F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Compartilhe

Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Número de Mensagens : 157
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Luiz da Rocha em Sab 03 Jan 2015, 19:52

Prof. Azenilto G. Brito escreveu:Primeiro, que os judeus NÃO SEGUEM CALENDÁRIO GREGORIANO NENHUM, e sim o seu tradicional calendário religioso, em que o sábado COINCIDE com o do calendário gregoriano, e é isso que importa. 

Prof. Azenilto, o Sábado que os judeus seguem não é o sábado verdadeiro do calendário lunar Bíblico (inclusive já demonstrado por citações Bíblicas) e sim o sábado civil do calendário gregoriano (que inclusive eles chamam de pagão). Da própria Wikipedia sobre o Sábado:

It should be pointed out that true Sabbath can not be observed on the pagan solar calendar in use today because true Sabbath fell on a Hebrew Lunar calendar of 13 months with exactly four weeks each month.

TRADUZINDO: Deve ser notado que não se consegue observar o verdadeiro Sábado no atual calendário solar pagão em uso, porque o verdadeiro Sábado dependia do calendário Lunar Hebreu de 13 meses, cada mês contendo exatamente 4 semanas.

FONTE: http://en.wikipedia.org/wiki/Sabbath

Agora, nenhuma das perguntas que eu lhe fiz, Prof. Azenilto, eu obtive resposta. Parece que guardam o Sábado tão bem que até como guardam o Sábado eles guardam muito bem.

Que Deus guarde a todos aqui em Sua paz e que este debate seja edificante!

Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Número de Mensagens : 652
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Sab 03 Jan 2015, 21:27

Olá, Luiz da Rocha. Acaso a Wilipedia é uma fonte plenamente segura de informação? Tem certeza?


Não soube me explicar ONDE e QUANDO exatamente os judeus perderam o seu calendário para acatar o "pagão". Na verdade, ninguém nega que o calendário judaico seja lunar. Já estou cansado de saber disso. Tanto que o desajuste de cômputo de dias, por causa disso, leva a um 13o. mês de tempos em tempos.


Os meses do calendário em uso pelos judeus, HÁ MILÊNIOS, é o seguinte:


Mês   Nome                 Equivalente ocidental



1       Nisã (ou Abibe)        março-abril


2       Iar (ou Zive)            abril-maio


3       Sivã                       maio-junho


4       Tamuz                    junho-julho


5       Abe                        julho-agosto


6       Elul                        agosto-setembro


7       Tisri (ou Etanim)       setembro-outubro


8       Marquesvã (ou Bul)   outubro-novembro



9       Quisleu                    novembro-dezembro


10     Tebete                    dezembro-janeiro


11     Sebate                    janeiro-fevereiro


12     Adar                       feveiro-março


13     Adar-Sheni              mês suplementar


Assim, há um 13o. mês periodicamente, o que não altera em absoluto a sequência dos dias na semana, assim como nossos anos bissextos acrescentam um dia em fevereiro, mas domingo continua domingo, segunda-feira, terça-feira, quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira, SÁBADO continuam ocupando o mesmo espaço de tempo, na mesma sequência de anos não-bissextos. Isso explica por que o dia de sábado dos judeus é o MESMÍSSIMO do que cai no calendário cristão. E sei disso, não por consulta à Wikipedia, mas por ter passado 10 dias em Israel em maio passado.

.
avatar
Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 157
Idade : 37
Cidade/Estado : Nenhum/Nenhum
Religião : Cristã
Igreja : 1 Timóteo 3:15
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 4
Pontos de participação : 228
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Luiz da Rocha em Sab 03 Jan 2015, 22:02

Prof. Azenilto G. Brito escreveu:Olá, Luiz da Rocha. Acaso a Wilipedia é uma fonte plenamente segura de informação? Tem certeza?


Não soube me explicar ONDE e QUANDO exatamente os judeus perderam o seu calendário para acatar o "pagão". Na verdade, ninguém nega que o calendário judaico seja lunar. Já estou cansado de saber disso. Tanto que o desajuste de cômputo de dias, por causa disso, leva a um 13o. mês de tempos em tempos.

Prof. Azenilto, o calendário Lunar atual utilizado pelos Judeus, foi desenvolvido em vários processos que iniciaram durante a proibição Romana de utilizarem o calendário Lunar antigo mas apenas foi modernizado ao atual sistema de calendário Lunar durante os anos da Babilônia (Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Hebrew_calendar).

Da Wikipedia com a fonte:

Both the tradition that Hillel b. Yehuda instituted the complete computed calendar, and the theory that the computed calendar was introduced due to repression or persecution, have been questioned.[63][64][65] Furthermore, two Jewish dates during post-Talmudic times (specifically in 506 and 776) are impossible under the rules of the modern calendar, indicating that its arithmetic rules were developed in Babylonia during the times of the Geonim (7th to 8th centuries).[66]
FONTES DA WIKIPEDIA: Samuel Poznanski, "Calendar (Jewish)", Encyclopaedia of Religion and Ethics, vol. 3. / Sacha Stern, Calendar and Community: A History of the Jewish Calendar Second Century BCE-Tenth Century CE, Oxford University Press, 2001. In particular section 5.1.1, discussion of the "Persecution theory." /  Samuel Poznanski, "Ben Meir and the Origin of the Jewish Calendar", Jewish Quarterly Review, Original Series, Vol. 10, pp. 152–161(1898). 

Aí está informado o que eu resumi acima. E ainda deixa claro que o Sábado é seguido conforme o calendário Gregoriano (civil) e não o calendário Lunar. E mais abaixo lemos o seguinte:

At present, Israelis—except for a minority of the religiously observant—conduct their private and public life according to the Gregorian calendar, although the Hebrew calendar is still widely acknowledged, appearing in public venues such as banks (where it is legal for use on cheques and other documents, though only rarely do people make use of this option) and on the mastheads of newspapers.


TRADUÇÃO: Atualmente, Israelenses - exceto por uma minoria de religiosos observantes - conduzem suas vidas privadas e publicas de acordo com o calendário Gregoriano, ainda que o calendário Hebreu seja amplamente reconhecido...


Veja, que eu não me importo com o calendário atual, pois tento oferecer todos os dias ao SENHOR JESUS mesmo. Porém reconheço que o existem indícios de reunião da Igreja Cristã nas Epístolas ocorrendo no Domingo e é o Domingo atualmente o dia mais universal no mundo de descanso, onde o comércio tende a fechar inclusive (Não é você que disse que o dia de descanso está sob o controle de Deus?)  Se qualquer calendário vale, então se a lógica é 6 dias de trabalho e um de repouso, qual o problema em se descansar em qualquer dia, inclusive Domingo? Não encontrei até o momento nada no Novo Testamento proibindo de descansar em dia específico nenhum, e no antigo só aparece o Calendário Lunar como referência, então essas conversas da marca da besta ser o descanso de Domingo, me cheiram a algum tipo de alucinação farisaística, um tipo de circuncisão. Você deve justamente se lembrar qual era o dia de circuncisão, o oitavo dia, e diz a tradição judaica que isso forçava que a criança observasse um Sábado antes de ser circuncidada. Mas de acordo com o Novo Testamento, acabou obrigatoriedade da circuncisão física. Portanto, mais uma vez, voltamos a passagem em Romanos.


Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em seu próprio ânimo. Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz. O que come para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e o que não come para o Senhor não come e dá graças a Deus.
(Romanos 14:5-6 Almeida Revista e Corrigida)


No primeiro dia da semana, estando nós reunidos com o fim de partir o pão, Paulo, que devia seguir viagem no dia imediato, exortava- os e prolongou o discurso até à meia- noite. Havia muitas lâmpadas no cenáculo onde estávamos reunidos. Um jovem, chamado Êutico, que estava sentado numa janela, adormecendo profundamente durante o prolongado discurso de Paulo, vencido pelo sono, caiu do terceiro andar abaixo e foi levantado morto. Descendo, porém, Paulo inclinou- se sobre ele e, abraçando- o, disse:Não vos perturbeis, que a vida nele está. Subindo de novo, partiu o pão, e comeu, e ainda lhes falou largamente até ao romper da alva. E, assim, partiu.
(Atos 20:7-11 Almeida RA)


Porém na passagem o Domingo não é um novo Sábado, pois Paulo partiu em viagem logo pelo amanhecer de Domingo; mas poderia também ser o amanhecer de segunda-feira. Enfim...
avatar
Vasuilvan
MODERADOR
MODERADOR

Status : no perfil, defina seu status.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 3166
Idade : 47
Cidade/Estado : BRASÍLIA
Religião : CRISTÄO
Igreja : ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA
País : BRASIL
Mensagens Curtidas : 145
Pontos de participação : 10408
Data de inscrição : 17/11/2011

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Vasuilvan em Sab 03 Jan 2015, 23:05

;;;;;;

 Luiz diz...
 
