociedades, mais cedo ou mais tarde, se darão conta de que ética e moral se justificam por si mesmas e não devido a vagas crenças em coisas não comprovadas. Seus valores serão baseados na razão e, portanto, muito mais sólidos. Pelo contrário, crenças religiosas nos permitem atribuir aos desígnios de uma entidade abstrata e omnipotente os problemas que afligem o mundo e nos tiram assim a responsabilidade de resolvê-los.

Até mesmo grupos de chimpanzés e gorilas têm suas leis; sua inteligência, ainda que limitada, lhes permite reconhecer que, sem elas, a convivência não seria possível e o grupo se auto-destruiria. Alguns podem se perguntar como seríamos hoje sem ter tido a religião ao longo dos séculos. Uma coisa é certa: milhões de pessoas não teriam morrido na fogueira ou torturadas. Civilizações e suas culturas não teriam sido arrasadas por serem pagãs. A ciência não teria se estagnado por tanto tempo (e mesmo regredido) por medo da fogueira. As mulheres não teriam sido afastadas de uma participação ativa ao lado dos homens nem tratadas como simples reprodutoras. As contribuições da religião para o bem-estar e o progresso da sociedade foram, na verdade, obra de indivíduos e organizações mais do que o resultado de uma crença religiosa. Somando-se tudo, é possível que o resultado ainda seja mais negativo que positivo"Pense disso peloamordedeus


Pastor Almoedo

Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Número de Mensagens : 157
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Luiz da Rocha em Ter 27 Jan 2015, 11:50

Rasabino escreveu:Se Jó foi um profeta, como explicar o discurso deste profeta no capítulo 3?

Olá Rasabino, Paz e Graça!

Não sei se entendi bem o seu argumento em relação ao capítulo 3, da forma que entendi não veria nenhum impedimento para Jó ser um profeta pelo discurso neste capítulo, pelo contrário, ele estaria inclusive profetizando algo que também saiu da boca de Jeremias:

Maldito o dia em que nasci! Não seja bendito o dia em que me deu à luz minha mãe! Maldito o homem que deu as novas a meu pai, dizendo:Nasceu- te um filho!, alegrando- o com isso grandemente. Seja esse homem como as cidades que o SENHOR, sem ter compaixão, destruiu; ouça ele clamor pela manhã e ao meio- dia, alarido. Por que não me matou Deus no ventre materno? Por que minha mãe não foi minha sepultura? Ou não permaneceu grávida perpetuamente? Por que saí do ventre materno tão- somente para ver trabalho e tristeza e para que se consumam de vergonha os meus dias?
(Jeremias 20:14-18 Almeida RA)

Rasabino
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1266
Idade : 50
Cidade/Estado : Cianorte
Religião : não tem
Igreja : eu
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 14
Pontos de participação : 2761
Data de inscrição : 03/01/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Rasabino em Ter 27 Jan 2015, 12:23

Graça e Paz Luiz!

Uma das teologias existente acerca do livro de Jó é a da Bíblia de Jerusalém que sustenta que o livro é posterior a Jeremias e Ezequiel, ou seja, escrito em uma época posterior ao Exílio na Babilônia, considerando provável sua composição no início do séc. V A.C.
Se isto for certo, então está explicado o texto de Jó 3!

Rasabino
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1266
Idade : 50
Cidade/Estado : Cianorte
Religião : não tem
Igreja : eu
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 14
Pontos de participação : 2761
Data de inscrição : 03/01/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Rasabino em Ter 27 Jan 2015, 12:34

Boa tarde Marcelo, Graça e Paz irmão!
Marcelo Almoedo escreveu:Para você compreender Jesus no N.T.  você deve autenticar fonte de sua raiz pelo qual se originou, ou Ele não tem origem?

Marcelo, quando é que vc vai aceitar que existem dois caminhos na compreensão daquilo que aceitamos como verdadeiro:

Modo escriturístico > comprova-se por dedução e elucubração das passagens bíblicas

Modo iluminado (revelado)> não tem comprovação na escritura nem vem por raciocínio humano:

Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus. Mateus 16:15-17

Viu????? Não tem escritura!!!!!!!

Gostei do jornal para explicar a ausência de esperança nos ateus! Boa tentativa! Mas se você é um homem de esperança, seja grande ou pequena, então não és ateu, mas um homem de pouca ou de muita fé!  Wink
avatar
Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 157
Idade : 38
Cidade/Estado : Nenhum/Nenhum
Religião : Cristã
Igreja : 1 Timóteo 3:15
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 4
Pontos de participação : 228
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Luiz da Rocha em Ter 27 Jan 2015, 12:40

Graça, Paz e Discernimento Rasabino!