  E é justamente isso que estou mostrando para você que é falso, pois ninguém seguindo um calendário tipo gregoriano mantém uma ordem de 6 dias de trabalho e um de descanso. Existem inúmeros feriados que caem no meio da semana, inclusive alguns feriados "cristãos", dessa forma quebrando o ciclo de 6 dias de trabalho. Além disso,

 Luiz, parece piada, mas como sei que vc é uma pessoa séria, então vou levar a sério a tua impressão, mas veja...

  Considerar que os feriados criados pelos homens venham interferir na contagem dos dias semanais, isso é falta de aprofundamento escriturístico...

 O dia santificado e abençoado por Deus é fixo e não vai mudar, só pra ceder a interesses dos homens...

  Você trabalhando ou não, do primeiro ao sexto dia, o sábado(sétimo dia), permanece separado pra Deus...


Aliás, fiquei curioso com tal de feriado cristão que vc fez referência... Isso é coisa de Deus ou do homem?...
avatar
Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 157
Idade : 37
Cidade/Estado : Nenhum/Nenhum
Religião : Cristã
Igreja : 1 Timóteo 3:15
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 4
Pontos de participação : 228
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Luiz da Rocha em Sab 03 Jan 2015, 23:09

[url=/u844]Vasuilvan[/url],

meu argumento em relação aos 6 dias seguidos é apenas uma refutação do argumento apresentado anteriormente pelo Prof. Azenilto, no qual ele defendeu o Sábado fixo ao invés do Lunar, devido aos 6 dias consecutivos de trabalho e um de descanso. O argumento se centrava no consecutivo, fazendo uma crítica ao Lunar onde haveria a Lua Nova depois do último Sábado, ou seja, tornando o último sábado do mês um feriado prolongado (tipo Sábado + Domingo que ocorre toda semana no Gregoriano!).

Então esse foi o meu contra argumento. 

Fique com Deus!
avatar
Diephe
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : Dispenseiro
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 450
Idade : 43
Cidade/Estado : RS
Religião : Adocionista
Igreja : Cristo
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -57
Pontos de participação : 1098
Data de inscrição : 25/03/2013

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Diephe em Dom 04 Jan 2015, 03:08

Luiz da Rocha escreveu:
Diephe escreveu:Para felicidade e conforto nosso ele coincide.

Eu discordo, ele não coincide com o Sábado sacerdotal (não sei que palavra mais adequada usar, o Sábado "religioso", o Lunar seguido na Bíblia), mas ele coincide com o civil.


(hoje é 4/1/2015 - domingo)
http://www.pt.chabad.org/calendar/view/day.asp?tdate=1/4/2015

No link acima aparecerá o dia de hoje (desta resposta)
Está vendo no link acima (da comunidade judaica) que no final diz (1/4/2015)? é M/D/AAAA

Você pode alterar os números para outra data, por exemplo:

Sábado - 18 de julho de 2015 -> 7/8/2015
http://www.pt.chabad.org/calendar/view/day.asp?tdate=7/18/2015

Se quiser conferir outras datas basta mudar o final do link, acrescentando na ordem mes/dia/ano:

Código:
http://www.pt.chabad.org/calendar/view/day.asp?tdate=        e depois do sinal de igual M/D/AAAA


Um pouco abaixo da data que é o titulo da página abaixo tem umas abas seletoras que você poderá visualizar por Dia, Semana, Mês, Ano ou uma Lista. É bastante útil.

Mesmo sábado...
Claro que para os judeus, hoje é 13 Tevet de 5775 e não 4 de janeiro de 2015 mas, continua sendo o primeiro dia da semana.


avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Dom 04 Jan 2015, 05:19


Olá, amigos

Vejamos o que diz a Encyclopedia Judaica, obra de grande importância e de grande peso sobre o judaísmo:

SEMANA, SEGUNDO A ENCYCLOPEDIA JUDAICA


Semana (Hebr. “shabua”, “shabu'im”, plural “Shabu'ot”; aramaico, “shabbeta”, “shabba”; grego do NT, σάββατον, σάββαατα.):   


Conexão com Fases lunares.


Uma divisão de tempo que compreende sete dias, o que explica o nome hebraico. Há indícios da utilização de outro sistema de contagem de tempo, em que o mês era dividido em três partes de 10 dias cada, a década sendo designado em hebreu pelo termo “'asor” (Gen. xxiv 55;.. comp. c/o comentários de Dillmann e Holzinger ad loc .; Ex xii 3;.... xvi Lev 29, 27 XXIII, XXV 9)... Isto aparentemente representava um terço do mês solar, enquanto que a semana de sete dias ligava-se  ao mês lunar, da qual é, aproximadamente, um quarto. A divisão quadripartite do mês estava, evidentemente, em uso entre os hebreus e outros povos antigos; mas não fica claro se se originou entre os primeiros.


É desnecessário supor, no entanto, que foi derivado dos babilônios, pois é igualmente possível que as observações das quatro fases da lua levou os nômades hebraicos espontaneamente e de forma independente conceber o sistema de dividir o intervalo entre as sucessivas luas novas em quatro grupos de sete dias cada. Há fundamento, por outro lado, para a hipótese de que tanto entre os babilônios como entre os hebreus o primeiro dia da primeira semana do mês era sempre contado como coincidente com o primeiro dia do mês. A ênfase dada à exigência (Lev 15. XXIII) de que as semanas de Pentecostes devia ser “completa” (“temimot”) sugere que as semanas podiam ser contadas de tal forma a violar esta exigência. Este era o caso, desde que o primeiro dia da primeira semana do mês era feito coincidir com a lua nova. No fim de quatro semanas, um intervalo de um ou dois dias podia intervir antes que a nova semana começasse. Em época bem antiga, no entanto, esta ligação íntima entre a semana e a lua deve ter sido dissolvida, sendo a causa principal da semana fixa de sete dias, com toda a probabilidade, a predominância do sétimo dia como o sábado (mas veja Meinhold “Sabbat und Woche im OT” Göttingen, 1905, de acordo com quem o shabbath, inicialmente, apenas o dia de lua cheia e a semana independente uma da outra). A semana tornou-se assim um padrão útil na medição de intervalos de tempo (uma semana, Gn xxix 27 e segs .; duas semanas Lev xii 5;.... Três semanas Dan x 2;. Sete semanas, Dt. xvi 9;.. Lev xxiii 15).
]

Dias da semana não recebiam nomes


Com exceção do sétimo dia, que era chamado o sábado, os dias da semana eram designados por números ordinais, não por nomes. Na literatura pós-bíblica hebraica mais tarde sexta-feira é conhecida como “'Ereb Shabat” (em grego, παρασκευή ou προσāββατον; Judite viii 6;. Marcos xv 42;. Mateus xxvii 62;... Josephus, “Ant.” Xvi 6, § 2).


Os escritos bíblicos não contêm qualquer vestígio de algum costume de dar nome aos dias da semana de acordo com os sete planetas; nem era esse costume encontrado entre os babilônios e os sabeus, sem qualquer influência originalmente sobre a divisão da semana em sete dias, já que era mera coincidência numérica que sete planetas fossem assumidos nesses conceitos astrológicos primitivos. Na nomenclatura babilônica o primeiro dia da semana estava sob a tutela de Shamash, o sol; o segundo sob Sin, a lua; o terceiro no âmbito de Nergal, Marte; o quarto sob Nabu, Mercúrio; o quinto sob Marduk (Bel), Júpiter; o sexto sob Ishtar (Beltis), Vênus; e o sétimo sob Ninib, Saturn (ver, no entanto, Schrader, “KAT” 3d ed., pp. 622 e segs.).