Eu já li sobre as hipoteses e datação dos Livros, em especial essa de Jó que você citou não faria sentido sem um trabalho árduo de desembaralho logístico , pois o mesmo é inclusive citado em Ezequiel 2 vezes:

ainda que estivessem no meio dela estes três homens, Noé, Daniel e , eles, pela sua justiça, salvariam apenas a sua própria vida, diz o SENHOR Deus. Se eu fizer passar pela terra bestas- feras, e elas a assolarem, que fique assolada, e ninguém possa passar por ela por causa das feras; tão certo como eu vivo, diz o SENHOR Deus, ainda que esses três homens estivessem no meio dela, não salvariam nem a seus filhos nem a suas filhas; só eles seriam salvos, e a terra seria assolada. Ou se eu fizer vir a espada sobre essa terra e disser:Espada, passa pela terra; e eu eliminar dela homens e animais, tão certo como eu vivo, diz o SENHOR Deus, ainda que esses três homens estivessem no meio dela, não salvariam nem a seus filhos nem a suas filhas; só eles seriam salvos. Ou se eu enviar a peste sobre essa terra e derramar o meu furor sobre ela com sangue, para eliminar dela homens e animais, tão certo como eu vivo, diz o SENHOR Deus, ainda que Noé, Daniel e estivessem no meio dela, não salvariam nem a seu filho nem a sua filha; pela sua justiça salvariam apenas a sua própria vida.
(Ezequiel 14:14-20 Almeida RA)

Em todo caso, não creio nas diversas datas lançadas pela academia para as Escrituras (pequenas alterações é outra história), e inclusive penso que o Livro de Jó possa ser o mais antigo (no sentido de ter sido escrito/contado antes de Moisés escrever o Pentateuco).

Você já leu sobre o cipher ("criptografia") do Pentateuco. A cade 7 letras no texto em Hebraico do Leviticus se repete uma letra do YHWH, por exemplo do Leviticus 1 (as letras estão entre ()):

וַ(יִּ)קְרָ֖א אֶל־מֹשֶׁ֑(ה) וַיְדַבֵּ֤ר יְה(וָ)ה֙ אֵלָ֔יו מֵאֹ֥(הֶ)ל מוֹעֵ֖ד לֵאמֹֽר׃

E do Genesis até Exodus, se repete uma letra da palavra Torah em Hebraico (que também é formada por 4 letras) a cada 49 letras. e De Números até Deuteronômio é repetida a palavra Torah porém ao contrário, ou seja, de Genesis a Exodus apontando para Leviticus e de Números a Deuteronômio apontando para Leviticus que é anterior e o livro do "centro" do Pentateuco.

É possível verificar isso no texto em hebraico. Não é nada simples criar um cipher desse tipo enquanto se conta uma história, e tudo feito a mão.

Rasabino
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1266
Idade : 50
Cidade/Estado : Cianorte
Religião : não tem
Igreja : eu
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 14
Pontos de participação : 2761
Data de inscrição : 03/01/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Rasabino em Ter 27 Jan 2015, 14:08

Luiz da Rocha escreveu:

Em todo caso, não creio nas diversas datas lançadas pela academia para as Escrituras (pequenas alterações é outra história), e inclusive penso que o Livro de Jó possa ser o mais antigo (no sentido de ter sido escrito/contado antes de Moisés escrever o Pentateuco).

Se isto for constatado, já pensou no furdúncio teológico e espiritual que causaria no meio cristão?

Seria o mesmo que suspeitar e descredibilizar do que Moisés escreveu! Como poderia, Deus ter revelado toda Gênesis a Moisés e não a Jó ou a seus descendentes, inclusive acerca de holocausto e sacrifícios? Onde está a genealogia de Jó?

Então respondeu Jó ao SENHOR, dizendo: Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido. Quem é este, que sem conhecimento encobre o conselho? Por isso relatei o que não entendia; coisas que para mim eram inescrutáveis, e que eu não entendia. Escuta-me, pois, e eu falarei; eu te perguntarei, e tu me ensinarás. Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem os meus olhos. Jó 42:1-5

Acaso houve quem visse o Senhor face a face e vivesse?
avatar
Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 157
Idade : 38
Cidade/Estado : Nenhum/Nenhum
Religião : Cristã
Igreja : 1 Timóteo 3:15
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 4
Pontos de participação : 228
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Luiz da Rocha em Ter 27 Jan 2015, 14:54

Rasabino escreveu:Acaso houve quem visse o Senhor face a face e vivesse?

O Senhor sim, vários viram de acordo com a Bíblia, como Adão, Abraão, Jacó, Jó, outros profetas listados na Bíblia... 

Àquele lugar chamou Jacó Peniel, pois disse: Vi a Deus face a face, e a minha vida foi salva.
(Genesis 32:30 Almeida RA)

Então, disse eu: ai de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros, habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos!
(Isaías 6:5 Almeida RA)

Porém o PAI, apenas o Filho:

Não que alguém tenha visto o Pai, salvo aquele que vem de Deus; este o tem visto.
(João 6:46 Almeida RA)


A revelação da face do SENHOR me parece distinta entre aqueles que estão sob a fé e sob a lei, onde existe um véu. O mesmo que Moisés utilizou ao descer do Sinai, e ninguém viu ao seu rosto que refletia a Glória do Senhor, diretamente. 

Sobre a revelação de Moisés, toda a Genesis já havia sido revelada, Noé e outros patriarcas sabiam, alguns viveram o Genesis. A Lei de Deus sempre existiu, pois onde não há lei não haveria pecado, e sabemos que até Caim pecou. Não só isso, a revelação a Moisés como é explicada no Êxodo vem por uma necessidade de esquecimento, pois o povo não conhecia mais o caminho de Deus, por isso Deus os ensinou no Caminho para o Sinai. 

Lembrando ainda, que os sacrifícios claramente já estavam estabelecidos no Livro de Jó (assim como no tempo de Caim e Abel):

Tomai, pois, sete novilhos e sete carneiros, e ide ao meu servo Jó, e oferecei holocaustos por vós.
(Jó 42:8 Almeida RA)

E poderia ter Moisés escrito sobre Jó, sobre tradição oral, uma história que teria antecedido a ele mesmo. Nada de errado ou incoerente nisso, ou mesmo ter mantido um livro (assim como outros citados na Bíblia que se perderam) que já havia e já existia. 

Sobre Genealogia, porque isso importa para Jó?

nem se ocupem com fábulas e genealogias sem fim, que, antes, promovem discussões do que o serviço de Deus, na fé.
(1 Timóteo 1:4 Almeida RA)


Evita discussões insensatas, genealogias, contendas e debates sobre a lei; porque não têm utilidade e são fúteis.
(Tito 3:9 Almeida RA)

Cadê a Genealogia de Melquizedeque?

De acordo com a Bíblia, Jó provavelmente viveu em um período anterior a Abraão, ou cruzou em parte com o período de Vida de Abraão, quando o tempo de vida do homem estava diminuindo e Abraão viveu 180 anos. Mas Jó viveu 140 anos depois do seu infortúnio, provavelmente tendo vivido 280 anos, já que o Livro faz referência a outra parte da vida de Jó. Moisés em comparação viveu 120 anos.

Depois disto, viveu Jó cento e quarenta anos; e viu a seus filhos e aos filhos de seus filhos, até à quarta geração.
(Jó 42:16 Almeida RA)

Assim, abençoou o SENHOR o último estado de Jó mais do que o primeiro;
(Jó 42:12 Almeida RA)

Rasabino
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1266
Idade : 50
Cidade/Estado : Cianorte
Religião : não tem
Igreja : eu
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 14
Pontos de participação : 2761
Data de inscrição : 03/01/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Rasabino em Ter 27 Jan 2015, 17:51

Luiz da Rocha escreveu:
Sobre a revelação de Moisés, toda a Genesis já havia sido revelada, Noé e outros patriarcas sabiam, alguns viveram o Genesis. A Lei de Deus sempre existiu, pois onde não há lei não haveria pecado, e sabemos que até Caim pecou. Não só isso, a revelação a Moisés como é explicada no Êxodo vem por uma necessidade de esquecimento, pois o povo não conhecia mais o caminho de Deus, por isso Deus os ensinou no Caminho para o Sinai. 

Como assim "A Lei de Deus sempre existiu"?

Porque até à lei estava o pecado no mundo, mas o pecado não é imputado, não havendo lei. No entanto, a morte reinou desde Adão até Moisés, até sobre aqueles que não tinham pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual é a figura daquele que havia de vir. Romanos 5:13-14

Segundo meu entendimento, não havia nenhuma Lei depois do Éden até Moisés, assim os pecados cometidos neste período não poderiam ser imputados a ninguém, no entanto, mesmo sem a imputação do pecado a morte reinava (por causa da ausência de Lei),  ou seja, aprisionava-os em cativeiro.