- Fonte: http://www.jewishencyclopedia.com/articles/14813-week


Citar fontes do Wikipedia, mesmo que apresente “fontes”, é problemático. Não se esqueça que, dentro de uma perspectiva religiosa, essas fontes são contaminadas por ideias de negadores da inspiração bíblica, principalmente se tais fontes forem de origem alemã, que caracteriza até hoje uma teologia modernista, liberal, da chamada Alta Crítica. Acima vemos isso, pois a Encyclopaedia Judaica não apresenta os fatos e dados do judaísmo sob o nosso mesmo pressuposto de cristãos crentes na inspiração do que consideramos Palavra de Deus.


Veja quantos termos “suspeitos” se encontram na explicação acima: “há indícios”, “aparentemente”, “não fica claro”, “igualmente possível”, “hipótese”, “sugere”. . .


E há essa declaração que complica tudo: “No fim de quatro semanas, um intervalo de um ou dois dias podia intervir antes que a nova semana começasse”.


Ou seja, havia realmente semanas mais longas, mais curtas, o que tornaria as origens e sequenciamento dos dias da semana sábado inteiramente variável, com o sábado como “memorial da criação” perdendo totalmente o seu sentido, conrtrariando as palavras de Deus e a validade do testemunho histórico bíblico dos primeiros tempos.


Veja o que dizem eruditos cristãos, crentes na inspiração biblica, a respeito:


Descobertas arqueológicas falam que os assírios em tempos bem remotos tinham um dia especial para descanso.  Eis como isso é tratado no periódico The Congregationalist, de Boston, datado de 15 de novembro de 1882, referindo-se aos “Tijolos da Criação”, encontrados nas margens do rio Tigre, próximo de Nínive, atualmente sendo parte do território do Iraque:


“O Sr. George Smith diz em sua obra Descobertas Assírias (1875): 'No ano de 1869 descobri, entre outras coisas, um curioso calendário assírio, no qual cada mês se divide em quatro semanas, e os sétimos dias, ou sábados, são marcados como dias nos quais nenhum trabalho se podia empreender. . . . O calendário contém listas de trabalho proibido nesses dias, o que evidentemente corresponde ao sábado dos judeus'“.


E um estudioso batista declarou:


“Sabemos também, pelo testemunho de Filo, Hesíodo, Josefo, Porfírio e outros, que a divisão do tempo em semanas e a observância do sétimo dia eram comuns nas nações da antigüidade. Como, então, poderia ter-se originado a não ser pela tradição, que vinha de sua instituição no jardim do Éden?”
– John G. Butler, Natural and Revealed Theology, pág. 396.

Esses fatos não têm que ver com as origens do sábado a partir dessas práticas de tais povos (como insinuam pesquisadores descrentes), e sim que demonstram a antiguidade do sábado. O que se dava é que as demais nações perverteram o correto entendimento do sábado, assim como há relatos e mais relatos sobre o dilúvio, mas que não são a origem do que Moisés registrou, e sim versões corrompidas do original.


A ponderação de um erudito batista, do famoso Instituto Bíblico Moody, não pode ser desconsiderada. Para negar validamente o que ele expõe, tem que ocorrer refutação clara e objetiva, com argumentos realmente fortes, ponto por ponto. Vejamos como tal erudito expõe a questão das origens da instituição do sábado:


“Como nos é apresentado nas Escrituras, o sábado não foi invenção de qualquer fundador religioso. De princípio não era parte de qualquer sistema religioso, mas uma instituição inteiramente independente. Muito definidamente é apresentado no Gênesis como exatamente a primeira instituição, inaugurada pelo próprio Criador. Era puramente religiosa, inteiramente moral, integralmente espiritual. Não continha cerimônias prescritas, nem significação sacramental. Não requeria qualquer sacerdote, nem liturgia. Era para o homem como criatura, mordomo e amigo de Deus.


“A semana, com o seu sábado, é um arranjo artificial. A razão para ele é achada somente nas Escrituras do Velho Testamento. Ali é sempre associado com a revelação da parte de Deus. . . .

“Ideias e práticas religiosas entre todos os povos, em variados graus, têm sido associadas com todas as divisões de tempo, que os homens adotaram. Mas em relação somente com a semana é a religião a explicação óbvia para sua origem, e a semana somente é uniformemente atribuída ao mandamento de Deus. A semana existe por causa do sábado. É histórica e cientificamente verdade que o sábado foi feito por Deus”.
– Destaque acrescentado. W. O. Carver, Sabbath Observance, p. 41, produzido pela Sunday School Board of the Southern Baptist Convention [Junta da Escola Dominical da Convenção Batista do Sul].

Isso é também confirmado pelo que diz a “Bíblia da Mulher”, da Sociedade Bíblica do Brasil, ao comentar sobre Êxo. 20:8-11: “Nenhuma conexão foi estabelecida entre o sábado israelita e observâncias em nenhuma outra cultura antiga. Este também não se deriva dos movimentos do sol, da lua, das estrelas ou de outras unidades de medida de tempo, refletindo, assim, o fato de o domínio do tempo e das atividades pertencerem ao Senhor” (Op. Cit., 2a. edição, pág. 134).


Como tal erudito, citado no tópico anterior, que não é adventista, diz que “a semana existe por causa do sábado”, então isso confirma que quando Labão trata com Jacó sobre “a semana” de sete anos pela mão de Raquel (Gên. 29:27, 28) o conceito de “semana” já existia. Em Êxo. 16:22, 23 lemos que “ao sexto dia colheram pão em dobro. . . E ele lhes disse: Isto é o que o Senhor tem dito: Amanhã é repouso, sábado santo ao Senhor”. Consequentemente, antes da outorga da lei, o sábado era prática regular dos servos de Deus na época. De fato, até no Novo Testamento, ao falar do “primeiro dia da semana”, o original grego mostra a contagem judaica, pois é mía twn sabbatwn. Tal expressão significa “o primeiro a partir do sábado”, como historicamente consideravam os judeus a semana, tendo o sábado como marco, e os demais dias sem nomes específicos, apenas designados como primeiro, segundo, terceiro, quarto, etc., a partir do sábado.

.
avatar
Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 157
Idade : 37
Cidade/Estado : Nenhum/Nenhum
Religião : Cristã
Igreja : 1 Timóteo 3:15
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 4
Pontos de participação : 228
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Luiz da Rocha em Dom 04 Jan 2015, 05:31

Diephe escreveu:
Luiz da Rocha escreveu:
Diephe escreveu:Para felicidade e conforto nosso ele coincide.

Eu discordo, ele não coincide com o Sábado sacerdotal (não sei que palavra mais adequada usar, o Sábado "religioso", o Lunar seguido na Bíblia), mas ele coincide com o civil.


(hoje é 4/1/2015 - domingo)
http://www.pt.chabad.org/calendar/view/day.asp?tdate=1/4/2015


Diephe,

Por favor repare que eles estão utilizando o calendário Gregoriano para apontar a semana. O calendário judaico apenas aponta o o dia e mês judaico para estipular os feriados, a semana (domingo segunda...) é justamente a do calendário Gregoriano, assim eles determinam em que dia da semana do calendário gregoriano tal feriado vai cair. Entendeu?

Fique com Deus!
avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Dom 04 Jan 2015, 05:43


Bem, acima discutimos aspectos históricos da exposição do Luiz da Rocha. Mas há ponderações da parte dele sob aspectos teológicos que merecem também séria consideração:

Primeiro, que essa conversa de dedicar todos os dias a Deus é totalmente destituída de fundamento bíblico e representa uma impossibilidade prática. Moisés foi até além dessa hipótese, pois recomenda que se dedique a Deus, não todos os dias, mas TODOS OS MOMENTOS, quer deitando-se, quer levantando-se, quer seguindo pelos caminhos (Deu. 6:6-9). 

Em termos práticos, segundo as Escrituras, dedicar um dia ao Senhor, seja no sábado semanal ou demais sábados festivais, significa não trabalhar o dia inteiro. Então, a pessoa que não trabalha todos os dias para dedicar tais dias ao Senhor está, quando muito, praticando a VADIAGEM e contrariando a ordem--”Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra”.

Segundo, que a pergunta do Luiz da Rocha, “qual o problema de descansar em qualquer dia, inclusive o Domingo”? Pois a resposta é simples--o problema é que temos que dedicar ao Senhor o que é chamado “dia do Senhor”, por Ele definido como tal, e não o dia da MINHA escolha, ou da imposição da tradição humana.