Uma coisa é o Espírito de Deus a convencer (contender) os homens acerca da maldade, outra é Deus estabelecer uma Lei:

Então disse o Senhor: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem; porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos...E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente. Gênesis 6:3; 5

Luiz da Rocha escreveu:Lembrando ainda, que os sacrifícios claramente já estavam estabelecidos no Livro de Jó (assim como no tempo de Caim e Abel)

Os sacrifícios não eram uma ordenança estabelecida, mas uma consciência reta acerca do mal (lembre-se que ele se "desvia do mal):

Sucedia, pois, que, decorrido o turno de dias de seus banquetes, enviava Jó, e os santificava, e se levantava de madrugada, e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles; porque dizia Jó: Porventura pecaram meus filhos, e amaldiçoaram a Deus no seu coração. Assim fazia Jó continuamente. Jó 1:5

Luiz da Rocha escreveu:E poderia ter Moisés escrito sobre Jó, sobre tradição oral, uma história que teria antecedido a ele mesmo. Nada de errado ou incoerente nisso, ou mesmo ter mantido um livro (assim como outros citados na Bíblia que se perderam) que já havia e já existia.

Esta é a resposta mais plausível até o momento, poderia considerá-la como a melhor explicação para o conteúdo do Livro de Jó.

Luiz da Rocha escreveu:Sobre Genealogia, porque isso importa para Jó?

Porque estou inclinado a acreditar que Jó não é uma pessoa, mas uma teofania, o que depois tenho que descartar porque as teofanias surgem sem início de dias e fim de dias, o que não acontece com Jó, o qual é relatado a sua morte! Portanto, uma genealogia dele nas escrituras poderia atestar a sua historiologia.


Luiz da Rocha escreveu:Evita discussões insensatas, genealogias, contendas e debates sobre a lei; porque não têm utilidade e são fúteis.(Tito 3:9 Almeida RA)

Infelizmente nenhum debatedor (forista) leva a pé da letra todo o versículo, inclusive eu!  Sad

Luiz da Rocha escreveu:Cadê a Genealogia de Melquizedeque?

Teofania!

Luiz da Rocha escreveu:De acordo com a Bíblia, Jó provavelmente viveu em um período anterior a Abraão, ou cruzou em parte com o período de Vida de Abraão, quando o tempo de vida do homem estava diminuindo e Abraão viveu 180 anos. Mas Jó viveu 140 anos depois do seu infortúnio, provavelmente tendo vivido 280 anos, já que o Livro faz referência a outra parte da vida de Jó. Moisés em comparação viveu 120 anos.

Acho difícil devido ao texto de Gênesis 6:3.

Para mim, o Livro em si é uma alegoria, que pode figurar a vida de Moisés, ou de Cristo, ou de qualquer um que tenha passado pela necessidade de saber que a Fé em Deus não exclui  na vida os infortúnios nem os reveses. Jesus disse que no mundo "tereis aflições"! O salmista tb afirma que "muitas são as aflições do justo" e Pedro conclui:

Em que vós grandemente vos alegrais, ainda que agora importa, sendo necessário, que estejais por um pouco contristados com várias tentações, para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória, na revelação de Jesus Cristo...1 Pedro 1:6-7

Creio que o autor do livro foi muito sábio em combater o que se ensinava na época, qual seja, a doutrina da obediência recompensada com seguro contra maldições!
avatar
Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 157
Idade : 38
Cidade/Estado : Nenhum/Nenhum
Religião : Cristã
Igreja : 1 Timóteo 3:15
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 4
Pontos de participação : 228
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Luiz da Rocha em Ter 27 Jan 2015, 21:21

Rasabino escreveu:
Como assim "A Lei de Deus sempre existiu"?

Porque até à lei estava o pecado no mundo, mas o pecado não é imputado, não havendo lei. No entanto, a morte reinou desde Adão até Moisés, até sobre aqueles que não tinham pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual é a figura daquele que havia de vir. Romanos 5:13-14

Segundo meu entendimento, não havia nenhuma Lei depois do Éden até Moisés, assim os pecados cometidos neste período não poderiam ser imputados a ninguém, no entanto, mesmo sem a imputação do pecado a morte reinava (por causa da ausência de Lei),  ou seja, aprisionava-os em cativeiro.

Leia atentamente o que Paulo fala. Ele diz que não existe pecado imputado sem lei. E ainda diz que o pecado era diferente do pecado cometido por Adão, ainda assim era um pecado, uma transgressão de alguma outra regra, Lei. Da mesma forma João conclui:

Todo aquele que pratica o pecado também transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei.
(1 João 3:4 Almeida RA)


Toda injustiça é pecado, e há pecado não para morte.
(1 João 5:17 Almeida RA)


Portanto só haveria pecado a ser imputado se existisse uma lei, e por isso podemos concluir que havia Lei desde o princípio:


não segundo Caim, que era do Maligno e assassinou a seu irmão; e por que o assassinou? Porque as suas obras eram más, e as de seu irmão, justas.
(1 João 3:12 Almeida RA)


Injustiça, claramente procede de justiça, que é regida por uma Lei moral. Transgressão da Lei é uma injustiça. 

Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo.
(Genesis 4:7 Almeida RA)


E Caim quando cometeu o pecado, este lhe foi imputado:


És agora, pois, maldito por sobre a terra, cuja boca se abriu para receber de tuas mãos o sangue de teu irmão. Quando lavrares o solo, não te dará ele a sua força; serás fugitivo e errante pela terra. Então, disse Caim ao SENHOR: É tamanho o meu castigo, que já não posso suportá-lo.
(Genesis 4:11-13 Almeida RA)


O pecado também foi imputado contra Sodoma e Gomorra:

Ora, os homens de Sodoma eram maus e grandes pecadores contra o SENHOR.
(Genesis 13:13 Almeida RA)

 e várias outras vezes o mundo mostra conhecimento da transgressão de uma Lei:

Porém o SENHOR puniu Faraó e a sua casa com grandes pragas, por causa de Sarai, mulher de Abrão. Chamou, pois, Faraó a Abrão e lhe disse: Que é isso que me fizeste? Por que não me disseste que era ela tua mulher? E me disseste ser tua irmã? Por isso, a tomei para ser minha mulher. Agora, pois, eis a tua mulher, toma-a e vai-te.
(Genesis 12:17-19 Almeida RA)


Deus, porém, apareceu a Abimeleque em sonhos, de noite, e disse-lhe: Eis que vais morrer por causa da mulher que tomaste, porque ela tem marido.  Ora, Abimeleque ainda não se havia chegado a ela; perguntou, pois: Senhor, matarás, porventura, também a uma nação justa?  Não me disse ele mesmo: É minha irmã? E ela, também ela disse: Ele é meu irmão; na sinceridade do meu coração e na inocência das minhas mãos, fiz isto.  Respondeu-lhe Deus em sonhos:Sim, eu sei que, na sinceridade do teu coração, fizeste isto, também eu te impedi de pecar contra mim; por isso, não te permiti tocá.
(Genesis 20:3-6 TB 1917)


E ainda é afirmado no Genesis, que Abraão obedeceu a Lei de Deus:


Tornarei seus descendentes tão numerosos como as estrelas do céu e lhes darei todas estas terras; e por meio da sua descendência todos os povos da terra serão abençoados, porque Abraão me obedeceu e guardou meus preceitos, meus mandamentos, meus decretos e minhas leis
(Genesis 26:4-5 NVI)


Porém aqui eu entendo como sendo a Lei no Coração de Abraão, que cumpriu pela Fé:

Se, pois, a incircuncisão observa os preceitos da lei, não será ela, porventura, considerada como circuncisão? E, se aquele que é incircunciso por natureza cumpre a lei, certamente, ele te julgará a ti, que, não obstante a letra e a circuncisão, és transgressor da lei. Porque não é judeu quem o é apenas exteriormente, nem é circuncisão a que é somente na carne. Porém judeu é aquele que o é interiormente, e circuncisão, a que é do coração, no espírito, não segundo a letra, e cujo louvor não procede dos homens, mas de Deus.
(Romanos 2:26-29 Almeida RA)


Rasabino escreveu:Os sacrifícios não eram uma ordenança estabelecida, mas uma consciência reta acerca do mal (lembre-se que ele se "desvia do mal):

Rasabino, não te parece que Jó oferecia sacrifícios para que os pecados dos filhos fossem perdoados e não lhes fosse imputados? Lemos que o sangue inocente era necessário para expiar o pecado, e assim julgou Deus, não foi invenção dos homens que Deus aceitou até porque ninguém pode ensinar a Deus:

Acaso, alguém ensinará ciência a Deus, a ele que julga os que estão nos céus?
(Jó 21:22 Almeida RA)


Com quem tomou ele conselho, para que lhe desse compreensão? Quem o instruiu na vereda do juízo, e lhe ensinou sabedoria, e lhe mostrou o caminho de entendimento?
(Isaías 40:14 Almeida RA)