O dia que Deus instituiu é definido de modo claro, com um PORQUE e um POR ISSO dever ser esse, e não outro:

Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; por isso abençoou o Senhor o dia do sábado, e o santificou”. -- Êxo. 20:11.

Terceiro, há aqueles aspectos que eu mencionei antes--que Jesus Cristo não iria autoproclamar-se “Senhor do sábado”, e dedicar esse dia também ao Senhor (Luc. 4:16) caso o sábado realmente se houvesse perdido na sequência dos dias ao longo da história, seja mais recente ou mais antiga.

Quarto, falta definir exatamente QUANDO os romanos impuseram o seu calendário sobre os judeus, e por que, nessa suposta imposição, se “esqueceram” de obrigar os judeus a alterar o nome dos meses de seu calendário, que prossegue intacto, como sempre foi, e como apresentei acima (aliás, com vários nomes adaptados da época do cativeiro babilônico, mas com a sequência dos dias inalterado, como expusemos acima).

Quinto, ainda falta explicar como, diante dessa “imposição” dos romanos, o sábado dos judeus coincide exatamente com o do calendário Gregoriano. Essa explicação é fundamental para definir a questão, e até agora. . . nada!

Em nosso questonário de 40 perguntas tira-teima sobre o tema da lei divina e do sábado temos estas interrogantes que até foram enfrentadas pelo Julio Celestino noutro tópico, onde pretendeu ter-nos respondido, mas demos a devida réplica a seus argumentos (ver: http://www.forumevangelho.com.br/t5030-minha-resposta-as-40-perguntas-verdadeiramente-tira-teima-sobre-o-tema-da-lei-divina-e-do-sabado). Mas eis as perguntas específicas relativas a isso:

30ª. –
 Sendo que Paulo em Rom. 14:5 e 6 fala sobre dias a dedicar ao Senhor, e não a NÃO DEDICAR dia algum, por que há os que citam tal passagem para justificar o “dianenhumismo”, quando não se percebe ser essa a intenção do Apóstolo?

Obs.: Ele está se referindo a certas datas especiais para jejum ou outras de caráter mais nacionalista, como a festa do Purim, que deixa opcionais aos cristãos de Roma, muitos de origem judaica.


31ª. –
 Faria sentido tomar Rom. 14:5 e 6 e declarar: “Eu não dedico dia nenhum ao Senhor, e faço isso ‘para o Senhor’”?


Obs.
: O erudito presbiteriano Albert Barnes é que ironicamente faz esse comentário a respeito da atitude ilógica dos dianenhumistas, citando tal texto em defesa de sua postura.


32ª. –
 Sendo que também há os que tomam Gál. 4:9-11 para justificar o “dianenhumismo”, não estão colocando Paulo em clara contradição, já que nessa passagem ele não abre mão de dia nenhum a se observar, enquanto em Rom. 14: e 6 ele ABRE MÃO?!


Obs.
: A chave para resolver isso está em observar os respectivos contextos. Em Gálatas Paulo fala dos que antes nem conheciam a Deus e se apegavam a “rudimentos fracos e pobres” (vs. 8, 9), linguagem que nunca utilizaria para o sábado, pois refere-se a coisas do paganismo de que se originaram os gentios ali. O erro de muitos é apanhar textos paulinos de discussões sobre problemas locais imaginando que se tornam regras universais, como os que ainda obrigam mulheres a cobrir a cabeça com véu, na igreja, e todos a praticarem o “ósculo santo”.


33ª. –
 Como existiria um mandamento ‘opcional’, de observar ou não um dia ao Senhor, quando o próprio termo “mandamento” indica regra, norma, preceito, mandado, lei, implicando obrigatoriedade?

Obs.
: Se não é obrigatório, se tornaria uma ‘sugestão’, com o que se transforma o conceito de “dia do Senhor” em dia de cada um (ou, como praticamente é o que se dá com a maioria—um dia meio do Senhor, meio meu mesmo), segundo suas preferências ou conveniências (ou de seu empregador).


34ª. –
 Se o dianenhumismo é que constitui a verdade bíblica, por que os cristãos dispensariam o que é cientificamente comprovado como benéfico à melhor saúde—um regime de seis dias de trabalho e um de descanso na semana, segundo o biorritmo ideal da vida humana?


Obs.
: Presbiterianos e batistas até reconhecem em seus documentos confessionais oficiais ser tal regime da LEI NATURAL. . . .


37ª. –
 Se o domingo substituiu o sábado por ação dos Apóstolos de Cristo, sob divina orientação, por que Lucas, Paulo e João, 30 e 60 anos depois da Ressurreição, ainda tratam o dia de domingo como mero “primeiro dia da semana”, sem atribuir-lhe qualquer titulo especial (Luc. 24:1 e João 20:1 e 19 e 1 Cor. 16:2)?


Obs.
: A essas alturas deveriam chamar o dia da Ressurreição com um titulo especial, como “dia do Senhor”, mas apenas o denominam “o primeiro dia da semana”, que no grego é mía twn sabbatwn, que se pode traduzir como “o primeiro desde o sábado”. Paulo também o faz em 1 Cor. 16:2 ao falar das coletas para os pobres de Jerusalém a serem realizadas “em casa” de cada crente, não na igreja.


38ª. –
 Se Atos 20:7 prova que os cristãos haviam adotado o domingo como o “dia do Senhor” por ocorrer uma reunião de despedida de Paulo no “primeiro dia da semana” (que de fato se deu num “sábado à noite”—cf. vs. 8 e a Bíblia na Linguagem de Hoje), por que ainda dentro do mesmo primeiro dia da semana (que o seria até o próximo pôr de sol) Paulo cedinho saiu para uma longa viagem a pé até outra cidade, em vez de ficar com os crentes de Troas para a sua “Escola Dominical”, ou equivalente?


Obs.
: Em vez de tal passagem ser prova em favor do domingo, é um tremendo embaraço para os defensores de tal tese, pois demonstra que Paulo não tinha escrúpulos especiais para tal suposta observância dominical. Além do fato de que o relato de Atos (por Lucas) é de aproximadamente 30 anos depois da Ressurreição, e o dia ainda tratado como “o primeiro desde o sábado” (ver 37ª. pergunta). E Atos 2:46 revela que o “partir do pão” era apenas uma refeição comunal entre os cristãos primitivos, não uma “ceia do Senhor”.


40ª. –
 Por que os que alegam que o sábado é mera “sombra” de Cristo que dispensa a guarda de um sábado literal, fazem questão de aproveitar-se desse descanso semanal também, com o que se manteriam acatando a sombra, seja adotando o domingo, seja tirando um dia de descanso de trabalhos seculares ainda que não tão rigorosamente dentro do que estipula o preceito?


Obs.
: Para serem coerentes esses crentes deviam trabalhar, trabalhar, trabalhar, todos os sete dias, só parando à noite para descansar, para não ficarem na suposta sombra de um descanso semanal—um sábado conveniente mas que os compromete no que pregam.


.
avatar
Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 157
Idade : 37
Cidade/Estado : Nenhum/Nenhum
Religião : Cristã
Igreja : 1 Timóteo 3:15
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 4
Pontos de participação : 228
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Luiz da Rocha em Dom 04 Jan 2015, 07:05

Prof. Azenilto G. Brito escreveu:
a - As santas mulheres que de perto acompanhavam e serviam a Cristo, ao Este morrer, foram preparar os unguentos para o embalsamarem. Mas “no sábado descansaram SEGUNDO o mandamento” (Luc. 23:56).
 
Vejam que elas, que certamente tinham conhecido o descanso da salvação, nada sabiam dessa teologia posterior do neoantinomismo dispensacionalista anti-sabático de que quem é salvo em Cristo, com isso dispensará o sábado. Jesus NÃO ENSINOU ISSO, como elas demonstram claramente.
 
b - Embora Israel como nação não haja entrado no “descanso” prometido, houve dentro da nação os que realmente experimentaram esse descanso, como os heróis enumerados em Heb. 11. E nem por isso eles dispensaram a guarda do sábado, tendo alcançado tal “descanso”.
 
Primeiro, que como resto demonstrado por citações Bíblicas, o Sábado que essa mulheres seguiram era o Sábado de Páscoa, ou seja, confirmando o calendário Lunar e o Sábado que seguia o mesmo. Não o gregoriano.

Todas essas questões já foram respondidas anteriormente, sem haver uma refutação sua especifica sobre a resposta. Por exemplo sobre as mulheres:

a - Essa é bem simples e a explicação contribui para refutar os demais exemplos de guardar o Sábado baseado no atos descritos nos Evangelhos.

E ele lhes disse: Ó néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram!
 Porventura, não convinha que o Cristo padecesse essas coisas e entrasse na sua glória?
 E, começando por Moisés e por todos os profetas, explicava- lhes o que dele se achava em todas as Escrituras
(Lucas 24:25-27 Almeida Revista e Corrigida)

E disseram um para o outro: Porventura, não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava e quando nos abria as Escrituras
(Lucas 24:32 Almeida Revista e Corrigida)

E disse- lhes: São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na Lei de Moisés, e nos Profetas, e nos SalmosEntão, abriu- lhes o entendimento para compreenderem as Escrituras
(Lucas 24:44-45 Almeida Revista e Corrigida)

O entendimento realmente só veio depois, e antes Do Senhor Ressuscitar, não havia se cumprido tudo sobre Ele ainda.

b) respondido aqui:

Sobre Hebreus 11, tudo lá indica que eles não tinham recebido o descanso e portanto as promessas, mas morreram na fé de receber, que ainda viria. Justamente por isso seguiam o sábado, que era uma promessa daquilo que havia de vir, de acordo com o autor da Epístola:


Portanto, não permitam que ninguém os julgue pelo que vocês comem ou bebem, ou com relação a alguma festividade religiosa ou à celebração das luas novas ou dos dias de sábado. Estas coisas são sombras do que haveria de vir; a realidade, porém, encontra-se em Cristo.
(Colossenses 2:16-17 NVI)

Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas, mas, vendo-as de longe, e crendo nelas, e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra
(Hebreus 11:13 Almeida Revista e Corrigida)

E todos estes, tendo tido testemunho pela fé, não alcançaram a promessaprovendo Deus alguma coisa melhor a nosso respeito, para que eles, sem nós, não fossem aperfeiçoados
(Hebreus 11:39-40 Almeida Revista e Corrigida)
avatar
Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 157
Idade : 37
Cidade/Estado : Nenhum/Nenhum
Religião : Cristã
Igreja : 1 Timóteo 3:15
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 4
Pontos de participação : 228
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Luiz da Rocha em Dom 04 Jan 2015, 08:21

Prof. Azenilto G. Brito escreveu: Isto aparentemente representava um terço do mês solar, enquanto que a semana de sete dias ligava-se  ao mês lunar, da qual é, aproximadamente, um quarto. A divisão quadripartite do mês estava, evidentemente, em uso entre os hebreus e outros povos antigos; mas não fica claro se se originou entre os primeiros.

É desnecessário supor, no entanto, que foi derivado dos babilônios, pois é igualmente possível que as observações das quatro fases da lua levou os nômades hebraicos espontaneamente e de forma independente conceber o sistema de dividir o intervalo entre as sucessivas luas novas em quatro grupos de sete dias cada. Há fundamento, por outro lado, para a hipótese de que tanto entre os babilônios como entre os hebreus o primeiro dia da primeira semana do mês era sempre contado como coincidente com o primeiro dia do mês. A ênfase dada à exigência (Lev 15. XXIII) de que as semanas de Pentecostes devia ser “completa” (“temimot”) sugere que as semanas podiam ser contadas de tal forma a violar esta exigência. Este era o caso, desde que o primeiro dia da primeira semana do mês era feito coincidir com a lua nova. No fim de quatro semanas, um intervalo de um ou dois dias podia intervir antes que a nova semana começasse. Em época bem antiga, no entanto, esta ligação íntima entre a semana e a lua deve ter sido dissolvida, sendo a causa principal da semana fixa de sete dias, com toda a probabilidade, a predominância do sétimo dia como o sábado (mas veja Meinhold “Sabbat und Woche im OT” Göttingen, 1905, de acordo com quem o shabbath, inicialmente, apenas o dia de lua cheia e a semana independente uma da outra). A semana tornou-se assim um padrão útil na medição de intervalos de tempo (uma semana, Gn xxix 27 e segs .; duas semanas Lev xii 5;.... Três semanas Dan x 2;. Sete semanas, Dt. xvi 9;.. Lev xxiii 15).
]


Essa fonte da Enciclopedia Judaica eu mesmo citei umas duas páginas atrás nesse debate. Essa parte acima justamente confirma que o calendário antigo hebraico era Lunar e o primeiro dia do mês começava com a Lua Nova, assim como a semana começava a ser contada a partir de então. Ainda no texto acima claramente é informado que esse calendário, que é o original Biblico, inclusive atestado Gênesis, foi modificado e a semana foi retirada dele para outro calendário fixo, não seguindo mais o modelo Bíblico. Não existia isso de semanas mais longas ou mais curtas, apenas o dias de Lua nova do final e inicio do mês é que estabeleciam uma pausa, um feriado, um Sábado prolongado de Lua Nova. Como consta na Bíblia.

O mais curiosos é que eu cito a Bíblia de forma definitiva, clara e coesa para demonstrar que o Calendário, inclusive utilizado por Jesus nos Evangelhos era o Lunar Bíblico, e não o Gregoriano. Porém os sabastistas atuais não citaram a Bíblia uma só vez para tentar demonstrar suas hipóteses farisaísticas. 

Repito a citação de fontes Judaicas, que já citei anteriormente:

"The New Moon is still, and the Sabbath originally was, dependent upon the lunar cycle . . . ."  ("Holidays," Universal Jewish Encyclopedia, p. 410.)

TRADUZINDO: A Lua Nova ainda é, e o Sábado originalmente era, dependente do ciclo Lunar..." 

"Declaring the new month by observation of the new moon, and the new year by the arrival of spring, can only be done by the Sanhedrin.  In the time of Hillel II [4th century A.D.], . . . the Romans prohibited this practice.  Hillel II was therefore forced to institute his fixed calendar . . . ."  ("The Jewish Calendar; Changing the Calendar," www.torah.org.)


TRADUZINDO: Declarar o começo do mês pela observação da Lua Nova, e do Ano Novo pelo começo da Primavera, só podia ser feito pelo Sinédrio. Nos tempos de Hilel II (4 século DC).... os romanos proibiram essa pratica. Hilel II foi portanto forçado a instituir esse calendário fixo..." 

A mesma informação está na Wikipedia (citada anteriormente) sendo baseada em 4 fontes distintas, todas senão me engano de historiadores judaicos inclusive.

Não seria nem necessário ficar buscando todas essas citações externas e praticando um certo de idolatria de "eruditos" externos a Bíblia, pois a Bíblia como já resta claramente citada confirma pelas citações já apresentadas que o calendário era o Lunar, verificar novamente:

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mas tem várias outras passagens confirmando, inclusive no Novo Testamento.

Prof. Azenilto escreveu:Não se esqueça que, dentro de uma perspectiva religiosa, essas fontes são contaminadas por ideias de negadores da inspiração bíblica

Quem está negando a Bíblia são justamente os que não procuram citar a Bíblia, mas preferem negar o calendário conforme informado na própria Bíblia.

Prof. Azenilto escreveu:Ou seja, havia realmente semanas mais longas, mais curtas, o que tornaria as origens e sequenciamento dos dias da semana sábado inteiramente variável, com o sábado como “memorial da criação” perdendo totalmente o seu sentido, conrtrariando as palavras de Deus e a validade do testemunho histórico bíblico dos primeiros tempos.

Mais uma conclusão que já foi refutada citando a própria Bíblia:

Sucedeu também ao outro dia, o segundo da lua nova, que o lugar de Davi apareceu vazio; disse, pois, Saul a Jônatas, seu filho: Por que não veio o filho de Jessé, nem ontem nem hoje, a comer pão.
(1 Samuel 20:27 Almeida Revista e Corrigida)

Pelo que Jônatas, todo encolerizado, se levantou da mesa e, no segundo dia da lua nova, não comeu pão; porque se magoava por causa de Davi, pois seu pai o tinha maltratado.
(1 Samuel 20:34 Almeida Revista e Corrigida)


Além disso é especificado na Bíblia que o Sábado depende da Lua como já citado anteriormente:

Ele fez a lua para marcar estações;
o sol sabe quando deve se pôr

(Salmos 104:19 NVI)


A palavra do Hebraico utilizada para estações é מועד (mow`ed) e significa "tempos determinados ou fixos" do qual o próprio Sábado é um:

Fala aos filhos de Israel e dize-lhes:As festas fixas do SENHOR, que proclamareis, serão santas convocações; são estas as minhas festas.
 Seis dias trabalhareis, mas o sétimo será o sábado do descanso solene, santa convocação; nenhuma obra fareis; é sábado do SENHOR em todas as vossas moradas.