Quem, pois, conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi o seu conselheiro? Ou quem primeiro deu a ele para que lhe venha a ser restituído?
(Romanos 11:34-35 Almeida RA)


Pelo que nem a primeira aliança foi sancionada sem sangue; porque, havendo Moisés proclamado todos os mandamentos segundo a lei a todo o povo, tomou o sangue dos bezerros e dos bodes, com água, e lã tinta de escarlate, e hissopo e aspergiu não só o próprio livro, como também sobre todo o povo, dizendo:Este é o sangue da aliança, a qual Deus prescreveu para vós outros. Igualmente também aspergiu com sangue o tabernáculo e todos os utensílios do serviço sagrado. Com efeito, quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e, sem derramamento de sangue, não há remissão.
(Hebreus 9:18-22 Almeida RA)


Justamente por isso Abel teria sido justificado no seu arrependimento, ao contrário de Caim.

Rasabino escreveu:Porque estou inclinado a acreditar que Jó não é uma pessoa, mas uma teofania, o que depois tenho que descartar porque as teofanias surgem sem início de dias e fim de dias, o que não acontece com Jó, o qual é relatado a sua morte! Portanto, uma genealogia dele nas escrituras poderia atestar a sua historiologia.

É interessante reparar que genealogia tem uma função na Bíblia de levar até Cristo e só é exposta quando a mesma é relativa a Israel, ao povo de Deus, desde Noé. Por exemplo, não temos a Genealogia de Tamar, de Raabe, outros estrangeiros e nem de Daniel.

Rasabino escreveu:Acho difícil devido ao texto de Gênesis 6:3.

Todos os dias de Noé foram novecentos e cinqüenta anos; e morreu.
(Genesis 9:29 Almeida RA)


Foram os dias da vida de Abraão cento e setenta e cinco anos.
(Genesis 25:7 Almeida RA)


Foram os dias de Isaque cento e oitenta anos.
(Genesis 35:28 Almeida RA)


Jacó viveu na terra do Egito dezessete anos; de sorte que os dias de Jacó, os anos da sua vida, foram cento e quarenta e sete.
(Genesis 47:28 Almeida RA)


Morreu José da idade de cento e dez anos; embalsamaram-no e o puseram num caixão no Egito.
(Genesis 50:26 Almeida RA)


Tinha Moisés a idade de cento e vinte anos quando morreu; não se lhe escureceram os olhos, nem se lhe abateu o vigor.
(Deuteronômio 34:7 Almeida RA)


Entendo que foi diminuindo a idade do homem até o Egito, até José/Moisés, onde ocorreu o Êxodo. E a passagem de Genesis 6:3 ainda faz referência a uma outra profecia que era a do próprio Dilúvio, Deus teria dito aquilo, exatamente 120 anos antes do dilúvio acontecer. Sendo assim duplamente profética.

 Fique na Paz de Jesus!
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 11674
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Marcelo Almoedo em Ter 27 Jan 2015, 22:39

Boa noite

Rasabino
Marcelo Almoedo
escreveu:Para você compreender Jesus no N.T.  você deve autenticar fonte de sua raiz pelo qual se originou, ou Ele não tem origem?
Rasabino
Marcelo, quando é que vc vai aceitar que existem dois caminhos na compreensão daquilo que aceitamos como verdadeiro:

Modo escriturístico > comprova-se por dedução e elucubração das passagens bíblicas
Modo iluminado (revelado)> não tem comprovação na escritura nem vem por raciocínio humano
Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus. Mateus 16:15-17
E quando você irá entender que tua salvação depende do discernimento deste livro 
Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedidoJosué 1:08
Rasabino
Viu????? Não tem escritura!!!!!!!
Viu????? Tem sim Escritura, só que você não quer ver e nem lê.
Gostei do jornal para explicar a ausência de esperança nos ateus! Boa tentativa! Mas se você é um homem de esperança, seja grande ou pequena, então não és ateu, mas um homem de pouca ou de muita fé!  
As vezes me empolgo e os texto ficam um pouco extensos. Voltanto ao assunto. Eu não coloco a minha esperança em um ser mitologico, eu coloco esperança em mim mesmo. Eu acredito que eu faço meus próprios sucessos e minhas próprias tragédias. Eu também sou uma pessoa muito positiva, tenho valores  morais, e como eu já disse esperança. Você não precisa de religião, para isso, você só precisa de uma boa cabeça em seus ombros. Ah simEu não perdi a minha esperança, simplesmente transferir de Deus para a profissão médica e quando eu preciso dela, geralmente encontro pessoas de Fé da Assembleia de Deus. Universal, Batista, Mórmons, Espirita, macumbeiro, Católico, Adventista todos tendo esperança em um médico, em uma receita e uma bula.