(Leviticus 23:2-3 Almeida Revista e Atualizada)


Na passagem a mesma palavra (mow`ed) é utilizada e traduzida como "festas fixas", do qual o Sábado é um. Ou seja, explicitamente a Bíblia explica que o Sábado é determinado pela Lua. E este seria o calendário ininterrupto desde o princípio no Genesis que começou com a Lua Nova. Este calendário não bate com o calendário Gregoriano nem o Juliano, que são predeterminados, e não seguem as fases da Lua. 

“Assim diz o Soberano, o Senhor:A porta do pátio interno que dá para o leste ficará trancada nos seis dias úteis, mas no sábado e no dia da lua nova será aberta
(Ezequiel 46:1 NVI)


De uma lua nova a outra e de um sábado a outro, toda a humanidade virá e se inclinará diante de mim”, diz o Senhor.
(Isaías 66:23 NVI)


Este mesmo calendário está presente desde antes de Noé, como Gênesis confirma:

No ano seiscentos da vida de Noé, no mês segundo, aos dezessete dias do mês, naquele mesmo dia, se romperam todas as fontes do grande abismo, e as janelas dos céus se abriram.
(Genesis 7:11 Almeida Revista e Corrigida)

E aconteceu que, no ano seiscentos e um, no mês primeiro, no primeiro dia do mês, as águas se secaram de sobre a terra.
(Genesis 8:13 Almeida Revista e Corrigida)

Da mesma forma que a semana já estava estabelecida de acordo com o mesmo calendário:

A pomba, porém, não achou repouso para a planta de seu pé e voltou a ele para a arca; porque as águas estavam sobre a face de toda a terra; e ele estendeu a sua mão, e tomou-a, e meteu-a consigo na arca. E esperou ainda outros sete dias e tornou a enviar a pomba fora da arca. E a pomba voltou a ele sobre a tarde; e eis, arrancada, uma folha de oliveira no seu bico; e conheceu Noé que as águas tinham minguado sobre a terra. Então, esperou ainda outros sete dias e enviou fora a pomba; mas não tornou mais a ele.
(Genesis 8:10-12 Almeida Revista e Corrigida)

De acordo com as contagens de dias do dilúvio, cada mês teria 30 dias, além disso,  Ou seja, está na Bíblia, e inclusive na sua fonte Judaica, que afirma categoricamente, que o calendário que era seguido pelos antigos, dependia da Lua. Então eu realmente não entendo qual é a sua insistência em negar as informações que até as fontes que você cita confirmam. Se quer negar, cite a Bíblia para demonstrar que o calendário utilizado não podia ser o Lunar.

Prof. Azenilto escreveu:Em termos práticos, segundo as Escrituras, dedicar um dia ao Senhor, seja no sábado semanal ou demais sábados festivais, significa não trabalhar o dia inteiro. Então, a pessoa que não trabalha todos os dias para dedicar tais dias ao Senhor está, quando muito, praticando a VADIAGEM e contrariando a ordem--”Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra”.

Mais uma vez seu  argumento se torna paradoxal e dissonante ao insistir na tese de que o comando é focado nos 6 dias de trabalho. Se assim for, o calendário Gregoriano é VADIAGEM, pois inúmeros feriados quebram o ciclo de 6 dias de trabalho e portanto forçam os fariseus a interromperem seu ciclo escravocrata financeiro de trabalho. Curiosamente, Ciclo esse que não é amparado por legislação nenhuma que conheço, pois são atualmente 5 dias úteis de trabalho na semana, quando não há feriado no meio, que não é raro (ou todos os adventistas trabalham normalmente no Domingo?). Não só isso, mas também quebra a declaração de Jesus que o Sábado é feito para o Homem, e não o homem para os 6 dias de trabalho. A intenção é prover pelo menos um dia de repouso e dedicação AO SENHOR. Isso fica claro pelas inúmeras passagens onde os homens reclamam de quando vai acabar a Lua Nova e o Sábado para eles voltarem ao trabalho e ganhar dinheiro. Inclusive em concordância com versículo citado por você acima, o mandamento deixa claro que você tem 6 dias para fazer toda a tua obra, apontando para que trabalhe se quiser nesses 6 dias, mas o sétimo repouse. Ou seja, para quem gosta de trabalhar 6 dias contínuos, e justifica o mandamento como sendo ordenança de trabalhar ao invés de descansar, é estranho negar o calendário Bíblico Lunar (Mosaico) que provê justamente essa condição, com apenas 6 dias de descanso no mês (e onde os feriados cairiam justamente no Sábado).

Agora, da Bíblia eu leio isso aqui:

Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer? ’ ou ‘Que vamos beber? ’ ou ‘Que vamos vestir? ’ Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas. Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal.
(Mateus 6:31-34 NVI)


Portanto, meus amados irmãos, mantenham-se firmes, e que nada os abale. Sejam sempre dedicados à obra do Senhor, pois vocês sabem que, no Senhor, o trabalho de vocês não será inútil.
(1 Coríntios 15:58 NVI)

Repare que tantos anos depois de Moisés, a Páscoa (15 do primeiro mês) na qual o Senhor Jesus Cristo é crucificado cai justamente no Sábado:

Era o Dia da Preparação, e estava para começar o sábado. As mulheres que haviam acompanhado Jesus desde a Galiléia, seguiram José, e viram o sepulcro, e como o corpo de Jesus fora colocado nele. Em seguida, foram para casa e prepararam perfumes e especiarias aromáticas. E descansaram no sábado, em obediência ao mandamento.
(Lucas 23:54-56 NVI)

E era a preparação da Páscoa e quase à hora sexta; e disse aos judeus: Eis aqui o vosso rei.
(João 19:14 Almeida Revista e Corrigida)


No atual calendário Judaico a Páscoa de 2017 vai cair em uma Terça-Feira, terminando em uma Segunda-feira, mostrando que o Sábado Gregoriano não é sincronizado com esse feriado,(que cada ano cai em um dia qualquer da semana), como é citado inclusive nos Evangelhos. Ou seja, que Sábado é esse? É o Sábado de Noé? É o Sábado de Moisés? É o Sábado Samaritano? Ou é um Sábado qualquer? Ou será que é Domingo mesmo?
avatar
Diephe
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : Dispenseiro
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 450
Idade : 43
Cidade/Estado : RS
Religião : Adocionista
Igreja : Cristo
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -57
Pontos de participação : 1098
Data de inscrição : 25/03/2013

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Diephe em Dom 04 Jan 2015, 10:03

Luiz da Rocha escreveu:

Diephe,

Por favor repare que eles estão utilizando o calendário Gregoriano para apontar a semana. O calendário judaico apenas aponta o o dia e mês judaico para estipular os feriados, a semana (domingo segunda...) é justamente a do calendário Gregoriano, assim eles determinam em que dia da semana do calendário gregoriano tal feriado vai cair. Entendeu?

Fique com Deus!


Cara tu é sempre teimoso assim?

http://www.pt.chabad.org/calendar/view/month.htm

O Azul escuro é o correspondente no gregoriano mas o azul claro é o dia no calendário judaico....
Repara que do lado direito no penúltimo dia fala o inicio do shabat e o ultimo fala o termino...

Não sei se tu percebeu mas o site é ocidental e portanto de acessado por judeus que usam o calendário gregoriano todos os dias é por isso que no calendário consta o correspondente... além disso eles usam o calendário judaico para saber as datas das festas e shabat...

Você não encontrará nenhum calendário aqui no ocidente apenas em hebraico...

Para você deixar de ser teimoso aqui vai um calendário hebraico (se vira para traduzir)
http://calendar.2net.co.il/
(mesmo se traduzir o correspondente em gregoriano também aparece)
Além disso só porque ele mostra a data ocidental junto não significa que eles mudaram.... Afinal Israel está neste mundo e não estão isolados...

e não tem nada a ver esse papo de que é baseado no calendário gregoriano

Calendário Judaico -> baseado no solar e lunar
Calendário gregoriano -> baseado no solar
Calendário Islã -> baseado no lunar

A coincidência é porque realmente os dois batem nos mesmos dias da semana... o calculo de ambos é totalmente diferente...

Mostra um calendário exclusivamente hebraico aí... mostra um que você considera o correto...
1º dia ............................Yom Rishon
2º dia ............................Yom Sheni
3º dia ........................... Yom Shlishi
4º dia ............................Yom Revi’i
5º dia ........................... Yom Ḥamishi
6º dia ........................... Yom Shishi
7º dia ........................... Yom Shabba
avatar
Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 157
Idade : 37
Cidade/Estado : Nenhum/Nenhum
Religião : Cristã
Igreja : 1 Timóteo 3:15
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 4
Pontos de participação : 228
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Luiz da Rocha em Dom 04 Jan 2015, 11:05

Diephe,

Procure entender e ler sobre o calendário e ver do que se trata. O calendário judaico não estipula dias da semana. Os dias da semana são independentes e sincronizados quando o calendário atual foi desenvolvido ao longo dos séculos! Por favor leia:

"O princípio de cada mês judaico deveria ser no dia da Lua nova, e assim era fixado o mês na antiguidade enquanto existia o tribunal central judaico (san'hedrin) no Templo de Jerusalém. Porém depois de começar a fixar o calendário somente pelo cálculo alguns fatores foram incluídos"

Primeiro, mais uma vez é afirmado que na antiguidade o calendário era fixado pela Lua Nova, ou seja o atual não é o Bíblico! Quando eles começaram a desenvolver esse calendário eles realizaram cálculos para sincronizar as datas dos festivais e do começo do ano com o calendário que estava em vigor, ou seja, com a Semana Civil do Calendário Romano, não com a Semana de acordo com o calendário antigo. A semana se tornou independente:


Existem basicamente dois motivos pelos quais se adia Rosh Hashaná:

  • Os sábios da época da Mishná determinaram por diferentes motivos que Rosh Hashaná não deveria cair no domingo, nem na quarta-feira e nem na sexta-feira.

  • Quando o Molad cai depois de 3 quartos do dia, ou seja depois de 18 horas, Rosh Hashaná é adiado.


Por exemplo, vimos que o Molad do ano de 5768 era na quarta-feira às 10 horas e 468 partes, ele não entra na segunda regra, mas entra na primeira - portanto Rosh Hashaná neste ano caiu na quinta-feira.

Ou seja, reparou acima que eles usaram uma semana que já existia para sincronizar o calendário, que era a semana Romana que foi forçada sobre os Judeus? Não pode ser difícil assim de entender isso. O calendário atual judaico não estipula a semana ele apenas segue a mesma semana do calendário Gregoriano que foi utilizado de base para os cálculos de sincronia, para que certos feriados não caíssem em determinados dia da semana civil. 

Inclusive fica mais do que claro que o calendário Bíblico Mosaico não é o calendário judaico atual, no Bíblico onde as datas de festividade geralmente caíam no Sábado, e a semana dependente da Lua Nova, conforme já confirmado por diversas fontes e citações de especialistas na área, inclusive todos as fontes judaicas!

E mais uma vez, agora com afirmação clara no final:

The Hebrew calendar has had three forms: (1) Biblical times: the first form, dating from the time before the destruction of the Second Temple in Jerusalem in 70 C.E. by the Romans, was a calendar based on observations; (2) Talmudic times: the second form, in effect during the Talmudic period (about 10 B.C.E. to about 500 C.E.), was based on observations and calculations; and (3) Post-Talmudic times: the third form, was based solely on calculations that defined rules for a calendar initially described in full by Moses Maimonides in 1178 C.E. From 70 C.E. to 1178 C.E, there was a gradual transition from the second to the third form, with more and more calendrical rules being adopted over that period. The rules that were developed attained their final form either before 921 C.E. or before 820 C.E. However, because the modern lunisolar Hebrew calendar had to add extra months to synchronize itself with the Christian solar calendar, starting with three consecutive years that were given extra months in the 2nd century C.E. according to the Talmud, the modern Hebrew calendar cannot be used for determining Biblical dates because new moon dates may be in error up to four days and months may be in error up to four months.

FONTE: http://www.angelfire.com/pa2/passover/jewish-calendar-hebrew.html

TRADUZINDO A PARTE FINAL: De acordo com o Talmud, o moderno calendário Hebreu não pode ser usado para determinar as data Bíblicas, porque as datas da Lua Nova podem estar em erro de até 4 dias e meses em até 4 meses de erro.

Entenda isso, essa semana que você está vendo no calendário hebraico é independente dele, ele foi sincronizado sobre essa semana Romana.

Leia mais este outro comentário sobre os ajustes e cálculos feitos para sincronizar o calendário Judaico moderno com a Semana do calendário Gregoriano:

"This is done to prevent the fast of Yom Kippur ("day of atonement"), 10 days later, to be next to a sabbath, because two consecutive days of rest would hinder proper observance of either; and also, to avoid having sabbath hit another holiday later that month. So, strange as it may seem, because of such adjustments, Rosh Hashanah often does NOT fall on the new moon. That is the price one pays for holidays!"

TRADUÇÃO: "Isso é feito para previnir que o jejum do Yom Kippur (Dia do Perdão), 10 dias depois, seja próximo a um Sábado, porque dois dias consecutivos de descanso iria complicar a observância de ambos, e também, para evitar que outro feriado daquele mês também caia em um Sábado. Portanto, mesmo que seja estranho, devido a estes ajustes, Rosh Hashanah geralmente não cai na Lua Nova. Esse é o preço que se paga pelos feriados."

FONTE: http://www-spof.gsfc.nasa.gov/stargaze/Sjewcale.htm

Explicando detalhadamente a importância dessa pequena retalhação sobre o calendário atual. Primeiro fica claro que o calendário judaico atual começa na verdade no sétimo mês Bíblico, que é o mês onde ocorre o Dia do Perdão. Ou seja, não se começa o ano conforme o calendário Mosaico que iniciava o ano na Lua Nova e, no mês da Páscoa, Páscoa que ocorria no dia 15 daquele mês, em um Sábado.

Ora, vejam que interessante, novamente o mini detalhamento acima, deixa claro qual o problema de se ter um calendário de feriados religiosos independente da Semana Civil. Simplesmente porque um feriado pode cair um dia depois ou antes do Sábado. E a consequência disso é simples, no Dia do Perdão deve-se Jejuar e não fazer nenhum trabalho, se vem um Sábado semanal na sequência, como é que se vai preparar a comida do Sábado? E acender até as velas, que deviam ser acendidas antes do Sábado...

Portanto, fica mais do que claro que o calendário Mosaico era Lunar com o Sábado seguindo a Lua Nova, estabelecido justamente para que os feriados caíssem nos Sábados, não interrompendo a semana de trabalho nem criando confusão com feriados antes do Sábado.

É importante estudar a origem do calendário antes de continuar insistindo em erros. 

Fiquem na Paz do Senhor!
avatar
Diephe
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : Dispenseiro
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 450
Idade : 43
Cidade/Estado : RS
Religião : Adocionista
Igreja : Cristo
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -57
Pontos de participação : 1098
Data de inscrição : 25/03/2013

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Diephe em Dom 04 Jan 2015, 12:19

Luiz da Rocha:

Não esqueça que em 359 quando o calendário judeu foi restabelecido existiam judeus praticando o shabat e as festas. O calendário não mudou esses aspectos ele apenas organizou e determinou regras. Além disso ele oficializou o calendário como obrigação a todos os judeus praticantes, independente da região que vivessem.

Além disso o calendário gregoriano surgiu em 4 de Fevereiro do ano 1582, 1200 anos depois do judaico; o gregoriano que veio a se encaixar no judaico e não o contrário.