Pastor Almoedo
avatar
Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 157
Idade : 38
Cidade/Estado : Nenhum/Nenhum
Religião : Cristã
Igreja : 1 Timóteo 3:15
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 4
Pontos de participação : 228
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Luiz da Rocha em Qua 28 Jan 2015, 00:55

Marcelo Almoedo escreveu:Você não precisa de religião, para isso, você só precisa de uma boa cabeça em seus ombros. Ah simEu não perdi a minha esperança, simplesmente transferir de Deus para a profissão médica e quando eu preciso dela, geralmente encontro pessoas de Fé da Assembleia de Deus. Universal, Batista, Mórmons, Espirita, macumbeiro, Católico, Adventista todos tendo esperança em um médico, em uma receita e uma bula.

Pastor Almoedo

Vós, porém, besuntais a verdade com mentiras e vós todos sois médicos que não valem nada
(Jó 13:4 Almeida RA)


Será que os médicos conseguem salvar a sua alma?
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 11674
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Marcelo Almoedo em Qua 28 Jan 2015, 01:12

E quem te disse que você tem  alguma "Alma"
avatar
Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 157
Idade : 38
Cidade/Estado : Nenhum/Nenhum
Religião : Cristã
Igreja : 1 Timóteo 3:15
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 4
Pontos de participação : 228
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Luiz da Rocha em Qua 28 Jan 2015, 01:17

Você está falando de mim ou de você, pois eu perguntei se a "sua alma" seria salva...

Você não tem alma então? Esses médicos conseguem pelo menos salvar você de ficar doente (e quantos rituais você tem que cumprir para isso?), e realmente curar você das doenças que você já tem (quais os rituais também)? Ou é uma religião tão fraca que nem isso faz? Parece que o carro chefe é analgésico, mas isso é tão antigo, tão antigo, que é anterior a própria medicina...
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 11674
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Marcelo Almoedo em Qua 28 Jan 2015, 01:30

E Eu estou a lhe perguntar: E quem te disse que tenho alguma alma ou você.......... assim tá bom.
avatar
Célio Saldanha
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : asetimatrombeta.blogspot.com
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 781
Idade : 46
Cidade/Estado : Brasília-DF
Religião : cristão
Igreja : Tabernáculo de Cristo
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -56
Pontos de participação : 878
Data de inscrição : 02/07/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Célio Saldanha em Qua 28 Jan 2015, 13:40

Se não é uma ALMA então talvez seja uma "alma penada"!! Razz Razz Razz

Um assunto tão importante, com um debate tão maduro e o Almoedo jogando areia.. jocolor

Eu já alertei.. quando o doutor falar que não pode fazer mais nada, tudo que vai te restar é correr atrás de crente.. acorda!! Quem procura medicina é por não ter o conhecimento de Deus:

E, no ano trinta e nove do seu reinado, Asa caiu doente de seus pés, a sua doença era em extremo grave; contudo, na sua enfermidade, não buscou ao Senhor, mas antes os médicos.
E Asa dormiu com seus pais; e morreu no ano quarenta e um do seu reinado.

2 Crônicas 16:12-13

Confia em Deus e Ele te guia até o médico certo, para que o ímpio seja envergonhado. Confia nos médicos e o diabo te levará ao doutor picareta, que vai aumentar mais um pouquinho da sua dor.

Sabe aquele paciente incrédulo que estava na UTI e deu uma respirada profunda? Pois é, a família disse que ia viver, pois confiava nos médicos.. mas no outro dia, morreu!!

Sabe aquele leproso que morreu? Ressuscitou no quarto dia!! Sabe aquele cego de Jericó? Está vendo tudo.. se antes quando era cego já enxergava mais longe dos que tem visão, com os olhos abertos então, nem se fala!!
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 11674
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Marcelo Almoedo em Qua 28 Jan 2015, 16:01

Boa tarde


Celio
Se não é uma ALMA então talvez seja uma "alma penada"!!    
Quer dizer que, na sua opinião para ter alma tem que acreditar no seu deus? Mas, você já viu alguma alma? para considerá o seu sarcasmo eu teria que ter as respostas a essas perguntas abaixo 

Inserto tem alma? baleia tem alma? palhaço tem alma? veado tem alma? Cristão tem alma? Bactéria tem alma? Budista tem alma? Muçulmano tem alma? Hinduista tem alma? 