Código:
https://www.youtube.com/watch?v=hUTBWUy_7L4



Código:
https://www.youtube.com/watch?v=n2F_1iyHCwg


Última edição por Diephe em Dom 04 Jan 2015, 12:26, editado 1 vez(es)
avatar
Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 157
Idade : 37
Cidade/Estado : Nenhum/Nenhum
Religião : Cristã
Igreja : 1 Timóteo 3:15
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 4
Pontos de participação : 228
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Luiz da Rocha em Dom 04 Jan 2015, 12:23

Diephe,

Como eu solicitei, leia as matérias sobre o desenvolvimento to calendário atual, desde da época da Babilônia antes de Cristo. O calendário foi sendo alterado, várias vezes sofrendo novas adaptações, a mais recente se não me engano foi feita no século passado. E o importante é o argumento de que o calendário judaico atual não corresponde ao calendário Bíblico, Mosaico, e o Sábado não é o mesmo Bíblico. Todos os judeus sabem disso, parece que só os sabatistas cristãos é que não...

Não consigo ver o seu Flash (acho que é flash).
avatar
Diephe
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : Dispenseiro
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 450
Idade : 43
Cidade/Estado : RS
Religião : Adocionista
Igreja : Cristo
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -57
Pontos de participação : 1098
Data de inscrição : 25/03/2013

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Diephe em Dom 04 Jan 2015, 13:24

Luiz da Rocha:
Ok eu li o link abaixo:
http://www-spof.gsfc.nasa.gov/stargaze/Sjewcale.htm

O ajuste que eles fizeram foram em semanas, não em dias... eu não estou falando aqui que os meses estão corretos ou que as semanas estão corretas; estou falando que a contagem de 7 em 7 dias permanece inalterada.
Os espaços das festas estavam pré-fixadas, inclusive festas que caem na véspera de sábados; o que eles fizeram foi correr o calendário ou para frente ou para trás até que as festas estivessem certas. Eles não mudaram dias, correram o calendário (mantendo os dias, deslocaram o ano inteiro). Sim! O primeiro mês pode estar no lugar errado, os dias não.
Se eles mudassem a cronologia dos dias eles bagunçariam todas as festas fixadas; eles deixaram tudo no lugar.
Como o calendário tem ajustes de tempos em tempo eles lidaram com isto...
Além disso existem outros fatores como a cevada estar madura em Israel no ano novo, por exemplo que dão características na colocação do ano. Existem vários gatilhos que identificam em que época determinado mês deve estar.

O problema com o calendário judaico são as festas em semanas e meses, possivelmente errados, não os dias. Os dias estavam em uso, as festas é que estavam praticamente esquecidas.
Quando eles refizeram o calendário tinham só algumas festas mais importantes em uso seguindo a contagem dos 7 dias e as luas... eles deixaram o calendário na contagem certa só não sabiam o mês e o ano com exatidão.  No final, digamos o ano poderia estar no fim ou no meio, isto é que pode estar errado.
Entendeu?

Outro ponto que o texto ignora é que Deus criou o sol e a lua como luzeiros para contagem de meses e anos... luzeiros no plural... não é so a lua.

Você deve estar falando o mesmo que o link:
http://www.igrejadedeusemsaopaulo.org.br/calendariojudaico.htm
É isso não?

Observe que neste ultimo link detalha que houve uma divergência entre dois rabinos sobre o uso dos astros ou contagem matemática. Jamais houve divergência entre eles sobre o dia da semana que estavam. Jamais houve duvida de quando seria o próximo shabat; nisto todos os judeus concordavam.

avatar
Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 157
Idade : 37
Cidade/Estado : Nenhum/Nenhum
Religião : Cristã
Igreja : 1 Timóteo 3:15
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 4
Pontos de participação : 228
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Luiz da Rocha em Dom 04 Jan 2015, 14:07

Diephe escreveu:O ajuste que eles fizeram foram em semanas, não em dias... eu não estou falando aqui que os meses estão corretos ou que as semanas estão corretas; estou falando que a contagem de 7 em 7 dias permanece inalterada.

Presta atenção, a contagem da semana no calendário Mosaico (Bíblico) depende da Lua Nova! A sequência de Sábados não permanece a mesma, pois a semana recomeça depois da Lua Nova apenas.

Diephe escreveu:Os espaços das festas estavam pré-fixadas, inclusive festas que caem na véspera de sábados

Faça assim, verifique quando cai uma festa judaica atualmente e vá na Bíblia e verifique quando cai. Me estranha ninguém mais aqui citar a Bíblia. As festas caem quase todas no Sábado na Bíblia e não nas vésperas ou no meio da semana. Parece até que não querem entender. Verifique as citações Bíblicas  anteriores, nos evangelhos, 15 do primeiro mês é Páscoa e é um Sábado semanal também. Yom Kippur (dia 10 do sétimo mês) cai dois dias depois do Sábado, no segundo dia da semana. E assim no dia 15 (um Sábado) começa a ser celebrado o Festival das Tendas, por 7 dias, e no oitavo (um outro Sábado) uma assembleia solene. Apenas no vigésimo terceiro dia o povo pode partir, pois é o primeiro dia da semana.

Durante sete dias, Salomão, com todo o Israel, celebrou a festa; era uma grande multidão, gente vinda desde Lebo-Hamate até o ribeiro do Egito. No oitavo dia realizaram uma assembléia solene. Levaram sete dias para a dedicação do altar, e a festa se prolongou por mais sete dias. No vigésimo terceiro dia do sétimo mês, o rei mandou o povo para as suas casas. E todos se foram, jubilosos e de coração alegre pelas coisas boas que o Senhor havia feito por Davi e Salomão e por Israel, o seu povo.
(2 Crônicas 7:8-10 NVI)


Pensa bem, cada mês começava com a Lua Nova, ora, se você deve esperar os dois dias de Lua Nova (sendo que cada Lua Nova era um feriado e celebração) para começar a trabalhar e a semana fosse corrida, o que iria acontecer se um feriado caísse na Lua Nova? Ou logo antes? Veja o calendário Bíblico foi feito para atender as suas datas, os feriados e as celebrações, tudo era bem estipulado. A semana separada do calendário de feriados só surgiu muito tempo depois, e não acompanhava mais o Sábado Lunar, conforme já deixado respaldado por inúmeras fontes, inclusive as autoridades judaicas. De acordo com o dados expostos o calendário judaico atual não mantém a mesma sequência de Sábados que Moisés mantinha na Bíblia.

Mas faça assim, cite a Bíblia desatrelando o Sábado do calendário de feriados Lunar. 

Diephe escreveu:Outro ponto que o texto ignora é que Deus criou o sol e a lua como luzeiros para contagem de meses e anos... luzeiros no plural... não é so a lua.

Ninguém está contestando isso, o que não pode ser ignorado é que o Sábado era regido pela Lua e não pelo Sol:

Ele fez a lua para marcar estações;
o sol sabe quando deve se pôr

(Salmos 104:19 NVI)


A palavra do Hebraico utilizada para estações é מועד (mow`ed) e significa "tempos determinados ou fixos" do qual o próprio Sábado é um:

Fala aos filhos de Israel e dize-lhes: As festas fixas do SENHOR, que proclamareis, serão santas convocações; são estas as minhas festas.
 Seis dias trabalhareis, mas o sétimo será o sábado do descanso solene, santa convocação; nenhuma obra fareis; é sábado do SENHOR em todas as vossas moradas.

(Leviticos 23:2-3 Almeida Revista e Atualizada)



E o mais importante:

E farei cessar todo o seu gozo, e as suas festas, e as suas luas novas, e os seus sábados, e todas as suas festividades.
(Oséias 2:11 Almeida Revista e Corrigida)



Deus não pode ter mentido, então o Sábado não continua o mesmo, intacto e sequencialmente perfeito. A passagem de Sérias inclusive faz referência a Jesus Cristo:

E lhe darei, dali, as suas vinhas e o vale de Acor por porta de esperança; será ela obsequiosa como nos dias da sua mocidade e como no dia em que subiu da terra do Egito.
(Oséias 2:15 Almeida Revista e Atualizada)


Assim diz o SENHOR: Como quando se acha vinho num cacho de uvas, dizem: Não o desperdices, pois há bênção nele, assim farei por amor de meus servos e não os destruirei a todos.
(Isaías 65:8 Almeida Revista e Atualizada)


Farei sair de Jacó descendência e de Judá, um herdeiro que possua os meus montes; e os meus eleitos herdarão a terra e os meus servos habitarão nela. Sarom servirá de campo de pasto de ovelhas, e o vale de Acor, de lugar de repouso de gado, para o meu povo que me buscar.
(Isaías 65:9-10 Almeida Revista e Atualizada)

Conteúdo patrocinado

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Qua 20 Set 2017, 04:30