Eu não sei, ninguém nunca provou que um religioso ou qualquer bicho tem alguma alma, só se tem aquilo que se pode provar, 
Um assunto tão importante, com um debate tão maduro e o Almoedo jogando areia.. 
Tem que está maduro ao extremo para se acreditar numa historia horripilante dessa,  que,  por capricho de um deus alguém se lasca e perde tudo inclusive seus 10 filhos, e tem neguinho que toma isso como uma lição de vida e de perseverânça.

Eu já alertei.. quando o doutor falar que não pode fazer mais nada, tudo que vai te restar é correr atrás de crente.. acorda!! Quem procura medicina é por não ter o conhecimento de Deus:
Se pastor acreditasse nisso, não teria plano de saúde. E falar em plano de saúde, você tem algum?


Caso um dia venha acontecer de você receber um parecer médicos, cujo o resultado seja o mesmo diagnóticos de vários. Não tem jeito, você vai morrer nesse tempo determinado ou procurar o todo Poderoso Thor ou no minimo procurar o padrinho Cicero do Juazeiro do Norte. 
E, no ano trinta e nove do seu reinado, Asa caiu doente de seus pés, a sua doença era em extremo grave; contudo, na sua enfermidade, não buscou ao Senhor, mas antes os médicos.
E Asa dormiu com seus pais; e morreu no ano quarenta e um do seu reinado.

2 Crônicas 16:12-13
Impressionante como tem cristão metido a besta que extraí  versículo e isola para dar sentido o que lhe convém. Já estou cansado de dizer que e texto sem contexto é a arma do engodo..Vamos a explicação do contexto.
2 Crônicas 16:10-11 <> Porém Asa se indignou contra o vidente, e lançou-o na casa do tronco; porque estava enfurecido contra ele, por causa disto; também Asa, no mesmo tempo, oprimiu a alguns do povo. E eis que os atos de Asa, tanto os primeiros, como os últimos, estão escritos no livro dos reis de Judá e Israel. 
O rei Aza não procurou seu Deus porque ele tinha açoitado os seus profetas. Aza estava irado contra Deus e por isso morreu. Vai estudar a tua bíblia, para não passar por vergonha diante de um Ateu. 
Confia em Deus e Ele te guia até o médico certo, para que o ímpio seja envergonhado. Confia nos médicos e o diabo te levará ao doutor picareta, que vai aumentar mais um pouquinho da sua dor.
Sabe aquele paciente incrédulo que estava na UTI e deu uma respirada profunda? Pois é, a família disse que ia viver, pois confiava nos médicos.. mas no outro dia, morreu!!

Sabe aquele leproso que morreu? Ressuscitou no quarto dia!! Sabe aquele cego de Jericó? Está vendo tudo.. se antes quando era cego já enxergava mais longe dos que tem visão, com os olhos abertos então, nem se fala!!
Marcos 16:17-18 E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porãoas mãos sobre os enfermos, e os curarão.
Tiago 5:15-16 E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.
Mateus 21:22 E, tudo o que pedirdes em oração, crendo, o recebereis.

Se qualquer uma das promessas bíblicas absurdas acima fosse verdade não haveria absolutamente nenhuma necessidade para qualquer hospital, medicina, médico, enfermeiro, etc...e, por sua própria existência prova fortemente a falácia bíblica da cura pela fé não é nada mas uma antiga superstição ignorante.

Pastor Almoedo
avatar
Célio Saldanha
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : asetimatrombeta.blogspot.com
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 781
Idade : 46
Cidade/Estado : Brasília-DF
Religião : cristão
Igreja : Tabernáculo de Cristo
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -56
Pontos de participação : 878
Data de inscrição : 02/07/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Célio Saldanha em Qua 28 Jan 2015, 16:20

Só falar ou provar não é suficiente, pois Jesus disse na parábola do jovem rico e Lázaro:

Pois tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de que não venham também para este lugar de tormento.
Disse-lhe Abraão: Têm Moisés e os profetas; ouçam-nos.
E disse ele: Não, pai Abraão; mas, se algum dentre os mortos fosse ter com eles, arrepender-se-iam.
Porém, Abraão lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que algum dos mortos ressuscite.

Lucas 16:28-31

O caso específico de Jó é um relato histórico onde no tempo presente um cristão não perde a sua fé, mesmo diante das adversidades. É uma amostra que diferencia entre os que servem a Deus e os que não servem. O crente manufaturado e o incrédulo até tenta provar um pouquinho de Deus, mas na hora do aperto se entrega. Pior ainda é quando o elemento nem tem a fé provada e já murmura..

Bispo Célio

Conteúdo patrocinado

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Dom 15 Jul 2018, 16:32